3 de outubro de 2022


Dicas: Filme inédito de Tendler é exibido hoje (13/8) em festival


13/08/2021


Por Vera Perfeito, Diretora de Cultura da ABI

 

MOBILE contra repressão à Cultura em DICAS

Seis Festivais de cinema estão em cartaz on line e a 10ª Mostra Ecofalante exibe hoje – e por uma semana – o filme inédito de Sílvio Tendler, A bolsa ou a vida. Estarão no ar ainda filmes do Festival de Gramado; do Internacional de Curta-Metragem de São Paulo; do final do Festival do Rio; da Mostra de CinemaÁrabe; e do Novíssimo Cinema da Paraíba. E foi lançado ontem, o Movimento Brasileiro Integrado pela Liberdade de Expressão, o MOBILE, plataforma para receber registros de repressão a iniciativas artísticas e que já contabiliza 129 denúncias: 94 episódios entre 2029 e 2020 e mais 35 no primeiro semestre de 2021. Formado pelas organizações 342 Artes e Artigo 19, em parceria com outras entidades que atuam na defesa da liberdade cultural no Brasil e como apoio do Instituto Samambaia, o Movimento quer analisar e denunciar cada denunciante. No site do projeto, é possível acessar todo o mapeamento de casos ou localizar episódios específicos. A jornalista e conselheira da ABI, Zezé Sack, lança seu site em homenagem à cultura cubana. O jornalista e ator Jesus Chediak ganhou um site que mostra suas obras (veja NA ABI). Há ainda as dicas de lives, de peças teatrais e série. Divirta-se em casa sem aglomerações!

NA ABI

Hoje

13 hs Site mostra a cultura de Cuba – a coluna Guantanamera da jornalista, produtora cultural, conselheira e da Comissão de Cultura da ABI, Zezé Sack, ganha hoje, dia 13 de agosto, Às 13hs, conta no Facebook, Instagram e comemora a volta de um site que há 21 anos, nessa data, começou a  divulgar a cultura cubana. Justamente, no dia do aniversário de Fidel Castro, que completaria 95 anos. Nesses anos entre Cuba e Brasil com um olhar atraído pela cultura sobre todas as expressões artísticas, a ilha de Cuba, chamada de “Crocodilo Verde”, é uma extensão de orgulho e pertencimento aos seus habitantes. E o site, uma homenagem à ilha e aos corações de quem a ama. Site: www.guantanamera.com.br; Facebook: guantanamera brasil; Instagram: guantabrasil

Exposição Jesus Chediak – foi inaugurado esta semana o espaço virtual que narra a trajetória do jornalista, teatrólogo, cineasta e gestor cultural Jesus Chediak, falecido em 2020 de Covid e que foi diretor cultural da ABI por 14 anos, além de diretor da Casa França-Brasil e Secretário de Cultura de Duque de Caxias. Site: https://www.jesuschediakemmemoria.com/

Segunda-feira

19h30 – no ABI Esporte  a pauta hoje  Sociedade Anônima de Futebol é a tábua de salvação dos clubes endividados? Para responder a essa pergunta, o programa recebe o jornalista e advogado Andrei Kumpff, criador do portal Lei em Campo, voltada à discussão e produção de conteúdo na área de Direito Esportivo. Participam também os jornalistas Ivana Negrão (ESPN) e Robson Aldir (ex-TV Globo e Rádio Globo). O ABI ESPORTE, apresentado pelo jornalista Marcos Gomes, vai ao ar, ao vivo, pelo canal da Associação Brasileira de Imprensa no YouTube. Serão abordados ainda temas relacionados à injúria racial, Fair Play Financeiro, a Lei do mandante, a crise na CBF, a Liga Brasileira de Clubes e ato trabalhistas.

Terça-feira

19h30 Cineclube Macunaíma exibe hoje o filme São Bernardo (1975), de Leon Hirszman, baseado no livro homônimo de Graciliano Ramos, a partir das 10hs até segunda-feira. Do debate participam a jornalista Maria Hirszman, filha do diretor, o ator Othon Bastos, o diretor de fotografia Lauro Escorel e o crítico Rodrigo Fonseca que será o mediador. No canal da ABI do YouTube.

TELEVISÃO

Terças-feiras

22h35 TV Globo: Masked Singer Brasilo novo reality da Globo estreou na semana passada e teve boa audiência. Personalidades de diversas áreas cantam para os jurados que não conhecem suas identidades. A cada programa quem fizer a pior performance da noite é eliminado e poderá mostrar o rosto. A cantora Ivete Sangalo está no comando da nova atração.

Sextas-feiras

22h35 TV Globo: Globo Repórter Edney Silvestre entrevista o ator Babu Santana para o programa de hoje. O tema é a falta de oportunidades para talentos do país. Edney foi ao Vidigal mostrar o Nós do Morro, grupo teatral responsável por lançar grandes nomes da TV.

FILMES

A 10ª Mostra Ecofalante de Cinema exibe os filmes pelo site do evento [www.ecofalante.org.br] e também nas plataformas parceiras Belas Artes à La Carte e Spcine Play.

