3 de outubro de 2022


Livros do golpe no Chile, JB e como enfrentar a direita


26/02/2021


DICAS DA SEMANA: 26/2 a 4/3

Livros do golpe no Chile, 

JB e como enfrentar a direita

Estão aqui alguns filmes que concorrem ao Oscar, e Allen x Farrow é nova série sobre a briga do ex-casal do cinema com acusações de Mia por abuso de Woody nas filhas

No livro O Brasil contra a democracia, lançado este mês, Roberto Simon explica o motivo e a forma como militares brasileiros, setores empresariais e de comunicação do país ajudaram o golpe militar do Chile. Outro livro imperdível é o da jornalista Ítala Maduell com as histórias da redação e dos repórteres do Jornal do Brasil: JB um paradigma jornalístico. E ainda o do jornalista Marco Antonio Monteiro Como enfrentar a direita no  Brasil. Na série da HBO Allen x Farrow, a atriz Mia Farrow e a filha Dylan continuam acusando Woody Allen de ter molestado a jovem ainda criança. Ele está casado há 25 anos com outra filha adotiva de Mia, Soon-Yi. Também estão nas dicas os filmes que concorrem à estatueta americana em diversas categorias como Mank e a Hollywood dos anos 1940, além do papo de uma noite de Cassius Clay com o líder antirracista, Malcolm X e outros, em Uma noite em Miami. O filme de uma professora de 80 anos que se inspira na atriz italiana Sophia Loren e se encontra com ela é imperdível na Netflix: O que Sophia Loren faria?. E mais: entrevistas no ABI Esporte e uma homenagem a Davit Chargel, nosso presidente do Conselho Deliberativo, o Cineclube Macunaíma  com o filme Sertânia e lives de shows e teatro on line são mais atrações. É importante uma distração para ficarmos em casa enquanto a vacina não chega. Fora os fura-filas!!!!!

ENTREVISTAS

SEGUNDA-FEIRA,1

19h30 – ABI  ESPORTE: o programa apresentado por Marcos Gomes tem como pauta  Os campeonatos estaduais na Tela da ABI. Os convidados são Batista Filho (locutor esportivo do RS), Danilo Filho (CBN Belém do Pará), Rodrigo Coutinho (UOL RJ), Gustavo Franceschini (DAZN SP) e… TVE Bahia. Pelo YouTube no canal ABI.

QUINTA-FEIRA,4

19h30  ENCONTROS DA ABI COM A CULTURA  presta homenagem ao jornalista  Davit Chargel, presidente do Conselho Deliberativo da ABI e do Museu da Comunicação na Ilha de Paquetá, pelos 70 anos na profissão. A apresentação é da jornalista e produtora cultural Zezé Sack e os entrevistadores serão as jornalistas Beatriz Chargel, mulher do homenageado, e Vera Perfeito, diretora de Cultura e Lazer da ABI, e os jornalistas Israel Tabak e Vitor Iório, diretor de Educação da ABI. Pelo YouTube no canal da ABI.

PODCASTS

Renegades:Born in the USA : o ex-presidente Barack Obama e o cantor Bruce Springsteen agora êm um podcast. O SPOTIFY lançou na segunda-feira os dois primeiros episódios e terá outros seis veiculados semanalmente, abordando temas como racismo, paternidade e a polarização que domina a sociedade americana, mesmo após a derrota de Trump.

SÉRIES

DOMINGO,28

23 hs –HBO – Allen contra Farrow : o segundo de quatro episódios vai ao ar no domingo e o primeiro você pode achar na HBO, entrando pelo NOW. Com relatos considerados demolidores para Woody Allen, 85 anos, a série documental abre espaço para a atriz Mia Farrow, ex-namorada de Allen, e a filha Dylan contarem como o cineasta entrou na família e, supostamente, abusou da menina ainda criança. Além de ter tido relações sexuais com outra filha de Mia, Soon-Yi, com quem o cineasta está casado há 25 anos.

