Jornalistas da TV Brasília são agredidos em abrigo para idosos


Por Igor Waltz*

02/07/2014


Uma equipe do Jornal Local, da TV Brasília, foi agredida por funcionários de uma casa de repouso em Águas Lindas de Goiás enquanto produzia uma reportagem sobre abusos contra idosos. A violência aconteceu depois da exibição de uma matéria com imagens de uma das cuidadoras do local agredindo com um pedaço de madeira um paciente cego e com problemas mentais.

Na segunda vez em que foi ao local, o repórter Carlos Capelli e o cinegrafista Heliton Moreira não conseguiram conversar com os responsáveis porque uma outra funcionária arremessou pedras e bateu no rosto do cinegrafista. Veja aqui as imagens da agressão.

A suspeita de agredir o idoso, Maria Aparecida de Jesus, de 36 anos, prestou depoimento na Delegacia de Águas Lindas e foi transferida para a cadeia da cidade de Luziânia após sofrer ameaças de linchamento pelos moradores da cidade. Segundo o delegado Ricardo dos Santos, ela vai responder por tortura e pode ser condenada a oito anos de prisão.

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 2 de julho, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal repudiou a agressão contra os repórteres. “A diretoria do SJPDF reafirma que a liberdade de imprensa é importantíssima para garantir o direito à informação da população. Isso se faz ainda mais claro quando a atuação dos profissionais de imprensa revela à sociedade violações de direitos humanos, como foi o caso do asilo em Águas Lindas. O Sindicato dos Jornalistas se solidariza com a equipe e se coloca à disposição para tomar medidas cabíveis contra os autores da tentativa de agressão no que for possível”, disse o comunicado.

*Com informações do Correio Braziliense e do SJPDF. 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012