A pré-estreia de A Bolsa ou a Vida, exibido HOJE é o mais recente trabalho do consagrado diretor brasileiro Silvio Tendler. O novo longa-metragem propõe discutir o tema ‘o que virá depois da pandemia?’. “É uma discussão sobre se no pós-pandemia a centralidade será no ser humano e na natureza ou no cassino financeiro”, afirma o diretor. A obra traz entrevistas com personalidades conhecidas do mundo artístico/cultural e com cidadãos comuns, que sentem na pele as dificuldades impostas pelo caos social. O realizador, cuja filmografia acumula mais de 70 títulos, responde por alguns dos maiores sucessos do documentário brasileiro, como “Os Anos JK – Uma Trajetória Política” (1981) e “Jango” (1984). www.ecofalante.org.br] e também nas plataformas parceiras Belas Artes à La Carte e Spcine Play. Será exibido HOJE.

A 10ª Mostra Ecofalante – também traz filme inédito de Costa-Gavras, O Jogo do Poder, sendo o mais importante evento sul-americano dedicado à temática sócio-ambiental e que exibirá 101 filmes de 40 países. Dia 19/8, haverá um debate sobre o filme de Sílvio Tendler com convidados. De 11 de agosto a 14 de setembro, evento ocorre de forma online, gratuita e acessível para todo o Brasil em www.ecofalante.org.br. O filme “O Novo Evangelho”, de Milo Rau, eleito o melhor documentário no Swiss Film Awards 2021, abre a Mostra. A Cerimônia de Abertura acontece no dia 11 de agosto, a partir das 19h, com a presença do diretor e convidados. Os filmes são disponibilizados no site do evento [www.ecofalante.org.br] e também nas plataformas parceiras Belas Artes à La Carte e Spcine Play.

O Panorama Internacional Contemporâneo reúne produções inéditas e com carreira em festivais como Berlim, Sundance, Roterdã, Locarno, IDFA-Amsterdã. Competição Latino-Americana é disputada por 30 títulos, representando sete países da região.

O cineasta Silvio Tendler estreia seu novo filme no festival com “A Bolsa ou A Vida (Brasil-RJ, 2021, 102 min) no dia 13 de agosto. O debate sobre o filme será no dia 19 de agosto.No futuro pós-pandemia da covid-19, a centralidade será o cassino financeiro e acumulação de riqueza por uma elite ou uma vida de qualidade para todos, com menos desigualdade? O Estado mínimo se mostrou capaz de atender ao coletivo? Como garantir a vida sem direitos sociais e trabalhistas? Em qual modelo de sociedade queremos viver? O filme aborda o desmonte do conceito de bem-estar social e nos faz refletir sobre a incompatibilidade do neoliberalismo com um projeto humanista de sociedade. São entrevistados, entre outros, o escritor Ailton Krenak, o padre Júlio Lancelotti, o cineasta Ken Loach, e a drag queen e professora Rita von Hunty. Na mesma data, será exibido o Jogo do poder, do diretor grego Costa Gravas.

A programação é organizada nas seções Panorama Internacional Contemporâneo, com os mais premiados  filmes internacionais da última safra dividido em sete eixos temáticos: Ativismo, Biodiversidade, Cidades, Economia, Povos & Lugares, Tecnologia e Trabalho; Competição Latino-Americana, que reúne produções recentes de sete países da região; Programa Especial – Territórios Urbanos: Segregação, Violência  e Resistência, uma retrospectiva de obras brasileiras produzidas a partir de 1999 assinadas por nomes como João Moreira Salles e Maria Augusta Ramos; Especial Energia Nuclear – 35 Anos de Chernobyl, 10 Anos de Fukushima, uma seleção de documentários produzidos nos últimos anos que abordam esses grandes desastres nucleares; e Concurso Curta Ecofalante, premiação voltada a estudantes brasileiros.

Em seguida, às 20h, será exibido o premiado filme “O Novo Evangelho”, de Milo Rau, eleito o melhor documentário no Swiss Film Awards 2021 e coproduzido entre Alemanha, Suíça e Itália.Sua narrativa imagina o que Jesus pregaria no século 21 com uma nova encenação da crucificação de Cristo, já filmada pelo cineasta italiano Pier Paolo Pasolini (“O Evangelho Segundo São Mateus”, 1964) e Mel Gibson (“A Paixão de Cristo”, 2004). Filmado em Matera, mesma cidade italiana onde foram produzidos estes dois longas, na obra de Milo, Jesus é interpretado por um ativista político camaronês, que defende os direitos dos trabalhadores ilegais explorados por um sistema agrícola liderado pela máfia.

49ª Festival de Gramado/  13 a 21 de agosto: os filmes serão exibidos pela internet e pela televisão, via Canal Brasilpara assinantes, no Globoplay e aberto na TVE para moradores do Rio Grande do Sul. Serão 11 longas exibidos na mostra principal, sendo sete nacionais e quatro de outros países sul-americanos. A programação está no site do festival (www.festivaldegramado.net). Os curtas são representados por 14 produções brasileiras. Os filmes serão exibidos Entre os destaques nacionais estão Jesus Kid, do diretor paranaense Aly Muritiba, que fez a série O caso Evandro, no Globoplay; A suspeita (inédito), de Pedro Peregrino, protagonizado e produzido por Gloria Pires; Carro rei, da pernambucana Renata Pinheiro, com Matheus Nachtergale; e Homem onça (inédito), estrelado por Chico Diaz, com o carioca Vinicius Reis à frente. Completam a lista brasileira : O novelo, de Claudia Pinheiro; A primeira morte de Joana, de Cristiane Oliveira; Álbum de família(inédito), de Daniel Belmonte. Os estrangeiros que concorrem ao Kikito são Gran Avenida (Chile), de Moises SepulvedaLa teoria de los vidrios rotos (Uruguai, Brasil e Argentina), de Diego Fernández Pujol; Planta permanente (Argentina e Uruguai), de Exequiel Radusky, e Pseudo (Bolívia), de Gory Patiño e Luis Reneo.

