Prêmio Vladimir Herzog reforça democracia


25/10/2019


Glenn Greenwald, Patrícia Campos Mello e Hermínio Sacchetta (in memoriam) são os homenageados do Prêmio Vladimir Herzog de 2019

Nesta quinta-feira (24/10), aconteceu a cerimônia de entrega do 41º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, no Tucarena da PUC, em São Paulo. O evento começou com uma roda de conversa com os vencedores, a partir das 14h. Criada em 1978, esta é a premiação mais importante do jonalismo brasileiro.

Os jornalistas Patrícia Campos Mello (Folha de S. Paulo) e Glenn Greenwald (The Intercept Brasil) foram os homenageados especiais deste ano. Na categoria in memoriam, o escolhido foi Hermínio Sacchetta, uma referência de gerações de jornalistas brasileiros. Além das três homenagens especiais, o Prêmio Vladimir Herzog premiou trabalhos que valorizam a Democracia e os Direitos Humanos.

Em 2019, o Prêmio Herzog manteve o recorde de produções jornalísticas inscritas e aceitas para análise do corpo de jurados: foram 692 trabalhos enviados por jornalistas, artistas e repórteres fotográficos de todo o país nas categorias Arte (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Produção jornalística em texto, Produção jornalística em vídeo, Produção jornalística em áudio e Produção jornalística em multimídia.

O julgamento foi dividido em duas fases: a primeira, de seleção, que neste ano contou com a participação de 33 jurados, representantes de quase todos os estados do país; e a segunda fase, de premiação, formada por dirigentes e representantes das entidades organizadoras.
O 41º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é promovido e organizado por uma comissão constituída pelas seguintes instituições: Associação Brasileira de Imprensa (ABI); Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj); Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo; Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji); Sociedade Brasileira dos Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom); Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP); Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo; Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Conectas Direitos Humanos; Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Nacional); OAB São Paulo; coletivo Periferia em Movimento; Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio); e Instituto Vladimir Herzog.

Homenageados de 2019

Patrícia Campos Mello é repórter especial e colunista da Folha de S. Paulo. Recebeu recentemente o Prêmio Internacional da Liberdade de Imprensa do Comitê de Proteção ao Jornalista, após sofrer represálias e ameaças na internet por reportagem que denunciou crimes eleitorais na candidatura de Jair Bolsonaro à presidência.

Glenn Greenwald, advogado e jornalista, é um dos fundadores do The Intercept Brasil, site responsável pela série de reportagens intitulada “Vaza Jato”, que evidencia condutas suspeitas do judiciário brasileiro a partir de conversas no aplicativo Telegram. Ganhou o Pulitzer de Jornalismo, em 2014, por artigos no The Guardian sobre o sistema de vigilância da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos denunciada por Edward Snowden.

Hermínio Sacchetta começou carreira no jornalismo em 1928. Trabalhou em redações do Correio Paulistano, Folha da Manhã, Folha da Noite e Folha de S. Paulo. Militante político, foi editor do jornal A Classe Operária e preso na ditadura do Estado Novo.
Confira quem são os demais premiados:

Confira quem são os selecionados:

CATEGORIA: ARTE

VENCEDOR. Título: Tira (Veículo: Portal Leia Já – Recife). Integrantes: Nathallia Santos Fonseca, Eduardo Nascimento, Roberta Veras

MENÇÃO HONROSA. Título: Edição Ilustrada de 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (Veículo: Revista Continente – Recife)

CATEGORIA: FOTOGRAFIA

VENCEDOR. Título: Exército detém dez militares ligados a assassinato de músico no Rio (Veículo: El País – Rio de Janeiro). Integrante(s): Fabio Alarico Teixeira

MENÇÃO HONROSA. Título: Direito a Moradia. (Veículo: Jornal Diário do Nordeste – Fortaleza). Integrante(s): Fabiane de Paula Souza

CATEGORIA: ÁUDIO

VENCEDOR. Título: LGBTfobia: Medo de quê? (Veículo: Rádio CBN – São Paulo). Integrante(s): Gabriela Viana dos Santos Dayube, Lucas Soares, Claudio Antonio, Caroline Tamassia, Luiz Nascimento

MENÇÃO HONROSA. Título: Chico Mendes, a voz que não cala. (Veículo: Brasil de Fato – Santo André/SP). Integrante(s): Sarah Oliveira Fernandes

CATEGORIA: MULTIMÍDIA

VENCEDOR. Título: Sem direitos: o rosto da exclusão social no Brasil. (Veículo: Projeto Colabora – Rio de Janeiro). Integrante(s): Adriana Barsotti Vieira

MENÇÃO HONROSA. Título: Segunda chance. (Veículo: JC Online – Recife). Integrante(s): Maryna Moraes, PH Correia, Leonardo Vasconcelos, Felipe Ribeiro, Guilherme Castro, Eduardo Mafra, Danilo Souto Maior

CATEGORIA: TEXTO

VENCEDOR. Título: Matança da PM em Milagres e a invenção da resistência (Veículo: Diário do Nordeste – Fortaleza/CE). Integrante(s): Antônio Melquíades Júnior, Messias Vasconcelos Borges, Emerson Rodrigues da Silva, Kílvia Muniz Silveira, Creuza Amorim Pitombeira, Thiago Gadelha, João Lucas Rosa, Abrahan Lincoln de Souza, Raimundo César Benevides

MENÇÃO HONROSA. Título: O meio ambiente como estorvo. (Veículo: Piauí – Rio de Janeiro). Integrante(s): Bernardo Esteves Gonçalves da Costa

CATEGORIA: VÍDEO

VENCEDOR. Título: 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos – conquistas e fracassos (Veículo: TV Globo – São Paulo).

MENÇÃO HONROSA. Título: O Paciente Invisível (Veículo: TV Brasil – São Paulo).

Comunicado

A ABI volta ao seu pleno funcionamento a partir de 1º de novembro de 2019, de 2ª a 6ªf. das 10h as 18h.

Rio, 17/10/2019.

A Presidência

Powered by WordPress Popup

O espetáculo – com apresentação de Bete Mendes, e do compositor Paulo Cesar Feital – já conta com mais de 30 artistas e grupos confirmados. Teremos no palco: Agrião, Água de Moringa, Alice Passos, Ana de Hollanda, Aroeira, Augusto Martins, Clarice Azevedo, Chico Alves, Cláudio Jorge, Cordão do Boitatá, Didu Nogueira, Dorina, Eduardo Gallotti, Elisa Addor, Ernesto Pires, Luciano Macedo, Lúcio Sanfilippo, Jards Macalé, Makley Matos, Mariana Baltar, Marquinhos China, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Mombaça, Monarco, Nilze Carvalho, Osmar Prado, Pedro Paulo Malta, Ricardo Villas, Simone Lial, Tânia Malheiros, Zé Luiz do Império, Zé Renato.