3 de outubro de 2022


Olimpíadas dia 23 e livro de Jornalismo nas Dicas de hoje


16/07/2021


Por Vera Perfeito, diretora de Cultura e Lazer da ABI


Olimpíadas têm 12 horas de programação

A programação das Olimpíadas de Tóquio começa na quinta-feira, às 22 horas, e só termina em 8 de agosto pela Globo e Sport TV enquanto a Bandsports transmite em TV por assinatura.  Diversos ex-atletas estão nas transmissões como o nadador Cesar Cielo, a ginasta Jade Barbosa e Emanuel, do vôlei de praia. Em Tempestade perfeita, os jornalistas Pedro Bial, Cristina Tardáguila, Helena Celestino, Luciana Barreto, Marina Amaral, Merval Pereira e Caio Túlio Costa fazem uma reflexão sobre os desafios do jornalismo no Brasil em meio a uma torrente de populismo e desinformação. Falam também das agressões contra jornalistas. A imperdível biografia de Ney Matogrosso chega na 5ª feira e, à tardinha, já é possível ir até a barraca do Uruguaio e ao quiosque Quase Nove, na praia de Ipanema, sem aglomerações. Zé Ramalho lança uma espetacular caixa com 4 CDs. Reveja as séries candidatas ao Emmy Awards e bons filmes que chegaram às plataformas. Novas peças teatrais estreiam on line.

Máscaras, sem aglomerações e álcool gel. A pandemia não acabou e a Delta está aí mesmo!


TELEVISÃO

HOJE TV GloboAbertura dos Jogos Olímpicos: Emissora terá cerca de 12 horas diárias de programação exclusiva ao evento. A faixa de horário de exibição será das 22 horas até as 11hs da manhã do dia seguinte. O narrador Galvão Bueno será o comandante da transmissãoda abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que começam hoje. O trabalho do veterano será feito diretamente do Brasil, por causa da pandemia, e a equipe enviada para Tóquio foi reduzida. Por causa da pandemia, a emissora diminuiu o número de profissionais que viajarão ao Japão para a cobertura olímpica. Serão 50 pessoas (entre repórteres, produtores e cinegrafistas) no país asiático, metade do total anteriormente previsto. A emissora optou pela criação de um estúdio virtual em suas instalações no Rio de Janeiro. De lá, os jornalistas e comentaristas poderão interagir diretamente com a equipe no Japão. A Globo também investiu em seu time de comentaristas com vários atletas e ex-atletas olímpicos. Entre os nomes que participarão das transmissões estão o nadador Cesar Cielo, a ginasta Jade Barbosa e Emanuel, ex-jogador de vôlei de praia.

ENTREVISTAS

Segunda-feira

19h30ABI Esporte fará homenagem póstuma ao jornalista, escritor, documentarista e conselheiro da ABI  Ricardo Carvalho, que nos deixou no ultimo dia 21 de junho. Participam dessa homenagem seus amigos e parceiros na série Caiu na área é nalti, os jornalistas Cid Benjamin, Caco Schmitt e Carlos Monforte. A apresentação é do jornalista Marcos Gomes. No canal da ABI do YouTube.

Terça-feira

19h30 Cineclube Macunaíma exibe hoje o filme Azangule, o levante, de Pedro Sol sobre a revolta de escravos, em 1838, na região de Paty do Alferes (RJ). O estopim foi a morte de um deles.  No debate, estão o cineasta Silvio Tendler . No canal da ABI do YouTube.

Quarta-feira

19h30Memória Musical com apresentação do jornalista Paulo Figueiredo, a homenagem será ao compositor Luiz Carlos da Vila. Pelo canal da ABI do YouTube.

Quinta-feira

19h30Encontros da ABI com a Cultura:  com apresentação das jornalistas Vera Perfeito e Zezé Sack.

GloboplayConversa com Bial: a divertida e emocionante conversa com Ziggy Marley e as imagens de arquivo usadas no tributo aos 40 anos da morte de Bob Marley, seu pai.


FESTIVAL LATINIDADES

A 14ª edição do Festival Latinidades – maior festival de mulheres negras da América Latina, acontece até domingo de forma online pelo canal do YouTube Afrolatinas. E para completar mais esta edição, o festival realiza uma edição esquenta amanhã e dia 31 de julho. O foco do projeto é levar a meninas de 8 a 13 anos o tema da representação do cabelo e da beleza negra. A missão do Festival Latinidades é ser uma plataforma para dar visibilidade e gerar renda para toda produção artística e intelectual de mulheres negras, que é super potente, mas infelizmente ainda muito invisibilizada.  O festival é todo protagonizado por mulheres negras cantando, recitando, fazendo palestras e oficinas, mas o evento é aberto para toda a população.

Na Edição 2021 serão homenageadas: Zezé Mota, Rosa Passos, Susana Baca e Epsy Campbel com o tema: Ascensão Negra

23 de julho, sexta-feira: 14hRecital:  – Afrobooktuber, A Outra História, com Boris; 14h30 – Minissérie: Sonhar é poder, por todas as rotas;14h35–  Latinidades Talks: Educação Financeira por meio do RAP, com Gabriela; 15h – Latinidades Talks: Jornada das Pretas – a política que queremos, com Erika Hilton; 15h30 – Talks: ascensão negra e publicidade, com Samantha Almeida; 16h – Latinidades Talks: Orçamento público como instrumento de mudança de vida das mulheres negras com Roseli Faria e Clara Marino; 16h30 – Juventude, Direitos Humanos e Política Fiscal; 16h40 -Masterclass: Matriarcado Africana: resistência, permanência e continuidade, com Aza Njeri; 17h20 Talks: Favela venceu?, com Rene Silva; 17h30 – Latinidades Talks: Jornada do Autoamor, com Renata Menezes;18h – Espaço Literário; 18h40 – Bora escrever para crianças; 19h – Dicas de leitura: Literatura Infantil; 19h10 – Testemunho poético e Leitura dramática: vozes e corpos das pretas, com Lia Vieira (RJ); 19h40 – Dicas de leitura: narrativas das pretas; 20h – Pensando com as pretas: feminismo negro; 20h30 – Bate papo musicado: Mateus Aleluia; 21h – Pocket Show Yzalú; 21h30 – Dj Donna; 22h – Minissérie: “Sonhar é poder, por todas as rotas”.