Para este ano, o Festival de Gramado criou ainda duas novas mostras dedicadas a produções gaúchas, uma de longas e outra de curtas, com três e 24 filmes, respectivamente.

Na TV, pelo Canal Brasil, os espectadores podem acompanhar, a partir das 21h30, os longas-metragens brasileiros, estrangeiros e gaúchos, além dos curtas-metragens brasileiros e do filme de encerramento. No Rio Grande do Sul, a TVE exibirá os curtas-metragens gaúchos de 16 a 19 de agosto, com sessões sempre a partir das 22h30. Os filmes serão divididos em quatro programas.

A Cerimônia de Premiação, que será ao vivo direto do Palácio dos Festivais, também poderá ser acompanhada pela TV e pela internet no sábado, dia 21 de agosto. Às 16h, acontece a entrega dos troféus do Prêmio Assembleia Legislativa – Mostra Gaúcha de Curtas, com transmissão da TVE-RS, e às 21h30, com transmissão do Canal Brasil, será a tradicional cerimônia de premiação do Festival de Cinema de Gramado com a entrega dos Kikitos. O projeto Educavídeomostra acessível e o Conexões Gramado Film Market serão transmitidos pelas redes sociais do evento.

Confira a programação completa aqui:

HOJE -21h30 – MOSTRA COMPETITIVA:CMBCurta Metragem Brasileiro – Quanto pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; CMBO- Que há em ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”; LMBA(longa metragem brasileiro) Suspeita (RJ),de Pedro Peregrino / 87’33”; LMG (longa metragem gaúcho)Cavalo de santo (Porto Alegre),de Mirian Fichtner e Carlos Caramez / 70’48”. Como assistir: LMB | Longas-Metragens Brasileiros – única exibição em televisão pelo Canal Brasil, a partir das 21h30. LMG | única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação;disponível no Globoplay, o serviço de streaming. CMB |única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação – disponível no Globoplay, o serviço de streaming.

MOSTRA DE CURTAS-METRAGENS BRASILEIROSSábado – Streaming: A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”
Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”; Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”; Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”; Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”; Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”; Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”; Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”. COMO ASSISTIR: os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay. Streaming.

MOSTRA GAÚCHA DE CURTAS-METRAGENS: Programa 1 – Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”; Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”; Programa 2: Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”
Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”; , de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”; Programa 3:Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”; Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”; Programa 4: Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”
Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”; Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”. COMO ASSISTIR: divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

21H 30MINMOSTRA COMPETITIVA:CMB – Entre nós e o mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”;
CMB- Animais na pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”;
LMB –
Homem onça (RJ),de Vinícius Reis / 93’01”;
LMG
– A colmeia (Porto Alegre),de Gilson Vargas / 100’44”Como assistir:LMB | Longas-Metragens Brasileiros – única exibição em televisão pelo Canal Brasil, a partir das 21h30; LMG | Longas-Metragens Gaúchos; Única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação; disponível no Globoplay, o serviço de streaming; CMB | Curtas-Metragens Brasileiros – única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação;disponível no Globoplay, o serviço de streaming.

Domingo

Streaming – MOSTRA DE CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”; Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”; Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”; Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”; Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”; Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”; Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”; Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”. Como assistir:os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – MOSTRA GAÚCHA DE CURTAS-METRAGENS

Programa 1: Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”; Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”. Programa 2: Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”; Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”; , de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”.Programa 3 – Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”; Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”.Programa 4:Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”
Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”. Como assistir:divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

19h30 MOSTRA COMPETITIVA:CMB – Desvirtude (RS),de GautierLee / 14’50”
CMB – Stone heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”; LMBO- novelo (SP),de Claudia Pinheiro / 94’47”; LMG – Extermínio (Cachoeira do Sul),de Mirela Kruel / 72’42”. Como assistir:LMB | Longas-Metragens Brasileiros: única exibição em televisão pelo Canal Brasil, a partir das 21h30.LMG | Longas-Metragens Gaúchos:única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação. Disponível no Globoplay, o serviço de streaming. CMB | Curtas-Metragens Brasileiros: única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação.Disponível no Globoplay, o serviço de streaming.

16/8 – 2ª feira – Streaming-  Mostra de curtas-metragens brasileiros:

A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”; Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”; Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”;Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”;Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”;Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”;O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”;Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”;Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”. Como assistir:Os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

StreamingMostra de Longas-metragens gaúchos: A Colmeia (Porto Alegre)de Gilson Vargas / 100’44”; Cavalo de Santo (Porto Alegre),deMirian Fichtner e Carlos Caramez / 70’48”; Extermínio (Cachoeira do Sul),de Mirela Kruel / 72’42”. Como assistir – os longas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming Mostra gaúcha de curtas-metragens

Programa 1 -Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”; Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”.

Programa 2:Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”; Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”; , de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”. Programa 3 – Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”; Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”. Programa 4: Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”;Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”
Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”; Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”. Como assistir:divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

21H 30MIN Mostra competitiva: CMB – A beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”;
CMB – Fotos privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”; LMB – Álbum em família (RJ),de Daniel Belmonte / 72’10”; LME – Pseudo (Bolívia),de Gory Patiño e Luis Reneo / 80’01”. Como assistir: LMB e LME | Longas-Metragens Brasileiros e Longas-Metragens Estrangeiros:
única exibição em televisão pelo Canal Brasil, a partir das 21h30; CMB | Curtas-Metragens Brasileiros: única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação;
Disponível no Globoplay, o serviço de streaming.