INSTAGRAM  A vida de Tina – a personagem criada por duas amigas faz parte de um projeto de humor. Tina é uma jovem branca, 30 anos, classe média, paulistana como as autoras e cheia de boas intenções. Quer mudar a sociedade, mas suas atitudes não têm resultados. Ela tem interesse artes e meio ambiente, por formas de desenvolver sua espiritualidade e pela política, mas tudo o que faz precisa ser postado nas redes sociais. As atrizes Isabela Mariotto, de 28 anos, empresta seu corpo para Tina, e Júlia Burnier, de 29, é a responsável pela dublagem e edição do conteúdo. O grande destaque entre as postagens do cotidiano de Tina é a microssérie  Expiando a culpa burguesa, com um episódio por semana mostrando o ímpeto progressista nos discursos da protagonista enquanto ela expõe suas contradições e angústias por fazer parte de uma classe média burguesa. (@a.vida.de.tina).

GLOBOPLAY

MAD MEN – são sete temporadas da série vencedora de cinco Globos de Ouro e 17 Emmy Awards. A série é sobre uma prestigiada agência de publicidade de Nova York no início dos anos 1960, com foco em um dos mais misteriosos e talentosos profissionais da área, Donald Draper (Jon Hamm).

HARD – na segunda temporada, Sofia (Natália Lage), dona de casa dedicada, descobre que a herança do falecido marido é uma produtora de filmes eróticos, a Sofix. Ela é seduzida pelo mundo pornô realizando fantasias de suas clientes.

HBO

Painting with John – em seis episódios de 20 minutos acompanhamos John Lurie, pintando aquarelas enquanto discorre sobre assuntos livres e relembra passagens interessantes de sua vida. Ele é músico, mas ultrapassa os limites da atividade a que costuma ser associado (e pinta bem!). Lurie, que no passado fez sucesso com a banda The Lounge Lizards teve um programa de TV nos anos 1990 chamado Fishing with John. Hoje, vive  em uma ilha caribenha (não revela qual). Conta que teve câncer, que viveu um encontro arrepiante com Barry White. O espectador vai viajar muito (está no HBO pelo NOW).

A PESTE – essa produção espanhola está na segunda temporada. Cinco anos após a grande epidemia de peste, Sevilha conseguiu se rteerguer. Apesar do monopólio do comércio com aas Índias, não dá para controlar o abismo social. A insatisfação aumenta e nasce uma sociedade secreta de crime organizado que toma conta da cidade, a Garduña.

NETFLIX –

 GINNY E GEORGIA – aos 15 anos, Ginny se sente mais madura do que a mãe, a engraçada Georgia que se muda para uma cidadezinha, depois de passar anos fugindo, e pretende conseguir levar uma vida normal, algo que a família nunca teve.  Mas o passado de Georgia ameaça essa tranquilidade.

Cidade invisível – de Carlos Saldanha. Uma das séries mais vistas da TV. Faz sucesso em diversos países, inclusive Eslovênia e Montenegro. É uma aventura povoada por figuras do folclore brasileiro como o Saci Pererê ( Wesley Guimarães/Isac), o Boto Rosa ( Victor Sparapane/Manaus) e o Curupira ( Fábio Lago/Iberê). Esses seres fantásticos também têm uma identidade civil e vivem infiltrados entre os cidadãos comuns, mas a série não é para crianças. O espectador é capturado pelo suspense e pelo drama.Marco Pigossi (Eric) é um policial viúvo de uma antropóloga (Júlia Konrad/Gabriela) que tinha uma ligação forte com uma comunidade numa floresta e sua morte misteriosa puxa o roteiro. Alessandra Negrini, José Dumont e Fábio também brilham. A locação é Lapa, Aterro e outras áreas do Rio.

FOX e NOW – This is us: nessa quinta temporada vemos os personagens de máscara e a série mostra os acontecimentos marcantes da pandemia e os comportamentos que ela nos impõe. A importância da família também fica bem clara na temporada. Um exemplo é que há três nascimentos e em um deles, Kevin ( Justin Hartley)  abandona Robert de Niro no set para estar presente no parto dos filhos gêmeos.

