Aprovada extinção da Fundação Piratini no RS


21/12/2016


1_fundacoes-2882406

Foi aprovada, nesta madrugada, a extinção da Fundação Piratini. O projeto 246/16, que dissolve outras cinco fundações estaduais, passou por 30 votos a 23 após mais de 12 horas de sessão, que se iniciou na tarde de ontem, 20. Com a decisão, a Secretaria Estadual de Comunicação (Secom-RS) ficará responsável pela administração das emissoras públicas por um período que compreende 180 dias.

As medidas fazem parte do pacote de reestruturação do governo proposto pelo governador José Ivo Sartori.

Durante os próximos seis meses, a Secom-RS buscará soluções para as concessões de rádio e TV do Estado junto à comunidade. Como já foi informado pelo secretário de Comunicação, Cleber Benvegnú, a ideia é viabilizar um novo modelo de gestão para as emissoras, embora devolver as outorgas para a União não esteja fora de cogitação.

A Fundação Piratini, atualmente, conta com 259 servidores. Destes, cerca de 40 serão absorvidos pela Secretaria para seguir com a operação durante os 180 dias. Os outros 219 serão dispensados. Além da Piratini, serão extintas as fundações Zoobotânica, de Ciência e Tecnologia (Cientec), de Economia e Estatística (FEE), Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) e para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH).

Leia mais sobre extinção da Fundação Piratini

Fundação Piratinifecha TVE e FMCultura no RS

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012