22H 30MI – Mostra Gaúcha de curtas-metragens

Exibição do programa 1 – Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”; Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”;
Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”.Única exibição em televisão pela TVE-RS, a partir das 22h30. Também pode ser conferido pelo site da emissora.

17/8 – 3ª feira – Streaming- Mostra de curta-metragens brasileiros

A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”; Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”; Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”; Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”; Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”;
Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”; Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”; Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”. Como assistir: os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – Mostra de longas-metragens gaúchos: Cavalo de Santo (Porto Alegre),deMirian Fichtner e Carlos Caramez / 70’48”; Extermínio (Cachoeira do Sul),de Mirela Kruel / 72’42”. Como assistir:os longas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – Mostra gaúcha de curtas-metragens

Programa 1: Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”; Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”. Programa 2: Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”; Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”; , de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”. Programa 3 – Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”;Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”;Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”. Programa 4 – Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”
Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”. Divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

17h Debate dos filmes concorrentes na Mostra Gaúcha de Curtas-metragens

Como assistir: transmitidos pelo site do Festival de Cinema de Gramado e pela TVE-RS, na TV e no Site.

21h30 – Mostra Competitiva:CMB – Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”;
CMB –  Per capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”; LMBA-  primeira morte de Joana (RS),de Cristiane Oliveira / 90’34”; LME  –Gran avenida (Chile),de Moises Sepulveda / 80’01”. Como assistir: LMB e LME | Longas-Metragens Brasileiros e Longas-Metragens Estrangeiros
Única exibição em televisão pelo Canal Brasil, a partir das 21h30
. CMB | Curtas-Metragens Brasileiros: única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação;
Disponível no Globoplay, o serviço de streaming.

22h30Mostra Gaúcha de curtas-metragens: Exibição do programa 2: Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”;
Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”;
Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”; , de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”. Como assistir: única exibição em televisão pela TVE-RS, a partir das 22h30. Também pode ser conferido pelo site da emissora.

18/8  – 4ª feira Streaming Mostra de curtas-metragens brasileiros: A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”;Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”;
Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”; Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”; Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”; Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”;  Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”;  Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”. Como assistir: os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

 Streaming-  Mostra de Longas-Metragens Gaúchos

A Colmeia (Porto Alegre)de Gilson Vargas / 100’44”; Cavalo de Santo (Porto Alegre),deMirian Fichtner e Carlos Caramez / 70’48”; Extermínio (Cachoeira do Sul),de Mirela Kruel / 72’42”. Como assistir:Os longas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – Mostra Gaúcha de Curtas-Metragens

Programa 1: Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”; Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”. Programa 2: Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”; Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”;, de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”. Programa 3:Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”; Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”
Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”. Programa 4: Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”; Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”.Como assistir: divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

17H – Debate dos filmes concorrentes na Mostra Gaúcha de Curtas-Metragens

Como assistir: transmitidos pelo site do Festival de Cinema de Gramado e pela TVE-RS, na TV e no Site.

21h30 – Mostra competitiva: CMB – Aonde vão os pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”;
CMB – Memória de quem (não) fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; LMB – Carro rei (PE),de Renata Pinheiro / 99’10”; LME La teoria de los vidrios rotos (Uruguai),de Diego Fernández Pujol / 72’11”. Como assistir: LMB e LME | Longas-Metragens Brasileiros e Longas-Metragens Estrangeiros – única exibição em televisão pelo Canal Brasil, a partir das 21h30.

CMB | Curtas-Metragens BrasileirosÚnica exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação. Disponível no Globoplay, o serviço de streaming.

22h30 – Mostra Gaúcha de Curtas-Metragens

Exibição do programa 3: Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”; Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”. Como assistir: única exibição em televisão pela TVE-RS, a partir das 22h30. Também pode ser conferido pelo site da emissora.

19/8  5ª feira

Mostra de Curtas-Metragens Brasileiros

A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”; Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”; Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”; Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”; Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”;
Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”; Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”; Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”. Como assistir:os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – MOSTRA DE LONGAS-METRAGENS GAÚCHOS

A Colmeia (Porto Alegre)de Gilson Vargas / 100’44”; Cavalo de Santo (Porto Alegre),deMirian Fichtner e Carlos Caramez / 70’48”; Extermínio (Cachoeira do Sul),de Mirela Kruel / 72’42”. Como assistir:os longas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – MOSTRA GAÚCHA DE CURTAS-METRAGENS

Programa 1- Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”; Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”. Programa 2 – Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”; Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”; , de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”.Programa 3 – Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”;Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”.Programa 4 – Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”
Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”.Divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

17H – Debate dos filmes concorrentes na Mostra Gaúcha de Curtas-Metragens

Transmitidos pelo site do Festival de Cinema de Gramado e pela TVE-RS, na TV e no Site.

21h30- MOSTRA COMPETITIVA

CMB A fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; CMB Da janela eu vejo o mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; LMBJesus Kid (PR),de Aly Muritiba / 87’57”;
LME Planta permanente (Argentina),de Ezequiel Radusky / 79’01”. LMB e LME | Longas-Metragens Brasileiros e Longas-Metragens Estrangeiros. Única exibição em televisão pelo Canal Brasil, a partir das 21h30. CMB | Curtas-Metragens Brasileiros – única exibição em televisão pelo Canal Brasil, de acordo com a programação;
Disponível no 
Globoplay, o serviço de streaming.