FILMES

18 hs – 2/3 (3ª feira)- CINECLUBE MACUNAÍMA:  exibe o filme Sertânia, de Geraldo Sarno, às 18 horas, no canal da ABI do YouTube. Em seguida, haverá um debate, às 19h48, com os cineastas Silvio Tendler, Erik Rocha (filho de Glauber) ,…. e a mediação é de Ricardo Cota.

Sementes: Mulheres pretas no poder – documentário sobre seis candidatas pretas que se arriscam na batalha eleitoral como candidatas a deputadas federal, estadual e prefeita do Rio contra o fascismo. Jaqueline Gomes (professora, trans, PT), Mônica Francisco (ex-assessora de Marielle Franco e pastora evangélica, PSOL), Renata Souza (jornalista e foi candidata à prefeitura do Rio, PSOL), Rose Cipriano ( professora, PSOL), Tainá de Paula ( arquiteta e urbanista, PCdoB) e Talíria Petrone (professora, PSOL). Now, VivoPlay e OiPlay.

7ª Mostra MOOSFILM de cinema soviético e russo –no canal da CPC –UMES Filmes no YouTube. São 22 filmes de gêneros variados na programação deste semestre.Cada filme estará disponível toda sexta-feira, a partir das 19 hs e poderá ser assistido até às 19 hs de domingo: http://bit.ly/CPCUMESFilmes . A programação do primeiro semestre é a seguinte: 5/3 – A balada do soldado; 12/3 – Quando voam as cegonhas; 19/3 – Tigre Branco; 26/3 – Caminho para Berlim. Abril: 2/4 – Amigos Verdadeiros; 9/4 – Estação Bielo-Rússia; 16/4 – A prisioneira do Cáucaso; 23/4 – A vida é maravilhosa; 30/4 – O homem do Boulevard des Capucines. Maio: 7/5 – Eles lutaram pela pátria; 14/5 – Cidade Zero; 21/5 – O mensageiro; 28/5 – Boris Godunov. Junho:4/6 – Andrei Rublev; 11/6 – Solaris; 18/6 – Stalker.

NETFLIX

David Attenborough e nosso planeta: um balanço das aventuras do ambientalista de 94 anos e um retrato dos estragos na Terra desse período. Muito bom.

O que Sophia Loren faria? – essa interrogação pautou a vida da professora aposentada octogenária de Nova Jersey Nancy Kulik. Ela está no centro do documentário de curta-metragem (32 minutos) que retrata com peso igual a vida real com suas piores agruras e o poder das idealizações, aquilo que as pessoas comuns imaginam sobre seus ídolos. A professora diz os pontos em comum com a atriz: filhas de italianos do sul e que cresceram ouvindo a língua dos pais, além de serem curvilíneas, terem filhos, valorizarem a família e terem sido casadas com um único homem. Foram ensinamentos de Sophia Loren que guiaram essa mulher. No filme, há entrevistas antigas de Sophia, mostra os bastidores do filme Rosa e Momo com a atriz, mostra um depoimento dela para o documentário e o encontro das duas. Imperdível.

FILMES PRÉ-INDICADOS AO OSCAR: a primeira lista de pré-indicados ao Oscar está abaixo.

Agente duplo – um octagenário se infiltra numa casa de idosos para investigar possíveis abusos dos cuidadores. É um documentário que entrou na lista do gênero e também é o representante chileno para concorrer a filme internacional. Globoplay.

Bem-vindo à Chechênia – o documentário americano vai até à Chechênia para mostrar a violência cometida contra pessoas LGBTQ+ na  Rússia. Para não serem identificados, entrevistados tiveram suas imagens modificadas digitalmente, fazendo com que o filme seja candidato entre docs e efeitos especiais. Now e Google Play.

Borat 2: fita de cinema seguinte –o grotesco intencional do filme é menos grotesco do que os americanos trumpistas /negacionistas que aparecem no filme e do advogado Rudy Giuliani aos disseminadores de fake News. Candidato à canção original. Amazon Prime.

Time – a diretora Garrett Bradley segue a luta de Fox Rich, uma mãe com seis filhos, para atenuar a pena de 60 anos de prisão de seu marido por assalto, nos anos 90. O filme foi elogiado por usar os arquivos de vídeo da Fox, e já recebeu mais de 15 prêmios. Concorre a documentário. Amazon Prime.

