Jornalista revela que Veja negou direito de resposta a acusações sem provas


Por Mário Augusto Jakobskind

25/11/2013


Jornalista Ivan Tres afirma que o governo boliviano vai tentar por meios legais obter direito de resposta em relação às matérias veiculadas pela <i>Veja</i> (Crédito: Igor Waltz)

Jornalista Ivan Tres afirma que o governo boliviano vai tentar por meios legais obter direito de resposta em relação
às matérias veiculadas pela Veja (Crédito: Igor Waltz)

O jornalista boliviano Ivan Tres, colaborador da publicação Yndimedia esteve nesta segunda-feira (25) na sede da Associação Brasileira de Imprensa – ABI e revelou que a revista Veja publicou duas matérias denunciando, sem provas, o Ministro de Governo Juan Ramon Quintana de vínculos com o narcotráfico e acusando a Bolívia de ser um “narcoestado”.

Na acusação ao Ministro, a Revista Veja, segundo o jornalista, teria inventado uma história dizendo que Quintana foi visto em uma aldeia localizada no Oriente da Bolívia recebendo dinheiro por comércio de drogas.  Ivan Tres garantiu que o Ministro nunca esteve no local descrito pela revista.

O governo boliviano apresentou a versão do Ministro Quintana, que simplesmente foi ignorada pela Veja. Sobre a denúncia de que a Bolívia é um “narcoestado”, o Ministério das Comunicações da Bolívia exigiu que a revista apresentasse provas, o que não foi feito também.

Como não foi dado o direito de resposta para as duas reportagens, o governo boliviano vai tentar por meios legais obter esse direito, revelou o jornalista Ivan Tres.

Desde a revogação da lei da imprensa, não há nenhuma clausula na legislação brasileira que contemple o direito de resposta, que só pode ser conseguido através de uma ação judicial. Nesse sentido, o Senador Roberto Requião (PMDB-PR) apresentou projeto no sentido de criar na legislação o direito de resposta.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012