22H 30MIN- MOSTRA GAÚCHA DE CURTAS-METRAGENS

Exibição do programa 4: Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”; Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”. Única exibição em televisão pela TVE-RS, a partir das 22h30. Também pode ser conferido pelo site da emissora.

20/8 – 6ª feira MOSTRA DE CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”; Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”; Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”; Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”; Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”;
Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”; Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”; Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”;Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52” Os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming MOSTRA DE LONGAS-METRAGENS GAÚCHOS

A Colmeia (Porto Alegre)de Gilson Vargas / 100’44”; Cavalo de Santo (Porto Alegre),deMirian Fichtner e Carlos Caramez / 70’48”; Extermínio (Cachoeira do Sul),de Mirela Kruel / 72’42” . Os longas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – Mostra Gaúcha de Curtas-Metragens

Programa 1:Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”;Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”. Programa 2: Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”; Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”; Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; ; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”;
, de Thais Fernandes / 03’01”; Tom, de Felippe Steffens / 07’06”.Programa 3:Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”. Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; ; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”. Programa 4- Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”; Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”Divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

17H DEBATE DOS FILMES CONCORRENTES NA MOSTRA GAÚCHA DE CURTAS-METRAGENS – Como assistir:Transmitidos pelo site do Festival de Cinema de Gramado e pela TVE-RS, na TV e no Site.

21h30 – Filme de encerramento:Fourth Grade, de Marcelo Galvão / 80′. Como assistir -única exibição pelo Canal Brasil

21/8 – StreamingMOSTRA DE CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

A Beleza de Rose (CE),de Natal Portela / 19’59”; A Fome de Lázaro (PB),de Diego Benevides / 17’01”; Animais na Pista (PB),de Otto Cabral / 10’13”; Aonde vão os Pés (PR),de Débora Zanatta / 14’08”; Da Janela Vejo o Mundo (PR),de Ana Catarina Lugarini / 16’10”; Desvirtude (RS),de Gautier Lee / 14’50”; Entre Nós e o Mundo (SP),de Fabio Rodrigo / 17’19”; Eu não sou um robô (RS),de Gabriela Lamas / 16’34”; Fotos Privadas (RJ),de Marcelo Grabowsky / 20’00”;
Memória de Quem (Não) Fui (RJ),de Thiago Kistenmacker / 15’01”; O que Há em Ti (SP),de Carlos Adriano / 16’54”; Per Capita (PE),de Lia Leticia / 15’04”; Quanto Pesa (MA),de Breno Nina / 19’59”; Stone Heart (AM),de Humberto Rodrigues / 08’52”. Como assistir:os 14 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming MOSTRA DE LONGAS-METRAGENS GAÚCHOS

A Colmeia (Porto Alegre)de Gilson Vargas / 100’44”; Cavalo de Santo (Porto Alegre),deMirian Fichtner e Carlos Caramez / 70’48”; Extermínio (Cachoeira do Sul),de Mirela Kruel / 72’42”, Como assistir: os longas serão disponibilizados no Globoplay.

Streaming – Mostra gaúcha de curtas-metragens

Programa 1: Jardim das Horas, de Matheus Piccoli / 19’01”; Cacicus, de Bruno Cabral e Gabriela Dullius / 14’11”;Era uma vez… uma princesa, de Lisiane Cohen 13’13”; Depois da meia noite, de Mirela Kruel 12’20”. Programa 2: Um dia de primavera, de Lisi Kieling / 12’03”;Nave Mãe, de Gisa Galaverna e Wagner Costa 15’05”;  Rota, de Mariani Ferreira / 06’03”; Tormenta, de Emiliano Cunha e Vado Vergara / 07’11”; Não sou eu, de Theo Tajes / 03’19”; Comboio pra Lua, de Rebeca Francoff / 14’01”; , de Thais Fernandes / 03’01”;Tom, de Felippe Steffens / 07’06”. Programa 3: Solilóquio, de Marcelo Stifelman / 04’18”; Nilson filho do campeão, de Diego Tafarel / 16’19”; Eu não sou um robô, de Gabriela Lamas / 16’34”; Desvirtude, de Gautier Lee / 14’50”; Noite Macabra, de Felipe Iesbick / 19’59”.Programa 4:Love do amor, de Fabrício Koltermann / 08’45”; Isso me faz pensar, de Hopi Chapman / 24’53”; Brecha, de Helena Thofehrn Lessa / 06’49”; Rufus, de Eduardo Citton / 14’44”; Hora Feliz, de Alex Sernambi / 05’15”;
Trem do tempo, de Vitor Rezende Mendonça / 02’17”. Como assistir: divididos em 4 programas, de acordo com as classificações indicativas dos filmes. Os 23 curtas serão disponibilizados no Globoplay.

16h – Cerimônia de premiação

Entrega de prêmios | Mostra Competitiva de Curtas-Metragens Gaúchos.

Como assistir: nos canais digitais do Festival de Cinema de Gramado (YouTube e Site) na TVE-RS, pela TV e pelo site, e na TV Assembleia. 21h30 – Cerimônia de Premiação- Entrega de prêmios | Mostras competitivas de Curtas-Metragens Brasileiros e Longas-Metragens Brasileiros, Estrangeiros e Gaúchos. Transmitida ao vivo nos canais digitais do Festival de Cinema de Gramado (YouTube e Site),pelo Canal Brasil, na TV e no YouTube, e pela TVE-RS, na TV, Site.

