18 de agosto de 2022


Jornalistas protocolam pedido de renúncia da Diretoria do SJPMRJ


Por Kika Santos

02/08/2014


Na manhã de ontem, sexta feira (01/08), um grupo de jornalistas protocolou  na sede do Sindicato da categora, no Rio de Janeiro, uma Petição Pública com 721 assinaturas pedindo a renúncia da atual diretoria do SJPMRJ. O documento entregue na secretaria do Sindicato pelo jornalista Fernando Molica, colunista do jornal O DIA, exige o imediato afastamento de todos os diretores, por entender que eles violaram o Estatuto, ao se solidarizarem com manifestantes que agrediram os profissionais convocados para uma entrevista coletiva no auditório da entidade.

Cerca de 45 jornalistas acompanharam  Molica  na entrega do documento. A petição acusa a atual direção do SJPMRJ de se ter omitido durante as sucessivas agressões cometidas contra jornalistas profissionais por manifestantes que procuram dificultar o trabalho da imprensa. Os signatários sustentam que a diretoria do Sindicato  tem, inclusive, criticado  “de forma genérica, agressiva e irresponsável o trabalho da imprensa”,  o que contribuiu para o acirramento das hostilidades contra os jornalistas que cobrem diariamente as manifestações públicas ocorridas no Rio de Janeiro. Ao invés de se posicionar contra as ofensas e ameaças cometidas contra os profissionais, o Sindicato é acusado de assumir uma postura de injustificada intolerância diante das agressões praticadas por ativistas que agridem repórteres, fotógrafos e cinegrafistas durante as manifestações de rua.

O documento enfatiza que os episódios ocorridos recentemente na sede do Sindicato mostraram que a Diretoria não representa mais a categoria. Os manifestantes que se encontravam detidos no Complexo Penitenciário de Gericinó, convidados a participarem de uma entrevista no auditório do SJPMRJ, voltarem-se, de repente, contra os jornalistas que cobriam a reunião. Aos gritos de ” vocês vão nos pagar ” passaram a intimidar e agredir verbalmente os profissionais destacados para cobrir a coletiva. Os repórteres, fotógrafos e cinegrafistas ao se verem insultados, em sua própria Casa, decidiram retirar-se. A petição afirma que a passividade da Diretoria, que não tomou nenhuma atitude para conter os insultos dos manifestantes, a partir daquele momento deixou de representar os legítimos interesses dos jornalistas profissionais do Rio de Janeiro.

A petição pede a renúncia coletiva da atual direção do Sindicato com base no Estatuto da entidade e no Código de Ética da Profissão. Os signatários sustentam que “os diretores insistiram, ao longo do último ano, em dar guarida e palanque aqueles que nos agridem, ofendem e caluniam”. No pedido coletivo de renúncia são listados vários artigos do Estatuto violados pela atual Diretoria.

Na próxima segunda-feira será realizada uma reunião plenária na sede do SJPMRJ, a partir das oito da noite, para discutir se a Diretoria do Sindicato deve ou não renunciar ao seu mandato.

A Diretoria da ABI colocou seu auditório de 650 lugares à disposição da categoria, caso os jornalistas venham a necessitar de um  espaço maior para discutir os rumos da profissão, no Rio de Janeiro.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012