12 de agosto de 2022


Intimação e interrogatório: jornalista é detido por noticiar juíza no Ato de 7/9


28/09/2021


Por José Maschio, jornalista em Londrina (Paraná)


(Uma cena kafkiana)
O delegado foi educado. Como fora educado o escrivão quando da coleta de dados pessoais. A cena, no entanto, parecia saída de um um livro de Franz Kafka, tão absurda, tão ilógica.
Ou seria como nos interrogatórios de Varlam Chalámov , na União Soviética de Stálin, na década de 30 do século passado? Não sei. Só sei que era tudo muito absurdo.
Eu, acusado de calúnia e difamação por informar, noticiar o fato de uma juíza violar a Lei Orgânica da Magistratura e participar das manifestações de 7 de setembro, que entre outras coisas pedia o fechamento do STF.
E mais kafkiano, mais absurdo ainda. Ao justificar sua participação nas manifestações golpistas de 7 de setembro, na abertura de BO (Boletim) contra esse jornalista, a juíza Isabele Papafanurakis Ferreira Noronha foi cândida. Usava paramentos verde amarelo por ser uma “tradição familiar”.
Fotos: Regina Utsumi

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012