*****

FESTIVAL DO RIO – desde ontem, o festival de cinema realiza a Première Brasil 2020 –  ano em que não aconteceu o festival devido à pandemia – com uma seleção de filmes nacionais inscritos na edição que não aconteceu  e que agira ganham sessões gratuitas presenciais (até o dia 11/8) e on-line (até o dia 15). Após as exibições presenciais os filmes ficam disponíveis por 48 horas na plataforma InnSaei.tv. Reunidos em programas, os curtas vão para o ambiente digital já no mesmo dia de exibição no cinema. A programação completa está em festivaldorio.com.br. A Première Brasil  dá continuidade a uma programação  montada desde abril, reunindo 45 filmes entre 20 longas  e 25 curtas nacionais. O público poderá conferir, por exemplo, O silêncio da Chuva, romance policial de Alfredo Garcia-Roza e Meu nome é Bagdá, premiado na mostra Generation 14 plus do Festival de Berlim. E ainda: Depois da primavera, #e agoraotoque, Limiar e Luz acesa. Ver programação no site.

Festival Internacional de Curta-metragens de São Paulo – início 19 de agosto. “Céu de agosto curta da cineasta brasileira Jasmin Tenucci ganhou menção especial do júri do Festival de Cannes e poderá ser visto nesse festival acima. Em agosto de 2019, os dias viraram noite com o  céu de São Paulo com fumaça e nuvens cinzentas, resultado de uma combinação entre queimadas do Norte e no Centro-Oeste e movimentos de massas de ar, pintando o céu de forma apocalíptica. A cineasta reproduziu esse cenário e sentimento angustiantes no curta-metragem. Filmado em 2020 (jan/fev, antes da pandemia) conta a história de Lúcia (atriz potiguar Badu Moraes), um enfermeira que vive a ansiedade da chegada do primeiro filho em meio ao cenário caótico que se desenha. Mãe solteira, ela começa a frequentar uma igreja evangélica, atraída por uma fiel e elo senso de comunidade do espaço religioso. Ver programação no do site.

MOSTRA DE CINEMA ÁRABE TRAZ SETE FILMES INÉDITOS PARA O BRASIL  – Estreia em 19 de agosto a 16ª edição da Mostra Mundo Árabe de Cinema. O evento – já tradicional no calendário cultural de São Paulo – ocorre virtualmente neste ano. Os filme serão transmitidos pelo site oficial da mostra e pela plataforma Sesc Digital. Haverá também painéis, reunindo diretores e especialistas para debater as produções. O evento traz neste ano sete filmes inéditos no Brasil: Caos – Áustria, Síria, Líbano, Qatar / 2018, aclamado documentário de Sarah Fattahi sobre três mulheres sírias deslocadas devido à cruenta guerra civil que assola o país desde 2011; Chave de Fenda – Palestina, Qatar e Eua/ 2018 – Thriller psicológico de Bassam Jarbawi sobre a reintegração de palestinos à sociedade após suas detenções em prisões israelenses; Os Espantalhos – Tunísia, Marrocos, Luxemburgo / 2019 – mais uma produção sobre a reabilitação social de prisioneiros. Nouri Bouzid conta a história de mulheres detidas na Tunísia; Nós somos de lá /Líbano, França/ 2020 – documentário de Wissam Tanios sobre dois irmãos fugindo da guerra na Síria. Vão para a Alemanha e a Suécia, onde eles começam do zero; Bagdá Vive em Mim/ Suiça, Alemanha. Reino Unido/ 2019 – Longa  de ficção de Samir Jamaleddine sobre a integração de migrantes iraquianos em Londres e seu contato com os valores sociais locais; A 200 metros/ Palestina, Jordânia, Qatar, Suécia, Itália/ 2020 – Filme de Ameen Nayfeh sobre a luta de um pai desesperado para cruzar o muro que divide a Cisjordânoia e Israel – apenas 200 metros; In Memoriam / Brasil, Argentina, Síria/ 2021 – Curta de Otávio Cury de tom auto-biográfico sobre a busca de um descendente de sírios por suas raízes na terra de antepassados.

 

MOSTRA DE CINEMA ÁRABE até o dia 18 de agosto, o À La Carte exibe com exclusividade o festival “O Novíssimo Cinema da Paraíba”. A mostra, composta por seis longas e dezessete curtas-metragens, leva gratuitamente a todo o Brasil o que há de melhor na produção cinematográfica recente do Estado. O festival é realizado em parceria com a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), da Prefeitura Municipal de João Pessoa. www.belasartesalacarte.cm.br/o-novissimo-cinema-da-paraiba-1

Netflix

Três estranhos idênticos – Robert, David e Eddy são trigêmeos, mas ignoravam a existência um do outro até 19 anos, nos anos 1980. As crianças nasceram num subpurbio em NY, em julho de 1961. Foram entregues pela mãe biológica para um orfanato mantido pela comunidade judaica. Todos os três sabiam que eram adotados, mas não imaginavam que tinham irmãos. Suas famílias também não foram informadas desse fato. Quando Robert Shafran – adotado por um médico e sua esposa – vai para a universidade é recebido de forma estranhamente calorosa pelos colegas no primeiro dia de aula. Alguns rapazes desconhecidos o abraçam, meninas que ele nunca viu o beijam sensualmente e o chamavam de Eddy Galland. Assim, o rapaz descobre que tem um gêmeo. Mais adiante, encontram o terceiro irmão. Por trás desse segredo há um experimento científico de arrepiar e moralmente muito questionável. Os mistérios só se esclarecem no fim. Muito bom.

