8 de dezembro de 2022


Repórter é ameaçada de morte por filmar agressão


06/07/2017


Foto: Reprodução facebook

Um homem nigeriano foi agredido e expulso de um trem, na Alemanha, por agentes de segurança por não apresentar passagem e se recusar a mostrar a identidade. A cena foi filmada pela jornalista alemã Natalija Miletic. Ela denunciou a agressão à polícia e foi ameaçada de morte por grupos extremistas pela denúncia.

O vídeo se espalhou pelas redes sociais como uma denúncia de suposto racismo. Segundo o Portal Imprensa, as injúrias e ameaças aconteceram no Facebook, onde a repórter da Media Fixer publicou o vídeo do ocorrido, e por e-mail.

“Sua pirainha fascista de esquerda e enganadora. Você não está mais em segurança. Diga adeus à sua vida perdida”, disse um internauta.

“Sabemos seu endereço e das bestas que moram lá. Sumiremos com vocês. Vocês não são humanos, são porcos comunistas”, disse outro.

“Recebi algumas sérias ameaças por e-mail. As cenas se espalharam por grupos radicais de direita no Facebook. Estou recebendo chamadas de números não identificados e estão me ameaçando. Claro que já informei a polícia sobre. Gostaria que isso estimulasse uma discussão sobre o número crescente de imigrantes que tem chegado, assim como pessoas negras e de outras religiões. Precisamos falar sobre essas coisas para prevenir que essas coisas não aconteçam de novo”, declarou Natalija ao veículo alemão DW.

A Deutsche Bahn, empresa pública ferroviária alemã, lamentou o incidente e rejeita a motivação racista.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012