26 de novembro de 2022


Dois jornalistas são sequestrados na Colômbia


22/06/2017


 

Dois profissionais de imprensa holandeses estão em cárcere na região nordeste da Colômbia, sequestrados pelo grupo paramilitar Exército de Libertação Nacional (ELN). De acordo com a Rádio Caracol, o repórter Johannes Bolt e cinegrafista Eugenio Ernest Marie Follender estão em posse do milicianos desde 17 de junho, quando foram interceptados na cidade de El Tarra.

As informações são de que grupos humanitários estão agindo para tentar libertar os profissionais do sequestro. De acordo com a versão do diário El Espectador, os dois tiravam fotos e gravavam vídeos quando houve o contato com os membros do ELN – eles tentaram fugir, mas foram capturados.

“É uma região atravessada por conflitos armados; e, nesse contexto, a possibilidade de privação temporária de liberdade a pessoas desconhecidas e de fora da comunidade corresponde a uma atitude preventiva, de um exercício de proteção e segurança, natural para qualquer força insurgente”, diz um comunicado da ELN-PAZ, Delegação para o Diálogo do Exército de Libertação Nacional.

A polícia colombiana não especificou para que órgão de comunicação social trabalham os dois jornalistas que, segundo o jornal “El Tiempo”, estavam no país à procura da mãe biológica de uma menor colombiana que foi entregue para adoção na Holanda há vários anos.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012