25 de setembro de 2022


Pena de morte é suspensa em Cabul


22/10/2008


O jornalista afegão Sayed Perwiz Kambajsh, de 23 anos, condenado por blasfêmia contra o islamismo, teve sua pena de morte comutada por 20 anos de prisão. A decisão foi tomada por um tribunal em Cabul, capital do Afeganistão. Kambajsh, que é estudante da Universidade de Balkh e trabalha para o jornal Jahan e Naw, foi detido em 27 de outubro de 2007 por baixar e distribuir na internet um artigo com críticas ao Islã em relação às mulheres. O repórter alega ter sido torturado para confirmar as acusações. Segundo a agência de notícias Angola Press, cartas de todo o mundo chegaram às mãos do Presidente afegão Hamid Karzai, pedindo clemência.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012