24 de julho, sábado: 10h – Oficina Básica de Audio, para artistas e produtoras, com Regiane Pereira; 11h – Beatmaker, com BadSista; 14h – Cozinha Afrolatina com Chidera Ifeanyi, Restaurante Simbaz; 15h Minissérie: “Sonhar é poder, por todas as rotas”; 15h05 – Meditação para parir a si mesma, com Clarice Val; 15h45 – Vivência: Desafio seu Poder Ancestral, com Ana Sou; 16h25 – Ascensão negra, Afrofunk e descolonização do corpo, com Taísa Machado; 17h – Espaço Literário; 17h – Escrita literária e ascensão profissional, Cidinha Silva (MG) com mediação de Fernanda Felisberto (RJ); 17h40 – Dicas de leitura: narrativa das pretas; 17h50 – Literatura Infantil: Vozes da África e da Diáspora, com Heloisa Pires (RS); 18h10 – Dicas de leitura: poesia das pretas; 18h20 – Poesia armada das pretas cantautoras, com Coletivo Negras Autoras (MG); 19h – Leitura Sonora de Obras, com Mariana Per e Rosa Couto, por Museu Afro Brasil; 19h30 – Pocket Show: Josy.Anne; 20h – Pocket Show: MC Taya; 20h30 – Pocket Show: Urias; 21h – Pocket Show: Ebony; 21h30 – Pocket Show: Jup do Bairro

25 de julho, domingo: 14h – Minissérie: “Sonhar é poder, por todas as rotas”; 14h05 – Amefricanifesto; 14h15 – Cozinha Afrolatina, com Mãe Baiana de Oyá; 14h50 – Amefricanifesto; 15h – Black Excellence Talks – episódio especial da série portuguesa Black Excellence; 16h – Plataforma Black Excellence, amplificando vozes de pessoas negras nos quatro cantos do mundo, com Miriam Taylor; 16h10 – Movimento Black Money e reflexões sobre ascensão negra, com Nina Silva; 16h20 – Pretas Potências e reflexões sobre ascensão negra, com Ana Minuto; 16h30Espaço Literário; 16h30 – Dicas de leitura: feminismo negro, com obras de Audre Lorde (EUA), Carolina Maria de Jesus (MG) e Bianca Santana (SP); 16h40 – Escrita literária e ascensão profissional, com Verônica Bonfim (RJ); 17h – Dicas de leitura: performances negras, com obras de leda Martins (MG) e Roberta Estrela D’Álva (SP); 17h10 – Escrita literária e ascensão profissional, com Eliane Alves Cruz (RJ) e Carmen Faustino (SP); 17h50 –  Sarau Vozes poéticas das pretas, Quilombhoje, com autoras dos Cadernos Negros 43; 18h – Pocket Show: Rayssa Dias; 18h30 – Pocket Show: Tasha e Trace;19h – Maya; 19h30 – Pocket Show: Monna Brutal; 20hAmefricanifesto; 20h05 – Minissérie: “Sonhar é poder, por todas as rotas”; 20h10  Manifesto Ascensão Negra, Latinidades 2021.


CAMPANHA

Literatura acessível conta a Fome: crianças com livro na mão, famílias com comida no prato. Esse é o lema da psicóloga Carina Alves, presidente do Instituto Incluir, que iniciou a campanha com foco na Zona Sul e Centro. A ação consiste na troca de dois quilos de alimentos não perecíveis por um exemplar da série de livros, “Literatura acessível”, escritos pela própria Carina. A ideia é trocar os 500 livros por 1tonelada de alimentos, que serão usados em cestas básicas destinadas à população em situação de vulnerabilidade social. É um programa apoiado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do RJ. As trocas podem ser feitas na sede do RioSolidário (Travessa Euricles de Matos, 17 – Laranjeiras); Biblioteca Parque do Estado, no Centro; e Liceu de Artes e Ofícios, Praça Onze.


FILMES

De amanhã (sábado) a 31 de julho) o Festival do Rio acontece com 15 filmes sendo oferecidos por 24 horas a cada dia no serviço de streaming pelo Canal Brasil, Canal Curta e agora Telecine.  Druk Mais uma Rodada será o filme de estreia, ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro. Serão 15 filmes internacionais aclamados de nove países, incluindo vencedores do Oscar e ganhadores do Globo de Ouro 2021, como  Bela Vingança e The Mauritanian.  O evento faz parte de uma Edição Especial do Festival do Rio, que não teve edição regular em 2020, e se prepara para 2021.  São três ações com parceiros de longa data como o Canal Brasil, Canal Curta e agora Telecine.  Aos sábados, o Telecine Cult vai reexibir, às 22 horas, alguns dos principais longas da seleção. Para acompanhar é preciso assinar o serviço de streaming que oferece 30 dias grátis para assinantes.

O RIO FESTIVAL DE CINEMA LGBTQIA+ FESTEJA 10 ANOS E TERÁ PROGRAMAÇÃO FRANCESA

Até domingo – O Rio Festival de Cinema LGBTQIA+  (Rio LGBTQIA+) completa 10 anos, e até domingo, o festival transmitirá pelo instagram @riolgbtqia, 81 filmes brasileiros e internacionais da Alemanha, Argentina, Bélgica, Canadá, Espanha, EUA, França, Índia, Israel, México, Paraguai, Peru, Portugal, Reino Unido e Suécia. São 11 longas, 2 médias e 68 curtas-metragens. Lives de encontros e palestras completam a programação do festival. Devido a pandemia, a programação completa acontecerá online e ao vivo. Entrar no site.

Em paralelo à programação de filmes serão realizados lives de encontros e palestras, também no @riolgbtqia.
Entre os filmes franceses estão os curta-metragens: Mort-Bois, une enfance de Jean Genet de Frédéric Labonde e dentro das mostras especiais de animação: Genius Loci de Adrien MérigeauEiko de Colin AttharLes lèvres gercées de Fabien Corre e Kelsi PhungPurpleboy de Alexandre Siqueira (Portugal, França e Bélgica), Carrousel de Jasmine Elsen e Camille de Maël Nathanaël Sonn. riofgsc.com.br ©2021

FILMES

Amazon Prime VideoMissão Impossível Fallout: obrigado a unir forças com o agente especial da CIA August Walker (Henry Cavill) para mais uma missão impossível, Ethan Hunt (Tom Cruise) se vê novamente cara a cara com Solomon Lane (Sean Harris) e preso numa teia que envolve velhos conhecidos movidos por interesses misteriosos e contatos de moral duvidosa. Atormentado por decisões do passado que retornam para assombrá-lo, Hunt precisa se resolver com seus sentimentos e impedir que uma catastrófica explosão ocorra, no que conta com a ajuda dos amigos de IMF.

Disney+  (por meio do Premier Access)Viúva Negra: no suspense de espionagem repleto de ação da Marvel Studios, “Viúva Negra”, Natasha Romanoff, também conhecida como Viúva Negra, confronta o lado mais sombrio de sua profissão quando surge uma perigosa conspiração ligada ao seu passado. Perseguida por uma força implacável para derrubá-la, Natasha precisa lidar com sua história como espiã e as relações partidas de um passado de antes de se tornar uma Vingadora.

