Jornalista de 22 anos ferido em atentato terrorista morre no Afeganistão


Por Igor Waltz*

22/12/2014


Velório de Hatami atraiu centenas de pessoas emocionadas. Jornalista morreu em atento reivindicado pelo grupo Talibã (Crédito: Reuters)

Velório de Hatami atraiu centenas de pessoas emocionadas. Jornalista morreu em atento reivindicado pelo grupo Talibã (Crédito: Reuters)

Um jornalista afegão, gravemente ferido em um atentado do grupo extremista Talibã contra o Instituto Francês de Cabul, morreu no último domingo, dia 21 de dezembro. O cinegrafista Zubair Hatami, de 22 anos, foi a segunda vítima fatal do ataque causado por um homem-bomba de 17 anos. Além dele, um homem de cidadania alemã morreu no local, onde era encenada uma peça teatral.

Hatami, que trabalhava para o canal afegão Mitra, fazia imagens da peça “Heartbeat: silence after the explosion“, que traz um apelo contra a violência no país, quando o terrorista detonou o artefato, escondido embaixo das suas vestes, em meio à multidão. O jornalista estava hospitalizado em coma profundo desde o ataque.

Centenas de pessoas compareceram ao funeral do repórter cinematográfico, realizado em um cemitério no centro da capital afegã. O presidente do país, Ashraf Ghani, emitiu um comunicado no qual expressa suas mais profundas condolências à família de Hatami.

*Com informações da AFP. 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012