GloboplayVoluntário ****1864 – Quem são os anônimos da vacina? de Sandra Kogut. O filme acompanha o cotidiano de dez dos milhares de brasileiros que se ofereceram como voluntários para participar dos testes das vacinas contra o vírus SarsCoV-2, causador do Covid- 19, iniciado em agosto de 2020. A pandemia impôs um filme feito à distância, em formato de diário pessoal, registrado pelos próprios personagens. Durante os nove meses de duração do estudo, os voluntários abriram suas casas, famílias e ideias para a equipe da diretora.

SÉRIES

Globoplay

Coyoteapós trabalhar durante anos na fronteira dos Estados Unidos com o México, o americano Bem Clemens passa a cooperar com as pessoas que sempre tentou manter distante do seu país. Com Michael Chiklis, Juan Pablo Raba, Adriana Paz e Kristyan Ferrer.

Paramount+Interrogation: em março de 1983, Bruce Lisker, 17 anos, foi preso pelo assassinato de sua mãe na casa da família em Sherman Oaks, Califórnia. Ele alegou inocência, mas passou 26 anos na cadeia. Em 2009, a condenação foi anulada. É uma história real. São dez capítulos que podem ser acompanhados fora de ordem. O elenco é espetacular: Peter Sarsgaard faz o detetive David Russell, Kyle Gallner vive um Eric Fischer (Kyle Gallner) vítima e vilão. Vincent D’Onofrio, como o sargento Ian Lynch, um coadjuvante, e dá um show.

TV Globo Sob pressão: a série voltou ao ar após a novela da emissora das 21 hs. Protagonizada por Marjorie Estiano e Júlio Andrade volta a apresentar 11 episódios inéditos. É a primeira série médiaca brasileira, baseada no livro do doutor Márcio Maranhão que já tem uma quinta temporada confirmada mna Globoplay. Nesta quarta temporada, há referências a situações que comoveram o país, como a morte de um jovem estrangulado, em 2019, por seguranças de um mercado na Barra da Tijuca, além do incêndio que deixou 23 mortos no Hospital Badim, na Zona Norte do Rio, no fim de 2020. Na atual temporada os protagonistas são funcionários de um hospital público de emergência no Centro do Rio, endereço que remete ao Hospital Municipal Souza Aguiar, tendo a pandemia como pano de fundo.

Amazon Prime VideoO gerente da noite – o ex- soldado britânico Jonathan Pine é recrutado para se infiltrar no círculo íntimo do empresário Richard Onslow Roper e detonar  a aliança que ele administra entre a comunidade de unteligência e o comércio sde armas secretas. Prêmio Globo de Ouro de melhor ator em minissérie. Com Hugh Laurie.

Netflix

Hit and run(Bater e correr)- a série acaba de chegar à Netflix.É uma história de muita aventura, sangue e altos decibéis. É ambientada em Tel Aviv e Nova York. A segunda língua do spersonagens é o inglês. Acompanhamos Segev Azulai (Lior Raz, protagonista de Fauda, também série da Netflix, ambientado entre Israel e Gaza), uma guia turístico. Ele leva uma vida pacata, conduzindo turistas americanos por passeios À Terra Santa, além de levar e buscar a filha de 10 anos na escola. É casado com uma jovem bailarina americana, Danielle Azulei (Kaelen Ohm) por quem é apaixonado. Ela morre ao ser atropelada quando se dirigia para o aeroporto para um teste de uma companhia de dança dos EUA. Segev acha que pode ser vingança de inimigos de um exército paramilitar no México ou ainda outras possibilidades já que as relações familiares de Danielle são estranhas.

Young Royalsa nova série da Netflix acompanha a ida do Príncipe Wilhelm (Edvin Ryding) para o colégio interno Hillerska, onde ele tem a chance de se conhecer melhor e desfrutar de alguma liberdade longe das obrigações da realeza. As coisas mudam, no entanto, quando ele se torna o sucessor do trono.

Shtisel – três temporadas. Retrata com doçura aquela sociedade insular que vive de acordo com regras do século XIX. Essa última, ao contrário, narra o sofrimento de uma moça que escapa do Brooklyn hassídico e expõe suas falhas. É um mundo onde às mulheres só cabem o casamento arranjado e o cuidado com os filhos. Elas não podem estudar, trabalhar ou sequer dirigir. A produção em nove episódios conta a história de Julia Haart, uma cinquentona que, aos 43, fugiu daquela vida de opressão na comunidade haredi de Nova York. Deixou para trás o marido e alguns dos filhos. E se tornou uma empresária do ramo da moda com uma carreira impressionante. Ela criou sua grife de sapatos que fez sucesso em vários países. Depois, vendeu a marca a uma grande empresa, se tornou diretora criativa da La Perla e CEO da agência de modelos Elite. Escreveu uma autobiografia, “My unorthodox journey from long sleeves to lingerie” (em livre tradução: minha jornada nada ortodoxa das mangas compridas à lingerie). O espectador já é apresentado a Julia em seu apartamento de profissional bem-sucedida. Exuberante, ela afirma de cara que não se opõe à religião, mas é “contra o fundamentalismo”. Como as Kardashians, Julia é uma Cinderela dona de fama e fortuna.

