Encontro debate jornalismo em tempos autoritários


18/06/2020


A Associação de Imprensa Campista realiza mais uma Semana da Imprensa chega neste ano à sua 30ª edição. Preocupada com a atual situação de ataques diários que os jornalistas estão passando para desempenhar suas profissões, a curadoria escolheu o tema “Jornalismo em tempos de autoritarismo”. O evento vai acontecer entre os dias 22 e 26 de junho, com bate-papos acontecendo sempre às 20h e Oficinas às 18h30. Pela primeira vez o evento será realizado na forma de Live, pelo canal do Centro Universitário – UNIFLU, obedecendo as regras de isolamento social neste período de Pandemia de Covid-19.

A Semana da Imprensa é uma iniciativa da Associação de Imprensa Campista, entidade que no ano passado completou 90 anos, em parceria com o Curso de Jornalismo do UNIFLU, que completou 50 anos no mesmo período. Este é o mais tradicional evento da imprensa campista, reunindo profissionais da área, estudantes de jornalismo e pessoas interessados na temática.

Na programação teremos bate-papos, oficinas e mostras fotográficas virtuais.

 

Confira abaixo a programação:

A FENAJ E A LUTA PELA LIBERDADE DE IMPRENSA

Convidada: Maria José Braga (Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ)

23/06 (terça-feira) – 20h

A ATUAÇÃO DO FOTOJORNALISTA DURANTE O REGIME MILITAR
Convidado: Evandro Teixeira (fotógrafo do Jornal do Brasil por mais de 40 anos.
24/06 (quarta-feira) – 20h

FORMAÇÃO JORNALÍSTICA EM TEMPOS DE AUTORITARISMO
Convidada: Clarissa Sousa de Carvalho (Doutora em Comunicação/PUC RJ e Professora Visitante na Worcester State University, em Massachusetts – EUA)

25/06 (quinta-feira) – 20h

VIOLÊNCIA CONTRA O JORNALISTA, UMA TRISTE REALIDADE
Convidada: Angélica Abreu (Graduada em Jornalismo pela FAFIC/UNIFLU e Produtora do Fantástico)

26/06 (sexta-feira) – 20h

A IMPRENSA CAMPISTA NO PERÍODO DO REGIME MILITAR
Convidado: Avelino Ferreira (Jornalista e escritor)

A Diretoria decidiu reabrir o prédio da ABI das 9h às 17h, apenas com serviço de portaria, ascensoristas e funcionários da limpeza, seguindo protocolos mínimos:

– Uso de máscaras;
– Termômetro digital para medir a temperatura dos usuários do prédio;
– Distanciamento de 1,5 metros na portaria entre as pessoas para subir no elevador;
– Os elevadores só poderão levar no máximo 2 pessoas e levarão passageiros do 4° ao 8° andar, o acesso ao 2° e 3° andar será feito pelas escadas;
– Os elevadores terão um recipiente de álcool gel para ser utilizado e serão desinfetados a cada 2 horas ;
– Não poderá haver aglomeração em nenhum andar.

Antero Luiz Martins da Cunha
Diretor Administrativo