Globoplay

Minha mãe é uma peça com Paulo Gustavo, foi o filme mais visto do canal em junho. O longa faz parte de um projeto recém-lançado pela plataforma, 50 filmes Essenciais do Cinema Brasileiro. Tropa de elite 2, Carandiru e Bacurau também estão no ranking.

Erasmo 80: o documentário do octogenário passeia pela obra de Erasmo Carlos e o cantor dá uma ótima entrevista, cheia de curiosidades

Telecine Play

plicas Atendidas – Os Arquivos de Capote: em 1975, o romance “Answered Prayers” era uma promessa para a carreira de Truman Capote, socialite e forte nome da literatura americana. Entretanto, o livro acabou sendo ofuscado e nunca foi finalizado. Esse documentário explora os motivos que levaram à ascensão e à queda de Capote, através de materiais de arquivo e entrevistas inéditas de pessoas que o conheciam.

A Vida em Si: Will (Oscar Isaac) e Abby (Olivia Wilde) se apaixonam na faculdade, se casam e descobrem que seu primeiro filho está a caminho. Mas as reviravoltas que o casal sofre reverberam para além do que eles possam imaginar. Pessoas de países e de gerações diferentes acabam sendo impactados por essa história, mostrando como a vida é um sopro.

O Sequestro de Daniel Rye: A história angustiante do fotógrafo Daniel Rye (Esben Smed), que foi sequestrado durante uma viagem à Síria para documentar a crise dos refugiados em 2013. Durante 398 dias, ele foi mantido refém pelo Estado Islâmico, enquanto sua família tentava de tudo para conseguir sua liberdade.
Netflix

Virgin River (Rio Virgem): drama romântico. A protagonista é Mel Monroe (Alexandra Breckenridge, a Sophie, de This is us). Enfermeira e arteira, ela se muda de Los Angeles para Virgin River, no interior da Califórnia. A cidadezinha fica na beira de um rio lindo, cercado de lindas montanhas nevadas. A moça vai em busca de um recomeço. Apesar da carreira brilhante em hospitais importantes, sai vida pessoal desmoronou e Mel assinou um contrato para trabalhar na clínica local, mantida pela prefeitura. O médico Doc ( Tim Matheson) recebe Mel com hostilidade. A casa prometida é imunda e caindo aos pedaços. Em compensação, ela conhece o barman Jack  (Martin Henderson), um ex-fuzileiro naval bonitão que vivei 20 anos no Oriente Médio. E ele se apaixona por ela. Ambos têm ligações amorosas anteriores que podem atrapalhar tudo. Virgin River já está na terceira temporada. Merece aenção.

Jogos vorazes – Como prometido, a saga Jogos Vorazes finalmente chegou ao catálogo da HBO Max e já pode ser conferida na íntegra.A franquia cinematográfica, estrelada por Jennifer Lawrence, conquistou o coração do público ao trazer à vida os romances homônimos assinados por Suzanne Collins. Ambientada num futuro distópico, a narrativa é centrada em Panem, uma nova nação que surgiu após a destruição da América do Norte e que é dividida em treze distritos e uma Capital. Surgida após uma trágica guerra, os distritos que rodeiam o centro do território são obrigados a entregar um menino e uma menina todo ano para competirem nos Jogos Vorazes, brutais competições em que apenas um participante pode sobreviver, como forma de manter a autoritária hierarquia funcionando. É nesse meio que surge Katniss Everdeen (Lawrence), uma jovem do Distrito 12 que se oferece como tributo quando a irmã é sorteada para os jogos, protegendo-a de morrer na carnificina. A partir daí, ela se lança em uma investida contra o tirânico governo do Presidente Snow (Donald Sutherland), jurando derrubá-lo e transformar Panem num lugar justo para todos.

Netflix

Um dia com Jerusa: No bairro do Bixiga, uma mulher abre as portas de sua casa para uma jovem desconhecida e as duas passam a dividir suas histórias de vida. Filme de Viviane Ferreira, com Léa Garcia e Débora Marçal. Estreia 26/7.

A Última Carta de Amor: após encontrar uma série de cartas de amor da década de 60, uma jornalista decide resolver o mistério de um romance secreto. Filme de Augustine Frizzell, baseado no livro de Jojo Moyes, com Shailene Woodley, Felicity Jones, Callum Turner e Joe Alwyn.

Estômago: de um boteco simples a um restaurante renomado… à cela da prisão. A jornada deste talentoso cozinheiro em São Paulo é cheia de surpresas. Um filme de Marcos Jorge com Babu Santana, Fabiula Nascimento e João Miguel. No streaming já
Memórias de Verão: nas férias de verão, o adolescente Deniz tenta conquistar o crush da infância e acaba envolvido em um triângulo amoroso. No streaming. No streaming
Um Clássico Filme de Terror: nesta história de terror cheia de tensão e sangue, os passageiros de um ônibus são vítimas de assassinatos ritualísticos. 14/7

Loucas Pra Casar: Malu (Ingrid Guimarães), Lúcia (Suzana Pires) e Maria (Tatá Werneck) planejam se casar, mas descobrem que namoram o mesmo homem (Márcio Garcia). As três terão que decidir se vão disputá-lo ou planejar uma vingança. Dirigido por Roberto Santucci.

Gonzaga – De Pai para Filho: o filme narra a trajetória de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, pai e filho que se encontram e se perdem muitas vezes até se conhecerem de verdade. Com Nanda Costa e Júlio Andrade.

O Último Mercenário: vinte e cinco anos depois de fazer um acordo com o serviço secreto francês para proteger o filho, um agente precisa sair do esconderijo. Estrelado por Jean-Claude Van Damme. Estreia: 30/7

Céu Vermelho-Sangue: neste filme alemão, uma mulher com uma doença misteriosa precisa revelar um segredo sombrio para lutar contra terroristas que querem sequestrar o avião em que ela viaja com o filho.

Boy erased – uma verdade anulada: enviado para terapia de conversão pelos pais religiosos, um jovem luta para conciliar sua identidade sexual com os valores cristãos de sua família. Estrelado por Nicole Kidman, Russel Crowe e Lucas Hedges.

YouTube Povos indígenas do Brasil (2017): vídeo criado por Cristian Wari’u em seu canal com mais de 190 mil visualizações. Na gravação de seis minutos, o rapaz xavante elenca uma série de enganos frequentemente cometidos pelas pessoas quando se trata dessa população. Comais de 35 mil inscritos no canal e 70 mil seguidores no Instagram @cristianwariu, o rapaz, de 23 anos, é um dos maiores expoentes de um geração de indígenas que galgaram o posto de influenciadores digitais e difundem informações das mais variadas natureza nas redes.


