Jornalistas protestam contra proposta de reajuste


11/01/2016


images-cms-image-000476354

Jornalistas da Globo e Record se uniram contra a proposta de reajuste salarial de apenas 5% apresentada pelas emissoras, diante de uma inflação anual que bateu os 11%.

De acordo com a coluna Notícias da TV, de Daniel Castro, os profissionais vão protestar em frente ao Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo, onde uma reunião sobre o assunto será realizada. Em um ato silencioso, nesta terça-feira (12) eles distribuirão 70 pares de calçados usados.

“Foi uma proposta ofensiva”, resume André Freire, secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo. A data-base dos jornalistas é 1º de dezembro.

A manifestação se inspira em um protesto de ambientalistas em Paris, impedidos de protestar por questões de segurança durante a Conferência do Clima em 2015. A ideia é colar nos chinelos, tênis ou sapatos uma etiqueta com o tempo de casa do dono do calçado e passar a mensagem de que ralam a sola do sapato por suas empresas.

As emissoras argumentam que não podem conceder um reajuste superior porque tiveram queda nas receitas no ano passado – na média, faturaram 8,5% a menos do que em 2014. Mas os jornalistas lembram que, mesmo assim, as empresas continuam bastante lucrativas. A Globo teve um lucro líquido de R$ 2,4 bilhões em 2014.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012