12 de agosto de 2022


Homenagem a Dines no Encontros da ABI


18/02/2021


“Jornalistas não podem se intimidar com o berro de um general, agressões de policiais ou de quem quer que seja, mesmo que vindo de um presidente dos Estados Unidos(…) Todo jornalismo é investigativo, ou não é jornalismo. Donde se conclui que o que lemos, ouvimos e vemos todos os dias na imprensa não é jornalismo” – ALBERTO DINES.
O texto acima é do jornalista Alberto Dines que adivinhou lá atrás o que estamos passando nos dias atuais. Ele será o homenageado desta 5a feira, 18 de fevereiro, no Encontros da ABI com a Cultura, às 19h30, no canal da Associação Brasileira de Imprensa do Youtube (https://www.youtube.com/channel/UCDLfdfuALUd7eTf9UefaPTg/videos). Dines, além de jornalista, foi professor universitário, escritor, biógrafo e completaria, amanhã, 89 anos não tivesse nos deixado em maio de 2018. Iniciou a carreira, em 1952, como crítico de cinema, seguindo para a revista Visão e depois para a Manchete, Última Hora, Tribuna da Imprensa, Diário da Noite, tornando-se editor do Jornal do Brasil onde ficou por 12 anos. Assumiu a direção da Folha de São Paulo, no Rio, onde ganhou o Prêmio ExxonMobil de Jornalismo como a melhor contribuição à imprensa. Passou ainda pelo Pasquim, foi secretário editorial do Grupo Abril, em Portugal, onde lançou a Exame e, em 1994, criou o Observatório da Imprensa. Retornou ao Brasi e lançou o Observatório na TV Educativa do Rio de Janeiro. Dines escreveu mais de 15 livros, entre eles Morte no Paraíso, a tragédia de Stefan Zweig (1981) que se tornou um filme de Silvio Back. Recebeu também diversos prêmios pelas suas atividades jornalísticas e literárias, exercendo ainda o cargo de Diretor de Cultura e Lazer da ABI.
Os debatedores serão as jornalistas Norma Couri, diretora de Inclusão Social, Mulher e Diversidade da ABI e mulher de Dines por mais de 40 anos; Zezé Sack, da Comissão de Cultura da associação e produtora cultural do Observatório da Imprensa;  Kristina Michaellis, diretora executiva da Museu Casa Stefan Zweig de Petrópolis; e o historiador Israel Beloch que sucedeu Alberto Dines como presidente do museu. A apresentação é de Vera Perfeito, diretora de Cultura e Lazer da ABI. Participem e divulguem.

https://www.youtube.com/channel/UCDLfdfuALUd7eTf9UefaPTg/videos

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012