SÉRIES

Séries indicadas ao Emmy Awards 2021 para ver nos canais:

Melhor série de drama: Prime Video: “The boys”e “This is us”; Netflix:”Bridgerton”,”The crown” e “Pose”; Globoplay: “The handmaid’s tale”; HBO Max: “Lovecraft Country”; Disney+: “The Mandalorian”//Melhor série de comédia: Netflix: “Cobra Kai”, “O método Kominsky” e “Emily em Paris”; HBO MAX: “Hacks” e “The flight attendant”; NOW: “Pen15”; Apple TV:”Ted Lasso”; ABC: Black-ish// Melhor série limitada: “I may destroy you”, (Prime Video); “Mare of Easttown” (NOW); “O gambito da rainha” (Netflix); “The underground railroad” (Prime Video); “WandaVision” (Disney+)// Melhor minissérie: HBO: “I May Destroy You” e “Mare of Easttown”; Netflix: “O Gambito da Rainha”; Amazon: “The Underground Railroad”; Disney: “Wanda Vision”//Melhor ator em série limitada ou filme para TV: Hugh Grant, “The undoing” (HBO Max); Ewan McGregor, “Halston” (Netflix); Lin-Manuel Miranda, “Hamilton” (Disney+) // Melhor atriz em série limitada ou filme para TV: Michaela Coel, “I may destroy you”; Cynthia Erivo, “Genius: Aretha” (Prime Video); Elizabeth Olsen, “WandaVision”; Kate Winslet, “Mare of Easttown”; Anya Taylor-Joy, “O gambito da rainha”// Melhor ator coadjuvante em série limitada ou filme para TV:Thomas Sangster, “O gambito da rainha”; Daveed Diggs, “Hamilton”; Paapa Essiedu, “I may destroy you”; Jonathan Groff, “Hamilton”; Evan Peters, “Mare of Easttown”; Anthony Ramos, “Hamilton” //Melhor atriz coadjuvante em série limitada ou filme para TV: Renée Goldsberry, “Hamilton”; Moses Ingram, “O gambito da rainha”; Julianne Nicholson, “Mare of Easttown”; Jean Smart, “Mare of Easttown”; Phillipa Soo, “Hamilton”// Melhor reality show de competição:“The amazing race” (Prime Video); “Nailed it!” (Netflix);”RuPaul’s Drag Race” (Netflix) // Melhor ator em série dramática: Sterling K. Brown, “This is us”; Jonathan Majors, “Lovecraft Country”; Josh O’Connor, “The crown”; Regé-Jean Page, “Bridgerton”; Billy Porter, “Pose”; Matthew Rhys, “Perry Mason” (HBO Max)// Melhor atriz em série dramática: Uzo Aduba, “In treatment” (HBO Max); Olivia Colman, “The crown”; Emma Corrin, “The crown”; Elisabeth Moss, “The handmaid’s tale”; Mj Rodríguez, “Pose”; Jurnee Smollett, “Lovecraft Country” // Melhor ator coadjuvante em série dramática: Giancarlo Esposito, “The Mandalorian”;O-T Fagbenle, “The handmaid’s tale”; John Lithgow, “Perry Mason”; Tobias Menzies, “The crown”; Max Minghella, “The handmaid’s tale”; Chris Sullivan, “This is us”; Bradley Whitford, “The handmaid’s tale”; Michael K. Williams, “Lovecraft Country” // Melhor atriz coadjuvante em série dramática: Gillian Anderson, “The crown”; Helena Bonham Carter, “The crown”; Ann Dowd, “The handmaid’s tale”; Emerald Fennell, “The crown”; Madeline Brewer, “The handmaid’s tale”; Yvonne Strahovski, “The handmaid’s tale”; Samira Wiley, “The handmaid’s tale” //Melhor ator em série de comédia: Michael Douglas, “O método Kominsky”; Anthony Anderson, “Black-ish”; William H. Macy, “Shameless”; Jason Sudeikis, “Ted Lasso”; Kenan Thompson, “Kenan”// Melhor atriz em série de comédia: Kaley Cuoco, “The flight attendant” (HBO Max); Allison Janney, “Mom” (Globoplay); Aidy Bryant, “Saturday Night Live”; Hannah Einbinder, “Hacks”; Kate McKinnon “Saturday Night Live”; Rosie Perez, “The flight attendant”; Cecily Strong, “Saturday Night Live”; Juno Temple, “Ted Lasso”; Hannah Waddingham, “Ted Lasso” // Melhor ator coadjuvante em série de comédia: Carl Clemons-Hopkins, “Hacks” (HBO Max), Anthony Anderson, “Black-ish”; Aidy Bryant, “Shrill”//Melhor série limitada: “I may destroy you”, (Prime Video); “Mare of Easttown” (NOW); “O gambito da rainha” (Netflix); “The underground railroad” (Prime Video); “WandaVision” (Disney+) // Melhor ator em série limitada ou filme para TV: Paul Bettany, “WandaVision”;Hugh Grant, “The undoing” (HBO Max); Ewan McGregor, “Halston” (Netflix); Lin-Manuel Miranda, “Hamilton” (Disney+); Leslie Odom Jr., “Hamilton”// Melhor atriz em série limitada ou filme para TV: Michaela Coel, “I may destroy you”; Cynthia Erivo, “Genius: Aretha” (Prime Video); Elizabeth Olsen, “WandaVision”; Kate Winslet, “Mare of Easttown”; Anya Taylor-Joy, “O gambito da rainha” // Melhor ator coadjuvante em série limitada ou filme para TV:Thomas Sangster, “O gambito da rainha”; Daveed Diggs, “Hamilton”; Paapa Essiedu, “I may destroy you”; Jonathan Groff, “Hamilton”; Evan Peters, “Mare of Easttown”; Anthony Ramos, “Hamilton” // Melhor atriz coadjuvante em série limitada ou filme para TV: Renée Goldsberry, “Hamilton”; Kathryn Hahn, “WandaVision”; Moses Ingram, “O gambito da rainha”; Julianne Nicholson, “Mare of Easttown”; Jean Smart, “Mare of Easttown”; Phillipa Soo, “Hamilton” // Melhor reality show de competição:”The amazing race” (Prime Video); “Nailed it!” (Netflix); “RuPaul’s Drag Race” (Netflix);”Top chef”; “The voice”.

