Filme impressiona com a repressão da ditadura militar


Por Edir Lima

17/06/2016


CineABI-Lembrareresistir_grd

Jesus Chediack, Ana Amélia, Ana Miranda, Nelson Xavier, Mariozinho Telles e Ivan Jaf

Para quem não sabe como era a realidade das prisões e torturas da ditadura militar, não pode perder o filme “Lembrar é Resistir”, exibido nessa quinta-feira (16), no Cine ABI (Associação Brasileira de Imprensa), uma iniciativa da instituição e do Coletivo RJ Memória, Verdade e Justiça. Em 2001, por iniciativa do ator e diretor Nelson Xavier e um grupo de atores, a peça foi montada no DOPS do Rio de Janeiro, adaptada pelo escritor Ivan Jaf, que trouxe para a cena os fatos que ocorreram no local. A máquina de repressão política feroz e o endurecimento progressivo do regime autoritário impressionam.

O diretor de Cultura e Lazer da ABI, Jesus Chediack, parabenizou toda a equipe do diretor Nelson Xavier, destacando ter sido uma honra para a instituição exibir um filme que mostra a realidade do que foi a ditadura militar. Ele elogiou a sugestão de incentivar o acesso de estudantes nas futuras exibições.

“É uma ótima ideia. Temos que mostrar para essa juventude como era a repressão daquela época. Participar de Festivais é também uma ótima maneira de promover o filme”, analisou Chediack.

Emocionado com a receptividade e repercussão da apresentação, o diretor Nelson Xavier agradeceu o empenho de toda a equipe.

“Todo esse carinho de hoje demonstra que o nosso trabalho não foi em vão. Parabéns a todos pelo talento e dedicação”, ressaltou.

O ator Mariozinho Telles, que interpretou o delegado no filme, um dos principais divulgadores do filme, contou que está elaborando um documento que reúne os contratos com os artistas e profissionais que participaram do trabalho, para registrar o filme na Agência Nacional do Cinema (Ancine).

“A partir daí, muitas portas se abrirão para outras exibições”, disse, Mariozinho Telles

O projeto conta com o apoio da FAPERJ – Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro, do Arquivo Público do Rio de Janeiro, da Quanta Equipamentos de Iluminação, do Grupo Tortura Nunca Mais, da CUT – Central Única dos Trabalhadores, da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro e da ABI.

O Cine ABI funciona na Associação Brasileira de Imprensa Rua Araújo Porto Alegre, 71, no sétimo andar, Cntro do Rio. Tel. (21) 2282-1292 Informações: Tel.: (21) 2256-0930 // ou pelo e-mail: teatroderoda@gmail.com.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012