Facebook cria conselho
para avaliar conteúdo


30/01/2019


A direção do Facebook anunciou que vai criar um “conselho independente de supervisão” para tratar de assuntos ligados à gestão de conteúdo na rede social. A medida cria um canal de intermediação para os usuários que se sintam insatisfeitos com a remoção ou bloqueios de conteúdos na plataforma.  O conselho terá a responsabilidade de avaliar ações como identificação, remoção e sanções à publicações consideradas como desinformação, enganosa ou desrespeitem as regras da empresa. Na nota de divulgação relativa à criação do órgão, o Facebook afirma que “atenção especial será dada ao equilíbrio geográfico e cultural assim como à diversidade de experiências e perspectivas”.

Os membros do conselho serão especialistas de diversas áreas, entre elas: jornalismo, conteúdo, privacidade, direitos humanos, segurança etc. Cerca de 40 profissionais deverão compor o grupo.

 O mandato de cada integrante será de três anos, com possibilidade de uma renovação por igual período. Usuários descontentes por medidas adotadas pela plataforma poderão acionar o conselho, assim como o próprio Facebook, que poderá consultar o grupo em relação a situações complexas, de grande repercussão pública ou envolvendo conflitos entre as decisões e os “valores” da empresa.

“O conselho poderá reverter decisões do Facebook sobre permitir ou proibir a veiculação de determinadas postagens na plataforma”, afirma o comunicado da empresa, que promete aceitar e implementar as decisões do órgão.

 

Fonte: Portal Imprensa

CONSELHO DELIBERATIVO APROVA ANISTIA

Com o pagamento do valor correspondente a três mensalidades (R$ 120), todos os associados que estão em débito com a ABI terão de volta os seus direitos associativos.

Participe desta campanha. Vamos reconstruir a ABI!