Uma noite em Miami… – em 25 de fevereiro de 1964, o recém –campeão de boxe Cassius Clay (posteriormente, Muhammad Ali) passa uma noite conversando com o ativista Malcolm X, o cantor Sam Cooke e o jogador de fitebol americano Jim Brown. O filme deve ser indicado a muito mais, mas por enquanto só é a maquiagem e canção original. Amazon Prime.

Boy state – é uma espécie de colônia de férias em que os participantes se organizam em partidos e simulam uma corrida eleitoral no molde americano. O filme acompanha um boy state do Texas e revela um microcosmo de debates entre ideias conservadoras e progressistas. Candidato a documentário. Apple TV+.

A história do palavrão  – com Nicolas Cage explicando em seis capítulos destrinchando de forma acadêmica e chula a origem de (antes de mais nada) fuck, dick, shit, damn e, por aí, vai….E engraçado. Netflix.

Crip Camp: revolução pela inclusão – é a história de Camp Jened, uma colônia de férias para jovens com deficiência criada em 1951 e que em meados dos anos 70 foi palco de uma revolução de costumes e ativismo pró-inclusão. A produção é da Higher Ground, de Michelle e Barack Obama. Candidato a documentário. Netflix.

Festival Eurovisão da Canção: A história dos Fire Saga – comédia com Will Ferrell como um irlandês cabeludo e desastrado que tem o sonho de concorrer no Eurovision, o festival europeu da canção. Tem cenas hilárias. A faixa Husavik é candidata à canção original. Netflix.

Mank – seria o roteirista Herman J. Mankiewicz o verdadeiro gênio por trás de Cidadão Kane, de Orson Welles, tido como muitos como o maior filme já feito? As fontes biográficas de Mank são pra lá de contestáveis, mas David Fincher (Clube da luta) sabe mostrar Hollywood dos anos 40. Candidato a efeitos especiais, maquiagem e trilha. Netflix.

As mortes de Dick Johnson – ao lidar com a doença degenerativa e a morte anunciada do pai (Alzheimer), Kirsten Johnson fez um documentário encenando ficcionalmente as múltiplas mortes possíveis de seu ente querido. Há dublês, objetos cenográficos e truques de montagem. Candidato a documentário. Netflix.

Os sete de Chicago –  de aaron Sorkin é um emocionante filme de tribunal sobre ativistas que protestavam contra a Guerra do Vietnã. Mas as concessões ficcionais podem fazer os exigentes não gostarem. Trilha e canção original. Netflix.

A Sun – O taiwanês Chung MongHong  ganhou quase todos os prêmios do Golden Horse Film Festival com o drama sobre relações familiares e o arquétipo do filho bom (que vai cursar Medicina) e do filho mau (que vai para a cadeia). Melhor filme internacional. Netflix.

Ya no estoy aqui – representante do México em filme internacional, acompanha uma gangue de adolescentes dançarinos de cúmbia chamada Los Terkos, e seu líder, Ulisses, radicado nos EUA. Quando o grupo se envolve numa rixa de drogas com o tráfico local, Ulisses tenta voltar para seu país. Netflix.

A voz suprema do blues – Chadwick Boseman pode ganhar um Oscar póstumo de melhor ator por esse filme e Viola Davis pode ter uma indicação por sua Ma Rainey, a “rainha do blues” dos aos 1920. Não entrou na trilha sonora. Só maquiagem. Netflix.

Emma – a protagonista casamenteira é vivida por Anya-Taylor Joy (série O gambito da rainha) em ótima atuação. Candidato à maquiagem. Telecine.

 

DANÇA

20 hs – Festival de Dança Acrobáticaaté 10 de março com coreografias inéditas disponibilizadas para o público por acesso gratuito por meio do Zoom ( o link é disponibilizado ao público no Instagram, no perfil @interacoesacrobaticas). São 12 profissionais cariocas, baianos e paulistas que, dentro de suas próprias casas, mostram movimentos de hip hop, capoeira, voguing e o parkour. O festival oferecerá 12 oficinas gratuitas de dança acrobática.