Não puderam concorrer porque os episódios não puderam ser exibidos entre 1º de junho e 2020 e 31 de maio deste ano: Sucession, The Marvelous Mrs Maisel, Better call Saul, Strangers things e Ozark.

www.oeco.org.bràs terças-feirasPreservação é saúde: o dr. Drauzio Varella lançou este mês a websérie de quatro capítulos que discute a importância da preservação do meio ambiente, essencial para a saúde dos humanos e dos animais que podem se manter em seu habitat se não houver o desmatamento. E com isso não trazer doenças  para os humanos. Os capítulos falarão de biodiversidade e ciência, queimadas e doenças respiratórias, comunidades tradicionais e saúde ambiental e a conexão atualíssima da pandemias, zoonoses e desmatamento. Dias 5/ 12/19 e 26 de julho no site.

Netflix

Atypical: a série que encantou assimque estreou, despede-se em grande estilo em sua quarta temporada.

Como se tornar um tirano: a série é narrada por Peter Hayden  Dinklage ( o Tyrion Lannister de Game of Thrones) e trata de figuras conhecidas como Hitler, Sadam hussein, Stalin e por aí vai. Trata o assunto de ditadores de forma pop e mistura arquivos a desenho animado, tentando uma narração de humor. São seis episódios com o passo a passo para se tornar um ditador. O primeiro capítulo é sobre a ascenção de Hitler, e, em seguida, Sadam Hussein, Idi Amin Dada, Muammar Khadafi, etc. É de curiosidades.

Globopay The good doctor (O bom doutor): estreia da segunda parte da quarta temporada da série que conta a história de Shaun Murphy (Freddie Highmore), um jovem médico com autismo que começa a trabalhar num famoso hospital. Além dos desafios da profissão, ele terá também que provar sua capacidade a seus colegas e superiores.

Young Royals:.  série sueca em seis episódios. O Principe Wilhelm é mandado para uma escola interna depois que seu comportamento ameaça toda a família real.

Eu nunca: é a segunda temporada da série que segue os passos de Devi, garota indo-americana que mora no sul da California. Nos episódios inéditos, ela ainda está tentando lidar com a pressão dos estudos, os dramas familiares e novos romances.

Elize Matsunaga:Era uma vez um crime: em 2012, a ex-enfermeira matou e esquartejou o marido, Marcos Kitano Matsunaga, herdeiro da empresa de alimentos Yoki. Confessou e acabou condenada a quase 20 anos de prisão. São quatro capítulos de mais uma produção das séries sobre crimes reais.

HBO Girls: são seis temporadas. Com Lena Durnham. Há cenas de sexo sem glamour.

HBO/HBO Max

The White Lotus (O Lotus Branco)- a minissérie em seis episódios acompanha  a rotina de um homem no Havaí durante uma semana. Ainda que o lugar seja paradisíaco, a cada dia surgem questões que envolvem viajante e empregados. O gerente do hotel não consegue sair de uma situação dramática, após um trauma profundo. A gerente do spa se envolve com um hóspede carente. A fa,ília Mossbacher se destaca entre os viajantes: a mãe é uma executiva que trata os membros da família como empregados; o pai precisa lidar com uma crise de saúde e seu complexo de inferioridade; o filho adolescente é um gamer antissocial e a filha, uma universitária de língua afiada que tem a companhia de uma amiga.

Sex and the city: o canal vai reviver o sucesso da série e as gravaçõs já acontecem nas ruas de NY. Na série quatro amigas solteiras, na casa dos 30, passavam por desencontros amorosos, angústias e situações de sexo casucal. Ela mantinham uma ligação incondicional. Carrie (Sarah Jessica Parker), Miranda (Cynthia Nixon), Charlote (Kristin Davis) e Samantha (Kim Catrall) era inseperáveis. Aproveitem para rever enquanto não chega a nova temporada com as amigas na faixa do 50 anos e sem Kim Catral que teria brigada com Sarah Jessica.

Prime Vídeo

El Cid: É a segunda temporada da série épica estrelada por Jaime Lorente, o Denver de La casa de papel. Ele interpreta Rodrigo Díaz d Vivar, um dos heróis de guerra mais celebrados de Espanha. Os novos episódios seguem a mesma linha dos primeiros: romance, cenas de luta e muitas intrigas por poder.

Making the cut (Fazendo o corte): a partir de hoje. Gravada em Los Angeles, a segunda temporada do reality show apresentando por Tim Gunn e Heidi Klum mostra os participantes competindo em tarefas que desafiam não apenas suas habilidades de design, mmas também a capacidade de dirigir todas as facetas de uma marca de moda.

Amazon Prime Video

The L Word:Geração Q: é uma sequência das série que foi ar em 2004 e 2009. Um bar de esporte em Los Angeles para a ser bar de lésbicas e de pegação e com cenas de ménage a trois. Com Jennifer Neals.

Elize Matsunaga: Era Uma Vez Um Crime: documentário sobre crimes reais. Em um crime que chocou o Brasil, Elize Matsunaga mata e esquarteja o marido. Agora, ela dá sua primeira entrevista nesta série documental que explora o caso.

Geração 30 e Poucos (2021) – 1 temporada. Comédia romântica. Um encontro inesperado leva um casal de 30 e poucos anos a recordar 1998, quando a puberdade e a internet mudaram suas vidas para sempre. Estrelando: Angelo Spagnoletti, Cristina Cappelli, Alfredo Cerrone.

 Memórias de Verão(2021):1h 41min | Drama. Nesta história sobre amadurecimento e amores de verão, Deniz quer encontrar sua paixão de infância nas férias, mas acaba envolvido em um triângulo amoroso. Estrelando:Fatih Şahin,Ece Çeşmioğlu,Halit Özgür Sarı

Para as noites geladas de julho:

Netflix

Brincando com o fogo: a série tem duas temporadas. Sarados e siliconados participam de um reality numa ilha tipo Jardim do Éden onde é proibido sexo e beijo sob pena de multa em cima do prêmio de U$100 mil.

Elite: são quatro temporadas e cada uma é centrada no mistério da morte, desaparecimento ou acidente de algum estudante de um colégiode elite na Espanha. Investigações, dramas e cenas quentes até com relacionamento incestuoso entre meios- irmãos.

Sex/Life: apenas uma temporada. Com um casamento morno, Billie recorda seu passado com Brad com quem transava em qualquer lugar como elevador, escadas de galerias etc. Ela passa a escrever em um diário sobre esses momentos quentes que compartilhava com o ex-parceiro. O marido descobre e tenta compensar a mulher, mas não dá muito certo.


LAZER

Durante a semana: à tardinha, quando o movimento nas praias diminui, dá para você tomar uma caipirinha e comer o sanduíche de linguiça na Barraca do Uruguaio no posto Nove, nas areias da praia de Ipanema. O Milton, o uruguaio ex-tupamaro, está sempre por lá com a família. Depois vá até o calçadão no mesmo local, e prove uma taça de vinho ou chope no quiosque Quase Nove do Magno (ou Maguinho), ouvindo belas músicas de MPB. Programão ao ar livre na pandemia. Vá e volte de máscara e com álcool gel nas mãos. Fica lotado no final de semana.


