Direitos Humanos: Reino Unido financia projetos


12/06/2019


Até dia 16 de junho, a Embaixada Britânica em Brasília está com chamada aberta para o envio de projetos que promovem os direitos humanos. As propostas podem ser submetidas por organizações da sociedade civil, organizações comerciais, governos, grupos de reflexão e organizações internacionais, e o Governo Britânico irá custear projetos de até R$50.000.

Um dos objetivos da iniciativa é identificar potenciais projetos que são da maior relevância para os direitos humanos do Brasil. O financiamento de projetos para o ano 2019-2020 inclui as seguintes áreas temáticas:

 

  • Promovendo Direitos Humanos e Empresas – Práticas inovadoras ligadas ao combate ao trabalho escravo, transparência em cadeias de suprimento e a institucionalização de práticas e políticas públicas de direitos humanos e empresas.

 

  • Celebrando a Diversidade – Promover a inclusão e proteção de grupos menos representados de forma que celebre sua participação nas sociedades.

 

  • Protegendo Liberdades – Defender os direitos universais e promover práticas e políticas públicas que fortaleçam os direitos humanos, em particular os defensores de direitos humanos.

 

Dentro do pilar “Protegendo Liberdades”, o governo britânico tem a expectativa de ter até R$ 69.000 dedicados a projetos ligados aos defensores de Direitos Humanos no Brasil, especialmente aqueles ligados à proteção de jornalistas e profissionais de mídias.

 

Os projetos selecionados devem começar em julho de 2019 e deverão ser concluídos até março de 2020, com a expectativa de implementação de 85% do orçamento até dezembro de 2019.

 

Para saber mais detalhes sobre como submeter um projeto é só acessar o site do governo britânico.

 

O International Programme (IP) é um fundo estratégico criado pelo Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido com a finalidade de apoiar diversas áreas de trabalho, incluindo Direitos Humanos. Por meio de projetos específicos, o fundo visa promover os valores Britânicos no exterior, procurando inibir as causas profundas das violações dos direitos humanos, estimular o fortalecimento institucional e de governança, a promoção e proteção dos direitos humanos e apoiar a democracia e o Estado de direito.

 

Fonte: Portal Imprensa

 

ASSOCIADO:

NÃO DEPOSITE EM CONTA DA ABI.

DEPÓSITO EM CONTA  NÃO É IDENTIFICADO.

PAGUE COM O BOLETO OU NA TESOURARIA.