Repórteres de jornal comunitário são presos no RJ


Por Claudia Sanches

03/10/2016


imagem-2

Os jornalistas René Silva e Renato Moura (Foto: Reprodução)

Dois integrantes do “Voz da Comunidade”, jornal comunitário do Complexo do Alemão, zona norte do Rio, foram detidos na manhã deste sábado (1º) enquanto faziam uma reportagem sobre a remoção na comunidade.

Eles registravam a destruição de barracos da localidade conhecida como favela da Skol. Policiais haviam acabado de destruir casas de papelão e madeira e, de acordo com vídeo divulgado nas redes sociais do “Voz da Comunidade”, queimavam o material restante no local.

O vídeo da reportagem mostra que policiais questionavam René Silva e Renato Moura, presidente e vice do jornal, sobre o motivo de estarem no local.

Os policiais, em seguida, pedem para que eles se retirem, mas ambos resistem. Logo em seguida, a câmera sofre um impacto e não é possível ver claramente alguma agressão nas imagens e a gravação é interrompida.

Em nota, a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) afirmou que três pessoas foram conduzidas à 45ª DP (Alemão) por desacato e desobediência. A Defensoria Pública e a ONG Anistia Internacional foram para o local acompanhar o caso.

“Após a assinatura do termo circunstanciado em que se comprometeram a comparecer em juízo, os três foram liberados”, afirmou a Polícia Civil, em nota.

O perfil oficial do “Voz da Comunidade” afirmou que Silva e Moura estavam sofrendo “pressão psicológica” da Polícia Militar e da Polícia Civil. As duas corporações ainda não haviam se manifestado até as 14h.

Presidente da organização não governamental Voz da Comunidade, Rene é um dos 30 jovens de até 30 anos escolhidos pela Revista Forbes Brasil como “exemplo de um time que está reiventando um país”.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012