LIVROS

Dia 23/7 (5ª feira)- Ney Matogrosso, a biografia (Companhia das Letras) – chega hoje às livrarias, a biografia consentida de um dos mais controvertidos artistas da MPB. Foram 512 páginas para que o jornalista Julio Maria desse conta dos 80 anos de vida de Ney Matogrosso, a serem completados no dia 1º de agosto. Com mais de 200 entrevistas e muitas viagens, o autor confessou a Ney que “mudou tudo” depois que o cantor leu a obra. Ney só disse que não vai tolerar mentiras como aconteceu na biografia anterior. Para Julio, é impossível dar a dimensão da arte de Ney sem mergulhar na vida pessoal. Uma vida que teve tanta cama (pela qual passaram, em momentos diferentes, do ator Leonardo Villar à cantora Simone) quanto palco. Ney resistiu a se tornar um líder do movimento LGBTQUIAP+ porque seria tudo o que a extrema direita, os homofóbicos e o conservadorismo queriam para  que ele se tornasse o Rei dos Gays. Segundo Julio, ele tem horror a isso porque esvazia outros discursos que tem desde o início da carreira como a defesa das questões indígenas e ecológicas.Promete.

Tempestade Perfeita (História Real/2021, R$59,90) – jornalistas Caio Túlio Costa, Cristina Tardáguila, Helena Celestino, Luciana Barreto, Marina Amaral, Merval Pereira e Pedro Bial. Em meio a uma torrente de populismo e desinformação, sete nomes da imprensa refletem sobre os desafios do jornalismo no Brasil.

A partir da própria experiência e falando especialmente para o leitor que jamais esteve dentro de uma redação, Caio Túlio Costa, Cristina Tardáguila, Helena Celestino, Luciana Barreto, Marina Amaral, Merval Pereira e Pedro Bial se debruçam sobre o ofício do jornalismo, seus conceitos e formas de trabalhar, refletindo não só sobre os desafios do momento atual, mas também sobre o esforço continuado da imprensa em vencê-los. A profissão se vê obrigada, diariamente, a lidar com as mudanças tecnológicas os novos modelos de negócios, as polarizações políticas, a explosão das fake News e a perda de representatividade das democracias liberais. O que vai acontecer?

Tempestade perfeita reúne ensaios que percorrem desde a necessidade urgente de se ampliar a representatividade na cobertura jornalística, pautada majoritariamente por homens brancos de classe média, até a reinvenção do próprio modelo de negócio, frente à concorrência dos meios digitais, com novas formas de distribuição e financiamento. Não ficam de fora temas cardeais como a liberdade de expressão; os ataques coordenados de desinformação e agressões contra jornalistas, exacerbados pela polarização e por governos populistas; o falso dilema entre neutralidade e clareza moral; a onda de relativismo disfarçado de argumentação política; a ética e a responsabilidade inerentes ao jornalismo independente, entre outros e a falta de diversidade nas redações.

Sem adulação, com olhar crítico e, principalmente, com o vigor de quem escreve diretamente do front, a coletânea compõe um recorte plural, porém com uma convicção compartilhada: o jornalismo profissional enfrenta uma crise econômica e existencial, mas está correndo atrás, buscando novos modelos de atuação, tentando se renovar, ciente de que é uma das instituições fundamentais da sociedade democrática. Nesta era, na qual a informação de qualidade é o valor maior, a imprensa não vai perecer. A tempestade perfeita será superada até porque o jornalista profissional é fundamental para separar os boatos (fake news) que surgem nas novas tecnologias que ajudam tanto a propagar fatos reais de mentiras.

A vida em primeira pessoas (Desconcertos Editora) – romance da jornalista Thais de Mendonça Jorge. Uma jornalista mineira chega à capital federal no outono de 1989. Ela vai trabalhar numa grande revista semanal, a Fatos. Embora tenha morado em palácios, por causa do pai, governador de Minas Gerais por dois mandatos, Martina Mirabella Beauford-Carvalho enfrentou uma infância difícil, perdeu os pais muito cedo e teve que lutar sozinha para se afirmar na profissão. Um candidato à Presidência da República, Nelson Bastos, do desconhecido Partido Brasileiro das Massas, sai à frente na corrida eleitoral. Martina é designada para a cobertura e acompanha as peripécias do favorito, que é moldado por sua agência de publicidade como um herói, um salvador da pátria. Nos bastidores do poder, em Brasília, a repórter trava conhecimento com personagens que, aos poucos, vão compondo uma trama misteriosa.  Uma série de mortes acontece em torno do recém-empossado presidente. Martina procura estabelecer a conexão entre elas, escreve artigos e termina recebendo ameaças. Tudo isto se dá em compasso com a agitada vida amorosa da jornalista. O desfecho da história é, ao mesmo tempo, surpreendente e trágico. Em pré-venda no link da Amazon: redes sociais, o perfil Rio – Casas&Prédios Antigos e no Instagram é @riocasaseprediosantigos. E tem ainda um canal no YouTube. O livro está à venda nas livrarias Lima Barreto, em Ioanema,; e Copabooks, no Posto Seis; A aquisição também pode ser combinada por meio das redes sociais.

Silicone XXI (Ubook, R$59,90 no site da editora) – Alfredo Sirkis. Para homenagear o ambientalista e jornalista, que morreu há exatamente um ano, a Ubook lança nova edição da única ficção de Sirkis, um romance policial futurista passado no Rio de Janeiro de 2019. Escrita em 1985, a obra gira em torno do assassinato de um robô e levanta questões ainda atuais, como ataque às minorias.

Um longe perto (Agir, R$49,90) –  o jornalista e comentarista do programa da Globonews Internacional, Marcelo Lins, conta lembranças de algumas de suas viagens a trabalho pelo mundo, misturadas a memórias pessoais. Com uma linguagem saborosa, os textos trazem informações históricas recheadas de muitas curiosidades.

A música no seu cérebro – A ciência de uma obsessão humanaDaniel J. Levitin. A obra do neurocientista, psicólogo cognitivo, produtor musical e instrumentista virou best-seller desde que foi lançada há 15 anos nos EUA e agora volta ao Brasil numa reedição da Companhia das Letras (saiu aqui pela primeira vez em 2010 pela Civilização Brasileira). Segundo o autor, tudo nele ainda é válido porque nenhuma pesquisa mostrou que nossa compreensão básica da música e do cérebro mudou de forma significativa. O autor mostra como o cérebro processa de Mozart a Beyoncé e critica a relação de ouvintes com o streaming.O autor diz que, com a pandemia, a música surgiu como uma espécie de alívio e que hoje podemos fazer playlists daquelas que gostamos enquanto no passado precisávamos comprar discos. Mas ela fala da importância de shows ao vivo.

