Profissional de imprensa morre após explosão em Kiev


20/07/2016


Polícia investiga um automóvel que explodiu e causou a morte de um jornalista no centro de Kiev, Belarus (Foto: Sergei Supinsky/AFP)

Polícia investiga um automóvel que explodiu (Foto: Sergei Supinsky/AFP)

O site do jornal “Ukrainska Pravda” informou que o jornalista russo Pavel Sheremet, de 44 anos, morreu, nesta quarta-feira (20), na explosão do automóvel, no qual estava no centro de Kiev. Segundo a publicação, o carro, que pertencia à diretora do jornal onde ele trabalhava, explodiu por volta de 7h45 (horário local, 1h45 de Brasília) no cruzamento das ruas Bogdan Jmelnitski e Ivan Frankó, minutos depois que o jornalista saiu de sua casa. Sheremet estava sozinho no carro.

O jornalista tinha uma destacada trajetória profissional em Belarus e na Rússia. Ele estava em Kiev havia cinco anos. A polícia não divulgou as causas da explosão.

Sheremet começou sua carreira profissional no início dos anos 1990 na televisão bielorrussa e em 1996 foi nomeado correspondente-chefe da TV pública da Rússia em Minsk.

Segundo o site Globo.com, Aleksandr Lukashenko, que era opositor e crítico ferrenho do presidente bielorrusso, foi preso em 1997, quando preparava uma reportagem sobre a situação na fronteira bielorrusso-lituana. Ele foi acusado de trabalho jornalístico ilegal e de receber dinheiro de serviços secretos estrangeiros.

Na ocasião, Sheremet foi condenado a dois anos de prisão pela Justiça bielorrussa, mas recuperou a liberdade após três meses de reclusão graças às pressões da Rússia.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012