LIVROS

O Brasil contra a democracia – do jornalista e analista político Roberto Simon, foi lançado este mês pela Companhia das Letras como parte da coleção Arquivos da Repressão o Brasil. O autor reconstrói, com riqueza de detalhes, como e por que os militares brasileiros, junto com os setores empresariais e veículos de imprensa nacional, auxiliaram um golpe militar no Chile. A pesquisa de Roberto levou sete anos e começou com uma série de reportagens no jornal O Estado de São Paulo, usa como fontes arquivos do Brasil, Chile e EUA e também entrevistas com exilados político, soldados, diplomatas, políticos, empresários e jornalistas.

JB um paradigma jornalístico: Memória e identidade em narrativas míticas sobre o Jornal do Brasil (Ed. Autografia, 380 páginas), da jornalista e pesquisadora Itala Maduell Vieira que investiga a influência do Jornal do Brasil na identidade de jornalistas brasileiros. A autora faz a introdução do imperdível livro, lançado recentemente, com uma epígrafe que é trecho de uma crônica de Nelson Rodrigues: “…há coisas que só o Jornal do Brasil diz, faz, afirma ou insinua”. Era o ano de 1968 e o JB era o então principal e o mais respeitado jornal brasileiro. A pesquisa reúne as várias narrativas sobre o JB desde sua fundação, a imagem consolidada em seu apogeu como escola de jornalismo até seu declínio, com dívidas trabalhistas, e focaliza a comunidade dos jotabenianos, as iniciativas independentes de preservação da memória do jornal, e ainda a frustrada tentativa de “ressurreição”, com o relançamento em 2018. O livro está em lançamento na livraria Blooks, que entrega, já com a dedicatória individual, em todo o país. Pedidos no site bit.ly/jblivro , pelo whatsapp (21) 97324-3960 ou na loja de Botafogo (21) 2237-7974.Também encontrado na Galileu (Ipanema, Largo do Machado e Tijuca), na Travessa e em AmazonAmericanas e Submarino.

An impeccable spy ( Um espião impecável) –  para quem lê em inglês do jornalista britânico Owen Mathew, um veterano correspondente em Moscou e escritor especializado em temas russos e que conta a vida do espião Richard Sorge, um agente soviético instalado em Tóquio e com fontes extraordinárias. Na 2ª Guerra Mundial, Sorge obteve informações sobre o conflito como a data em que a Alemanha iria invadir a Rússia, em junho de 1941, mas Stalin não acreditou nele. Pouco depois, ele fes outra descoberta: que o Japão não iria invadir a União Soviética pela Sibéria e, portanto, o Exército Vermelho poderia alocar todas as tropas necessárias para salvar Moscou, prestes a cair nas mãos dos nazistas. O movimento mudou o rumo da guerra e da História. Ainda sem previsão de lançamento em português. Amazon.com, R$52,90.

Augusto de Campos  ao completar 90 anos no dia 14 de fevereiro, o poeta continua atento às mídias de seu tempo e exercita sua verve no Instagram (@poetamenos) com quase 23 mil seguidores, onde compartilha obras inéditas como os “ contrapoemas” com críticas ácidas à política brasileira. Ao lado filho, Cid Campos, mantém no streaming o projeto musical Transblues no qual compõe e toca sua gaita. Diversas homenagens estão programadas este ano para o autor. Entre elas o Instituto Antes Artes faz a edição especial de uma catálogo multimídia Poéticas na quarentena, organizado pelo poeta André Vallias, com colaboração de Adriana Calcanhoto, Gilberto Gil, José Miguel Wisnik e outros., O catálogo está disponível no site errática.com.br/ac90.

Como enfrentar a direita no Brasildo Marco Antonio Monteiro. Ele critica a inação das esquerdas e apresenta propostas teóricas e práticas que devem ser defendidas para a retomada do poder, tais como as de reestatizações da Vale, das subsidiárias da Petrobrás recentemente vendidas e das concessionárias de energia. Disponível na Amazon (https://amzn.to/2 P1n8I0) .R$24,99.

