2 de julho de 2022


Em Salvador, bandidos quebram câmera da TV e colocam repórter da Band para correr em meio á tiros


03/02/2022


Publicado no portal Itinga.blogspot.com

Na manhã desta terça-feira (1), uma equipe de Televisão da TV Band sofreu violência de criminosos na rua Santa Tereza, bairro de Águas Claras, em Salvador.

De acordo com informações do Metro1, a equipe estava realizando a gravação do programa Brasil Urgente, quando foi surpreendida por criminosos.

A equipe da Band, formada pelo repórter Toni Júnior e pelo cinegrafista Jefferson, que realizavam a uma reportagem no local onde um jovem foi assassinado na última segunda (31).

Testemunhas que estavam no local relataram que a equipe foi abordada por suspeitos armados que tomaram e quebraram o equipamento do Câmera, com ordens de que os profissionais “adiantassem o lado”. Ainda houveram disparos para alto, realizados pelos bandidos, para assustar a equipe de TV.

___________________

Repugnante, os ataques aos profissionais de imprensa na Bahia.

Por Fábio Costa Pinto, jornalista, associado à ABI

A preocupação com a crescente escalada de violência contra jornalistas em todo o Brasil, deve ser um sentimento compartilhado por todos os profissionais do setor. Requer ações mais enérgicas por parte das autoridades governamentais e do Poder Judiciário de modo a solucionar esse grave problema que tem atingido não só categoria mais uma sociedade como toda, já que fere a democracia e a nossa Constituição Federal.

Nos estados do Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Paraíba, Maranhão, diariamente um profissional de imprensa é agredido, outros assassinados, quando não sofrem assédio Judicial por parte dos maus políticos.

Na Bahia, tem casos com 23 anos aguardando resolução e punição dos culpados, o assédio judicial é constante, ameaças ‘on-line’ já perdemos a conta.

Muito importante que os profissionais agredidos façam ocorrência e denuncie toda e qualquer forma de agressão. Que os sindicatos e associações de classe, promovam o debate junto ao poder público na busca de uma solução.

Que o Judiciário seja célere, que o Ministério Público se manifeste, que as polícias investiguem e prendam os culpados até o julgamento final.

Já passou da hora de acordar para uma triste realidade, a milícia está impregnada na Bahia.

O episódio de ontem, na capital baiana, equipes das TVs SBT (TV Aratu) e Bandeirantes (Band Bahia), recebidos à tiros por traficantes na região de Águas Claras, bairro de Salvador, foi o aviso que o pior pode estar por vir.

Não podemos mais permitir ferir a nossa democracia, a imprensa será sempre fundamental para uma sociedade livre e democrática.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012