2 de julho de 2022


Liberdade para Assange


20/04/2022


Com enorme preocupação tomamos conhecimento da decisão da Justiça britânica permitindo a extradição do jornalista australiano Julian Assange, criador do portal WikiLeaks, atualmente preso na Grã-Bretanha, para os Estados Unidos. A ministra do Interior britânico, Priti Patel, dará a última palavra sobre a extradição. A defesa de Assange tem até o dia 18 de maio para apresentar a sua defesa.
A perseguição ao criador do WikiLeaks é um gravíssimo atentado à liberdade de imprensa. Ele está sendo acusado de espionagem pelos Estados Unidos, mas nada mais fez do que publicar notícias verdadeiras sobre crimes praticados pelo governo norte-americano. O fato de as informações serem politicamente incômodas para os Estados Unidos não autoriza a que sua difusão seja criminalizada.
Caso seja extraditado, Assange poderá ficar em prisões de segurança máxima nos Estados Unidos até o fim de seus dias.
Diante disso, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) manifesta sua integral solidariedade a Assange, denuncia de forma vigorosa a arbitrariedade da qual ele é vítima e conclama os meios de comunicação brasileiros a se somarem à sua defesa, que no momento se confunde com a defesa da liberdade de imprensa.

Paulo Jeronimo, presidente da ABI

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012