6 de julho de 2022


Juca Kfouri: Elifas Andreato, um gênio que se vai.


30/03/2022


Publicado no Blog do Juca, portal UOL

            

Era uma vez um artista. Um artista popular e sofisticado. Fez capas de revistas, de discos, cartazes sem fim, ilustrações memoráveis, cenários para teatro, e trabalhou sempre voluntariamente para o movimento sindical.

Fez também o Almanaque Brasil, a revista de bordo da TAM. Ele nos deixou agora há pouco, aos 76 anos. Saudade imensa, tristeza intensa, admiração eterna.

Uma das muitas histórias de Elifas Andreato, aqui relembrada pelo amigo do blog Felipe Santos Souza:

Para que se saiba como o cidadão entendia a alma dos artistas que retratou. Fez um desenho de Adoniran Barbosa caracterizado como um palhaço triste. Era para a capa de um disco.

Por gostar muito de Adoniran, achou que retratá-lo daquele jeito era um desrespeito. E escolheu um desenho mais sóbrio. Tempos depois, disco lançado, ligam para a casa de Elifas.

Era Fernando Faro, que recebera o desenho original. Faro avisa: Adoniran estava a seu lado e tinha algo a falar a Elifas. Adoniran pega o telefone. Ato contínuo, diz: “Meu filho, eu queria dizer que eu sou esse palhaço triste, que você desenhou para o Faro, e não aquele alemão que você pôs na capa do disco…”

https://blogdojuca.uol.com.br/2022/03/elifas-andreato-um-genio-que-se-vai/

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012