Herança (Vestígio, R$49,90) – o autor franco-venezuelano usa as memórias da própria família para narrar a saga dos Lonsonier ao longo de um século. O romance, que conquistou o Prix des Librairies de 2021, começa com a chegada do patriarca, vindo das montanhas francesas, ao Chile de 1873, e acompanha as gerações seguintes no país até 1973, quando os militares derrubam o governo Allende.

Expiração (Intrínseca, R$59,90) – em nova coletânea, um dos principais autores contemporâneos de ficção científica estimula reflexões sobre o homem, a sociedade e o livre-arbítrio. O conto que dá título ao livro é a mensagem de uma civilização muito mais avançada e já extinta de seres com órgãos mecânicos. Já “O grande silêncio” mostra os esforços dos humanos em busca de vida alienígena, apesar de não conseguirem conviver sequer com outras espécies no próprio planeta.

Era uma vez em Hollywood (Intrínseca – R$49,90)-  o cineasta Quentin Tarantino, estreia como romancista. Em uma adaptação de seu nono filme Era uma vezem Hollywood, Tarantino leva para o papel a ficção onde impede que Família Charles Manson―seita que levava o nome de seu líder― mate a atriz Sharon Tate, esposa de Roman Polanski. A segunda vez que dou a dica. Julgue Tarantino como escritor já que como cineasta, ele é imperdível!


PODCAST

Jóias da música nacional para ouvir em acervos virtuais:

Museu da Imagem e do Som: no ambiente virtual o MIS disponibiliza um documento inédito de Jacob do Bandolim, achado no acervo da casa entre 350 mil itens, Em duas folhas datilografadas na qual o músico faz um relato autobiográfico, contando um pouco de sua história. O texto ganhou deo encenado e locução que está disponível na Rádio MIS (radiomisrj.com.br).

SICA

Zé Ramalho Garimpo das Raridades é a caixa com quatro cds do cantor nordestino. Antologia Acústica é o nome do show do cantor/compositor no Canecão há 24 anos, sendo o quarto CD embalado nessa caixa. Os dois primeiros cds – Precioso e Nordestino – apresentam algumas gravações até então inéditas. Com 20 músicas alinhadas em 15 faixas  Antologia acústica ao vivo reproduz arranjos do álbum original. A terceira lâmina (1981) em Cidades e lendas (1990) é a faixa-título do álbum faz parte do disco Gemedeira (com Robertinho do Recife e Capinam, 1980)e de pout-pourri de repertório de Gonzagão ( 1912 – 1989) e Jackson do Pandeiro (1919 – 1982) e Gemedeira (com Amelinha, então mulher de Zé Ramalho) é o quarto. O Garimpo com 4 Cds e letras de músicas encartadas é ouro puro.

Jóias da música nacional para ouvir em acervos virtuais:

Instituto Moreira Salles: em ernestonazareth150anos.com.br, por exemplo, estão mais de três mil gravações., fotos e outros itensrelacionados ao pianista e compositor (1863-1934). Já no site Pixinguinha.com.br, o visitante encontra todas as partituras, manuscritos, gravações e arranjos de Pixinguinha. Há ainda a discografiabrasileira.com.br, dedicada a discos de 75 rotações com 45 mil fonogramas para ouvir. No site oficial do cultural (ims.com.br) há pérolas como um ensaio de Elizeth Cardoso e Baden Powell, que pode ser ouvido por faixas. O acervo do violonista está em posse do IMS desde 2012.

Fundação Casa Rui Barbosa: dententora do arquivo de Vinicius de Moraes disponibiliza mais de 35 mil imagens relacionadas à vida e à obra do poetinha no site acervo.viniciusdemoraes.com.br. Entre outros documentos – que incluem cartas de Tom Jobim, manuscritos de canções como Canto de Ossanha, Chega de Saudade, Insensatez e Tarde em Itapoã. Destaca-se ainda uma carta de Charles Chaplin para Vinicius, de 1949, e O Mexerico, jornal criado por ele aos 9 anos de idade.

Estrela Moraes a música foi composta por George Israel, amigo de Moraes Moreira que nos deixou em abril do ano passado, para salvar a lembrança do compositor baiano e acalmar o seu coração cheio de saudade . Foi lançada esses dias nas plataformas musicais para comemorar os 74 anos de Moraes. A música foi gravada em família, com as participações dos filhos Cathy e Leo Israel, do genro Pedro Botafogo e de Filipe Paschoal, filho de Pepeu Gomes. E ganhou um clipe que será lançado, nessa semana, no canal de George Israel do YouTube. O vídeo foi gravado a quatro mães por George e a filha Cathy, diante do pôr-do-sol na Pedra da Tartaruga, em Teresópolis. Em agosto, ele fará uma live com sua banda, transmitida pelo canal do Blue Note Rio no YouTube.

Gostoso demais – o cantor, compositor e baterista Carlos Sales gravou sua versão da música em homenagem a Dominguinhos que estaria fazendo 80 anos. Na plataformas dogotais e o clipe está em seu canal do Youube e dia 7/8 lança, também com um clipe, a música autoral O jogo.

Pedaço de costela o cantor e compositor Mussa lança hoje pelo selo internacional Cantores del Mundo, uma versão voz e violão de sua música, uma ode a sua mulher e às mulheres em geral.

Tambor atento: música escrita a 20 mãos e no centro da experiência está acantora e pianista Maíra Freitas e seu desejo  de estimular processos criativos durante o isolamento com o marido – Mario Rocha, diretor do clipe. Maíra brincou no Instagram com seus 11,5 seguidores, propondo que fara uma música inédita por uma semana. Os companheiros virtuais mandavam frases que ela transformava em pequenas canções de 30 segundos, publicada na própria rede. Maíra juntou os recortes recebidos e desenhou a música que ganhou a percussão de Rodrigo Maré, a flauta de Ana Paula Cruz e o baixo de Julio Florindo, todos gravados à distância.

Romulo Fróes: o compositor de 50 anos, é um dos principais nomes da música que se faz hoje em São Paulo. Aproveitou a data para lançar dois álbuns nas plataformas digitais pelo selo YB: Aquele nenhum e Ó nóis. Ambos são dedicados a seus pais, já falecidos e a mãe, de Covid. O convidado Jards Macalé canta em Ó nóis (onde estão as homenagens explícitas aos pais) Se queres saber (de Peterpan), samba-canção lançado por Emilinha Borba. Romulo interpreta Aos pés da cruz (Marino Pinto e Zé da Zilda). Ó nóis tem 34 minutos e 11 canções, além de várias inserções. Nove das músicas de Ó nóis estão em Aquele nenhum, mas separadas em faixas. São canções urbanas, parte delas sombrias, e feita nos últimos anos com parceiros frequentes: Alice Coutinho, sua mulher, o escritor Nuno Ramos e cineasta Clima.

