Entidades cobram
proteção aos jornalistas


01/08/2019


A ABI é uma das 26 signatárias de um pedido internacional de defesa da liberdade de imprensa no Brasil. Desde o último 31, está sendo divulgado na Europa, Estados Unidos e na América do Sul um manifesto alertando para os ataques e as ameaças cometidas contra o jornalista e fundador do site de informações “The Intercept”, Glenn Greenwald.

Entre as instituições brasileiras que também assinaram esse documento estão: o “Observatório da Imprensa”, a FENAJ, a Abraji,  Intervozes e Associação de Repórteres Estrangeiros. O jornal inglês “The Guardian”, a “Freedom of the Press Foudation, “Reporters Sans Frontieres, a “Global Editors Network” e “Article 19” são alguns outros signatários.

O texto lembra que desde 9 de junho passado, quando começou a série de reportagens sobre os bastidores da operação Lava Jato, Greenwald e sua equipe passaram a ser alvo de “inúmeros insultos, denúncias caluniosas e ameaças de morte”.

O manifesto chama a atenção para o fato de que “o Estado brasileiro tem obrigação de garantir a proteção dos comunicadores, assim como investigar graves ameaças recebidas por jornalistas”.

No último dia 30, a ABI reuniu em sua sede perto de 3 mil pessoas que vieram prestar solidariedade a Glenn Greenwald e todos os profissionais que integram a equipe do “The Intercept” que estão sofrendo todos os tipos de ameaças.

Leia abaixo a integra do texto que está sendo divulgado em todo mundo em versões em português, francês, inglês e espanhol:

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012