4 de julho de 2022


Orquestra Afro-Brasileira comemora 80 anos com show gratuito, no Teatro Ipanema, no dia 14 de junho


11/06/2022


Neste ano, a Orquestra Afro-Brasileira completa 80 anos de fundação e comemora com um show gratuito no Teatro Ipanema, no dia 14 de junho, às 19h. As portas serão abertas para o público às 18h e o evento está sujeito à lotação. Após o espetáculo, os músicos participarão de um bate-papo de 30 minutos com o público.

A apresentação também celebrará o aniversário de 80 anos do músico Carlos Negreiros, último integrante remanescente da formação original, que também assina a direção artística do projeto. No repertório, músicas em português e língua de matriz africana. É um desfile de ritmos e estilos afro-brasileiros que vão desde a Hamunha, Aluja e Agabi, passando pelo Maracatu, Arrebate e Cabula e indo até o Ijexá, Moçambique, Congo e Opanijé. As composições são do maestro Abigail Moura e de Carlos Negreiros.

Recentemente, o primeiro vinil, Obaluayê (1957), foi reeditado pela Day Dreamer Records em homenagem às 8 décadas da Orquestra. E em breve, também serão lançadas, nas plataformas de streaming de música, as mixagens feitas em parceria com artistas como, Marcelo D2, Criolo, Emicida, Tropikillaz, Rael, entre outros.

No ano passado, a Orquestra gravou um show para ser exibido no YouTube do Canal Cultne, que é o maior acervo digital da cultura negra da América Latina. O acervo disponibiliza o seu conteúdo para ser usado livremente, desde que citada a fonte, em edições jornalísticas, estudantis ou em qualquer atividade sem fins lucrativos.

A Orquestra Afro-Brasileira ficou 40 anos fora dos palcos, mas ao retornar, em 2017, para lançar o CD Orquestra Afro-Brasileira 75 Anos, surpreendeu o cenário artístico nacional pela qualidade da obra dotada de uma sonoridade única. A Orquestra resgatou, em grande estilo, a primeira experiência de erudição da música negra no Brasil.

Formada por profissionais com larga experiência no Brasil e no exterior, sendo 05 percussionistas, 03 trompetes, 03 trombones, 02 saxes altos, 02 saxes tenores e 01 sax barítono, também trás Negreiros como cantor. O resultado é uma sonoridade contemporânea, característica das obras ditas universais.

O objetivo da próxima apresentação da Orquestra Afro-Brasileira, no Teatro Ipanema, é possibilitar o contato do público com música de valor histórico e simbólico, que evidencia a herança multicultural do país: as matrizes africanas na apresentação de seus instrumentos percussivos e as matrizes européias na forma de seus instrumentos clássicos.

Abigail Moura: Início de Tudo

Criada pelo maestro Abigail Moura em 1942, a Orquestra Afro-Brasileira, inovou ao fundir os ritmos ancestrais africanos à música erudita, dando protagonismo à percussão, que além de reger a criação musical foi disposta à frente dos demais instrumentos no palco conferindo ao trabalho uma forte carga simbólica.

Reconhecida pela intelectualidade musical dos anos 40 e 50 como um marco da música brasileira, definida por alguns como “exótica”, “difícil” e “nada comercial”, a Orquestra foi contemporânea aos movimentos da Frente Negra Brasileira (1931-1937) e do Teatro Experimental do Negro (1945-1961). Foram feitos dois registros em vinil (1957 e 1968) e apesar de extinta na década de 1970, a Orquestra tornou-se a primeira e principal referência artística brasileira da chamada música negra de concerto. É a guardiã de um tesouro musical de ritmos, composições e estética
únicos no universo da música de concerto brasileira.

SERVIÇO

Show Orquestra Afro-Brasileira 80 anos
Dia: 14 de junho de 2022 (terça-feira)
Horário: 19 horas
Local: Teatro Ipanema
Endereço: Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema
Tel.: (21) 2267-3750

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012