Tudo é rio – Carla Madeira (Rec ord, R$49,90). Uma ótima escritora mineira, de 56 anos. Na sua voz, um triângulo amoroso deixa de ser banal para tornar-se um evento único. Ela trata a linguagem com carinho e isso aparece logo quando Lucy, uma das pontas do jogo amoroso, é uma puta e bela personagem. Desde adolescente descobre no sexo a sua arte, seu prazer, destino e a vingança contra a sua vidinha .Quando cai no ofício, logo se torna a mais desejada de todas as profissionais e mantém sua fama com gosto. Seu ponto fraco é Venâncio, único homem que não quer nada com ela. Mas Dalva, a rica e triste mulher de Venâncio, toma conta do cenário quando menos se espera. Vai virar série com Murilo Benício.

Rei revés – Evandro Affonso (Record, R$44,90). O escritor mineiro busca na Grécia Antiga a inspiração para essa tragédia moderna passada numa cidade de Pernambuco. Trata da história de um líder político, que já não goza do mesmo prestígio e, na prisão, sofre por não poder acompanhar o enterro do neto.

Asfixia – com prefácio de Caetano Veloso, a repórter da Globo nos EUA, Candice Carvalho Feio lança seu primeiro livro, em edição bilíngue (www.fotoeditorial.com ). Ela trata da pandemia e de protestos antirracistas.

MÚSICA

Black Country, New Road –  os sete ingleses da banda de rock têm figuras bem comportadas e um deles, o saxofonista Lewis Evans, é fã de carteirinha de Arlindo Cruz, seu músico brasileiro preferido, afirmando que “sua voz e seu sentimento são incríveis e ele compõe algumas das canções mais bonitas que ouvi”. O grupo, depois de lançar dois singles que estão no streaming, está sendo considerado a melhor banda nova do Reino Unido por parte da imprensa como o New York Times, Guardian e a revista Mojo.

2 BUNK – a união de Patrick Laplan (ex-Los Hermanos e ex-Biquini Cavadão) e João Capdeville lançou no ano passado singles e um EP. Nas faixas, finamente arquitetadas e produzidas, o trip hop, o samba e o rock se renovam.

DANÇA

Câmbio – o projeto disponibiliza, gratuitamente, as duas obras mais recentes da companhia do americano Stephen Petronio (“American lanscapes”, de 2019, e “Are you lonesome tonight”, de 2020). Os espetáculos de dança contemporânea podem ser vistos de hoje até 5 de março, no YouTube (/ciadosatores).

LIVES

SHOWS

SEXTA-FEIRA, 26

On line

19 hs – Sandra de Sáa cantora, compositora e instrumentista festeja 40 anos de carreira com uma série de lives transmitidas pelo canal do YouTube da Verastar Produções.  Hoje, Sandra conversará com o público, falando de sua carreira e da vida pessoal. Também dará uma palinha de seu novo álbum Baú 41. Outra apresentação on line será dia 12 de março, no mesmo horário.

21 hs – Marinheiro de Água Doce com Mariene de Castro: no site da Sympla.

Presencial

QUARTA-FEIRA,3

18 hs – Projeto Quadrilátero de saxofones– com o saxofonista, arranjador e produtor Leo Gandelman , Mauro Senise, Zé Carlos Bigorna, Nivaldo Ornellas. Cada músico com, inicialmente, fará um solo e depois o grupo se reúne para tocar e Leo entra no final para uma participação especial. No CCBB(3808-2020). R$ 30 (à venda através do site Eventim).

Projeto Quadrilátero

 

TEATRO

PRESENCIAL

Carmen, a grande pequena notável –  com o musical sobre nossa bombshell Carmen Miranda foi reaberto o Teatro II do CCBB (Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – 3808-2020). A peça inspirada no  livro infanto-juvenil de Heloísa Seixas e Julia Romeu, o espetáculo repassa a trajetória de Carmen em linguagem  para públicos de todas as idades. Em pouco mais de uma hora, são descortinados os quase 50 anos de vida da cantora, dançarina e atriz portuguesa de nascença, carioca de adoção e que fez fama nos EUA.  Amanda Acosta interpreta Carmen e são 70 trocas dde roupas para mostrar da infância  aos estrelato de Carman, passando pela depressão e dependência de remédios até sua morte. São interpretados 26 sucessos e entre eles, O que é que a baiana tem?, Rebola, bola e Disseram que voltei americanizada. Ruy Castro, escritor do livro Carmen, também fez contribuições à peça. PRESENCIAL. Quintas e sextas-feiras, às 18 hs; Sábados e domingos às 16 hs. Até 28 de março. R$ 30 (vendas apenas on-line, por meio do site eventim.com.br. Livre.