Rodrigo Amarante – lançanas plataformas, hoje, seu álbum Drama, seu segundo solo, com quatro músicas gravadas em Los Angeles onde mora e as outras das 11 faixas no Rio. O carioca de 44 anos visitou ecos da infância. Seu saxofone em Tara faz referência a Stan Gtz e o arranjo refrã de surdina nos trombones e trompetes lembra o samba dos anos 1930. Ele diz que gênios como Bob Dylan e Caetano também inventam em cima de tradições. Ressalta, porém que Caetano é muito melhor que Dylan. Ele também fez sucesso com a canção Tuyo, da série Narcos, da Netflix, indicada ao Emmy. Fez ainda a trilha original de 7 dias em Entebbe quando liderou a Filarmônica de Londres em Abbey Road, da mesa de George Martin. Isso lhe abriu portas para trabalhos em Hollywood.


SHOWS/LIVES

HOJE

19 hsDi Melo:  o artista se apresenta ao vivo no projeto sica EmCasaComSesc. A transmissão será realizada por meio do Youtube e Instagram.

19hsNoitada Live com DJ Marcio Fernandeslive.
A apresentação será transmitida por meio do seu canal oficial do Youtube.

YouTube

20 hsPélico :  live do Pélico. O cantor se apresenta ao vivo por meio da plataforma Legato Studio Sessions. Os ingressos já estão a venda no valor de R$ 26. Site oficial.

BADO

17hsdica Música: live da Giulia & Elisa. O reencontro das cantoras contará com a participação especial de Banda 3 Dias, Theus, Letícia Leite e Quarteto Sonatta. A transmissão será realizada por meio do Youtube.

19hs live do Wesley Safadão. O músico se apresenta no evento Casa de Inverno Shoptime. O show será transmitido gratuitamente por meio do canal oficial do cantor no Youtube.

19hsNoitada Live com DJ Marcio Fernandeslive.
A apresentação será transmitida por meio do seu canal oficial do Youtube.

19hsFar From Alaska – A banda se apresenta ao vivo no projeto sica #EmCasaComSesc. A transmissão será realizada por meio do Youtube e Instagram.

20hs live de Leonardo de Freitas & Fabiano no Arraiá da Cachoeira. Além da dupla, outros cantores como, Rhuan Condé, Gustavo Anthony e Lukas Lima, também vão se apresentar. A transmissão será realizada por meio do Youtube.

DOMINGO

15h live do Landau. O cantor lançará ao vivo o seu álbum Refúgio Saída 02que reúne sete músicas gravadas durante suas últimas lives.  A transmissão será realizada por meio do canal oficial do músico no Youtube.

QUINTA-FEIRA

19hBastidores do Rock. Um encontro inédito do rock nacional acontece hoje no canal do YouTube do Teatro Bradesco. A live vai ter bate papo e muita música com a superbanda dos sonhos formada por Andreas Kisser, Lan Lanh, Mário Fabre e Mingau. Inscreva-se no canal: https://bit.ly/BastidoresDoRock! A apresentação é de João Marcello Bôscoli e terá atrações como Dinho Ouro Preto, Samuel Rosa e Marcelo Nova .youtube.com/TeatroBradesco


TEATRO

BADO

19hs Nefelibato: monólogo estrelado pelo ator Luiz Machado, fica em cartaz até dia 28 de julho. A trama é ambientada na década de 1990, mas dialoga com o Brasil de hoje. Em cena, os efeitos devastadores do Plano Collor, que levaram Anderson a se tornar morador de rua.No Teatro Petra Gold com transmissão ao vivo ingressos a R$ 20 com transmissão ao vivo. Venda no www.sympla.com.br/produtor/TeatroPetraGoldONLINE.

20 hs Entre lá e cá existe um lugar: Comédia melodramática inspirada na obra de Antônio Bivar, autor paulista que mesclava o humor e o absurdo sem perder a delicadeza. Texto: Antonio Bivar .Elenco: Ana Pires, Fernanda Carvalho, Jean Cruz, Julia Maryam, Luciano Sewaybricker, Luiza Pavam, Madson Melo, Mariana Zocchi, Natália Oliveira, Pedro Leão e Thamires Araújo. Direção: Renato Andrade bados – até 14/08  aos sábados Link da apresentação:  https://bit.ly/3q14bwZ/ www.jogocenico.com.br / Instagram: @jogocenico. Evento online via Zoom

DOMINGO

17h-18h30 Maldita Parentela– Leitura Dramatizada  da comédia de França Júnior. Esta leitura é para atores e não atores num movimento de democratização da arte. É uma comédia leve e divertida onde o humor é extraído principalmente das situações inusitadas.   Damião tem uma filha, Marianinha, que é completamente apaixonada por Aurélio, um moço órfão e pobre, e por isso o pai não aceita o romance dos dois. Decidido a por um ponto final nessa história, Damião resolve dar uma festa em sua casa e apresentar Joaquim Guimarães à filha. Guimarães é dono de um armazém, motivo pelo qual Damião faz gosto nesse casamento. Convida a nata da sociedade paulistana para a festa, mas para o seu desespero toda a parentela pobre de sua mulher Raimunda resolve comparecer, criando muitas confusões. São 6 personagens masculinos e 5 femininos.Videoconferência via Sympla StreamingIngresso único R$ 5,00  (+ R$ 2,50 taxa) – Contribuições até domingo.

18/19h30 A Noviça Mais Rebelde – A Noviça Mais Rebelde, com Wilson de Santos, inaugura o Festival de Humor, que vai trazer nos próximos meses uma programação de stand-ups e peças criadas por artistas e comediantes de estilos variados, garantindo uma temporada de risos e descontração no Teatro de Araras.Na peça, o ator Wilson de Santos dá vida à Irmã Maria José, uma freira que canta, dança e conta histórias do seu passado picante para interagir com o público enquanto aguarda a chegada da Madre Superiora, que lhe prometeu um número de destaque num espetáculo beneficente. A Irmã Maria José é uma das personagens originais do musical Noviças Rebeldes, sucesso Off-Broadway chamado Nunsense, dirigido por Wolf Maia com a Cia Baiana de Patifaria. Online/Videoconferência via Sympla Streaming/ Grátis. A sala virtual abrirá, 15 minutos antes de cada sessão. Como acessar a transmissão:cadastre-se ou acesse sua conta com o mesmo email usado no pedido.Acesse a aba Ingressos no site ou no app Sympla disponível para iOS e Android. Selecione o evento desejado e toque no botão acessar transmissão*. Para participar é necessário ter o Zoom instalado.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012