19 de agosto de 2022


Novo Secretário de Cultura quer auxílio sem burocracia


09/12/2020


Marcus Vinicius Faustini – FOTO O Globo

Novo Secretário de Cultura promete auxílio sem burocracia

Um auxílio emergencial menos burocratizado para reconstrução do setor cultural, um dos mais afetados pela pandemia, é o pensamento inicial do futuro Secretário de Cultura do governo Eduardo Paes que assumirá a pasta em 1º de janeiro. O escritor, diretor teatral e cineasta Marcus Vinicius Faustini, aos 49 anos, já exerceu esse cargo em Nova Iguaçu (2006-2008), no primeiro mandato de Lindbergh Farias e foi o Superintendente de Cultura e Sociedade (2010-2011) quando Adriana Rattes era a secretária da área, na gestão Sérgio Cabral.

Idealizador de diversas iniciativas voltadas para jovens da periferia como a agência Redes para a Juventude, Faustini nasceu em Duque de Caxias e foi criado no Cesarão, comunidade de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. O novo secretário pretende dar o auxílio emergencial baseado na Agência de Redes para a Juventude, metodologia que potencializa jovens com idade entre 15 e 29 anos, moradores de favelas e periferias, a transformarem ideias em projetos de intervenção em seus territórios. A agência é um novo espaço-tempo para jovens que vivem em comunidades populares do Rio de Janeiro. É o estímulo para a invenção de um novo lugar na cidade, onde estes jovens sejam potentes, e não só representados como carentes e sejam reconhecidos como sujeitos criadores e não só como objetos de ação social.

O novo secretário já está conversando com o futuro secretário de Fazenda do novo prefeito, Pedro Paulo, para conseguir os recursos necessários, como o ISS, para recuperar a cultura na cidade. Pretende ainda recuperar as 10 lonas e quatro arenas culturais nas zonas Oeste e Norte da cidade; as três fundações, Cidade das Artes, RioFilme e Planetário; 11 teatros e 13 centros culturais; nove bibliotecas da zona sul à zona norte e quatro espaços de leitura; quatro museus, incluindo o MAR e o Museu do Amanhã; e os planetários da Gávea e o de Santa Cruz; e salas de cinema na Nova Brasília, no Complexo do Alemão, e no Centro Cultural João Nogueira, no Méier.

 

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012