ON LINE

SEXTA-FEIRA, 26

20 hs – A árvore:  com Alessandra Negrini. Ela é uma mulher que relata uma metamorfose ao ser deu corpo assumir uma estrutura vegetal. Ela vira uma planta. Em sessões online hoje e amanhã e aos domingos, às 19 hs, com ingressos  de R$ 15 por meio do site Tudus (até 18 de abril).

20 hs – NA CASA DO RIO VERMELHO – O AMOR DE ZÉLIA E JORGE: o músico Pedro Mirandame a atriz Luciana Borghi recompõem a história de amor  dos escritores Zélia Gattai e Jorge Amado. Na casa deles do Rio Vermelho, onde hoje pe um memorial, eles viveram por 40 anos, recebendo personalidades como Pablo Neruda, Vinicius de Moraes, Glauber Rocha e Jean-Paul Sarte. Ao vivo, do teatro Prudential de hoje a domingo. Ingressos a partir de R$ 15 direto do site do Sympla. (/teatroprudential).

FAROL DA NEBLINA –  6ª , sábado e 2ªàs 20 hsdomingo – 18 hs  e transmissão pelo www.espetaculoneblina.com.br ou redes do CCBB.

19hs –  Festival Joana Getúlio –  a drag queen Rita von  Hunty (no canal Tempero Drag) abre hoje o evento que tem performances e bate-papo sobre o universo LGBTQ+, com transmissão gratuita no YouTube (/joanagetulio). Amanhã, também às 19hs, tem Luís Lobianco, Éber Inácio, Palloma Maremoto e Karoline Absinto.

20 hs –  evento Antonio Abujamra – a voz do provocador – o elenco de Os Fodidos Privilegiados apresenta a leitura de  Um outro Hamlet, prévia da nova montagem de Hamleto que o grupo prepara para este ano. Amanhã será também às 20 hs no site do Itaú Cultural  (https://www.itaucultural.org.br) .

20 hs – O meu sangue ferve por você: eternizado na voz de Sidney Magal, o hit Sandra Rosa Madalena é um dos clássicos do cancioneiro brga que embalam a comédia musical. Sucessos de Reginaldo Rossi, Fábio Júnior, Gretchen e Rosana são usados para  ilustrar a história de um conturbado quadrilátero amiroso com Ana Baird, Cristina POmpeo, Pedro Lopes e Victor. De hoje a domingo, às 20 hs até 21 de março. Retirada de ingressos pela Sympla.

SÁBADO,27

CUIDADO COM  AS VELHINHAS  CARENTES E SOLITÁRIAS –  reúne quatro peças curtas do franco-romeno Matéi Visniec. Nessa semana fica disponível o último episódio. sábado, 2ª e 3ª, às 21 hs e domingo, 19 hs. Transmissão no link https://linktr.ee/CuidadoComAsVelhinhas

DOMINGO, 28

20 hs –  evento Antonio Abujamra.  André Abujamra, filho caçula de Abujamra encerra  o evento, falando sobre o pai. site do Itaú Cultural  (https://www.itaucultural.org.br) .

TERÇA, 2, E QUARTA-FEIRA, 3

19hs – In Extremis – a história interpretada pelos atores Daniel Infantini e Flávio Tolezani se baseia num momento da vida do escritor Oscar Wide (1854- 1900) que consultou uma famosa cartomante na semana anterior ao ulgamento que custaria sua reputação e liberdade. Ingressos gratuitos, com reserva por meio do Sympla (/contornoproducoes). Até 10 de março.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012