Jornalista paraguaio é assassinado a tiros no Mato Grosso do Sul


Por Igor Waltz*

06/03/2015


Radialista de 44 anos foi morto no lado brasileiro da fronteira (Crédito:Reprodução/Facebook)

Radialista de 44 anos foi morto no lado brasileiro da fronteira (Crédito:Reprodução/Facebook)

Um jornalista paraguaio de foi morto a tiros na tarde da última quinta-feira, 5 de março, em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, a 326 km de Campo Grande. Gerardo Servián, de 44 anos, trabalhava como locutor na emissora paraguaia Ciudad Nueva 103.3 FM. Ninguém foi preso até o momento.

Segundo o delegado Patrick Linares, titular da 2ª Delegacia de Polícia da cidade, o crime teria sido praticado por dois homens em uma motocicleta. Imagens das câmeras de segurança próximo ao local da morte estão sendo analisadas pela polícia e devem permanecer em sigilo para não prejudicar as investigações.

No local do crime, de acordo com o delegado, foram apreendidos cápsulas de arma de fogo que se assemelham às de pistola de calibre de nove milímetros, mas só a perícia poderá confirmar qual arma foi usada.

Familiares da vítima forma ouvidos pela polícia e informaram que ele também trabalhava em uma rádio autônoma no Paraguai. “Ninguém da família tem informações a respeito da morte ou sabe dizer o que poderia ter provocado o crime. Também não relataram ameaça”, informou o delegado.

O homicídio ocorreu no bairro da Granja, por volta das 14h30 (de MS). O jornalista estava em uma motocicleta quando foi atingido pelos disparos. Ele morreu no local do crime, antes de ser socorrido. O caso foi registrado como homicídio doloso. Um inquérito foi instaurado e a polícia tem o prazo inicial de 30 dias para conclusão.

* Com informações do G1 e do Portal Imprensa.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012