Minha vida nada ortodoxa – lembra aqueles realities  da Kardasholândia, só que estrelado por ex-ultraortodoxos. Julia é retratada como uma mãezona — o contrário seria inaceitável em qualquer dos mundos onde ela transita. Batsheva, Shlomo, Miriam e Aron, seus filhos, são figuras centrais da série também. Ela dá muitos conselhos a cada um deles, sempre no sentido de nunca se deixarem dominar por comportamentos machistas ou outras regras tortas. Apoia a filha que se declara gay e a presenteia com um vibrador “para que descubra sua sexualidade”. Se mete no casamento da mais velha, casada com um rapaz que, como ela, deixou a comunidade haredi já adulto. Há inúmeros signos naquele mundo dos ultraortodoxos: as roupas fechadas; as mulheres de peruca num esforço para não atraírem a luxúria; os alimentos proibidos; o iídiche etc. No ambiente da moda e da “libertação da mulher” em que Julia se inscreve, também existem símbolos de sobra: decotes, saias curtas, muita ostentação de dinheiro e de luxo.

Por Trás de Seus Olhos – 1 temporada  – uma mãe solo se envolve em um jogo perigoso ao ter um caso com o chefe e fazer amizade com a enigmática esposa dele. Estrelando: Simona Brown,Eve Hewson,Tom Bateman.

The Bold Type a série que a crítica tanto elogiou segue a vida de Jane Sloan (Katie Stevens), Kat Edison (Aisha Dee) e Sutton Brady-Hunter (Meghann Fahy), que trabalham na charmosa revista Scarlett. No final da quarta temporada, o casamento de Sutton e Richard (Sam Page) atingiu um grande obstáculo, depois que Sutton revelou que não queria ter filhos. Em outro lugar, Jane estava tentando conciliar sua vida privada e profissional.

The Bolsonaros – Depois que o jornal britânico The Guardian citou a expressão “República de bananas” para descrever o Brasil e o desfile militar realizado por Bolsonaro antes da Câmara  rejeitar a PEC do voto impresso, a rede BBC anunciou que está preparando uma série sobre o presidente brasileiro e seus filhos. Ainda sem data de estreia, os três episódios da série de uma hora terão entrevistas com pessoas próximas e oponentes e serão marcados por “personagens dignos de Shakespeare”, ressalta o material de divulgação da obra. “É uma série sobre poder, política e família – uma história que será sentida no Brasil e no mundo”. Da divulgação consta ainda que “ desde sua vitória em 2018, Bolsonaro não saiu das manchetes, com opiniões controversas sobre gênero, direitos indígenas e Amazônia, além de uma maneira de lidar com a pandemia que vem sendo condenada por opositores”.  Aguarde.

SHOWS/LIVES

HOJE

13 hs Pitty: no canal da cantora no Twitch.

 

19 hs Xamarote: Xande de Pilares –  YouTube

 

SÁBADO

14 hs – ocorre a nova edição do #ViradaSP online com a live do Criolo. Além do rapper, que apresentará um repertório de músicas dos trabalhos Lion Man e Convoque seu Buda, o evento conta também com participação do instrumentista Mazinho Quevedo, tocando composições de histórias de boiadeiros e de tradições culturais, quadro especial capitaneado por Rolando Boldrin, presença de artistas e circenses piracicabanos, espetáculo Causos do Pescadô, com Cia. Ispetaquêra, show MPB – Música Preta Brasileira, com Rafa Zaza, apresentação da tradicional Família Veneno, trio Forrófiando com o show Um Viva à Música Nordestina: 20 Anos de Forrófiando!

 

19hsA Sala Cecília Meireles apresenta  (com transmissão pelo YouTube e pela TV Alerj e com legendas em português), dentro da série Grandes Recitais, a soprano portuguesa Clara Caramujo e a pianista brasileira Priscila Bomfim, interpretando obras de Lili Boulanger e Olivier Messiaen. Ingressos: R$ 40 – presencial. Link para compra pela: Internet: https://bileto.sympla.com.br/event/68207/d/102981. PROGRAMA: Lili Boulanger (1893-1918) – Ciclo “Clairières dans le ciel » (Francis Jammes) ;  Olivier Messiaen (1908- 1992).

 Lili Boulanger – nascida em Paris, em 1893, Lili era considerada uma criança prodígio e seu talento despontou aos dois anos de idade.  Lili costumava acompanhar sua irmã Nadia às aulas no Conservatório de Paris antes de ter 5 anos de idade e se tornou proficiente em piano, violino, violoncelo e harpa. Em 1913, aos 19 anos, Lili  ganhou o Prix de Rome, por sua cantata Faust et Hélène, tornando-se a primeira mulher a ganhar o prêmio. Tem influências de Claude Debussy e Gabriel Fauré. Uma tuberculose, a matou aos 24 anos de idade e, até hoje, sua música cativa admiradores de todos os espectros musicais, como o pianista de jazz Herbie Hancock.

Carla Caramujouma das mais destacadas sopranos portuguesas da sua geração, venceu os Concursos Nacional Luísa Todi, Musikförderpreis der Hans-Sachs-Loge (Nuremberg), Chevron Excellence Award, Ye Cronies Award e Dewar Award (Reino Unido). É diplomada pelas Guildhall School of Music and Drama de Londres (Licenciatura e mestrado em performance – canto) e Royal Conservatoire of Scotland (Mestrado em ópera), sendo ainda uma Samling Artist (Samling Institute for Young Artists).

Priscila Bomfimpianista e maestra assistente no Theatro Municipal do Rio de Janeiro desenvolve carreira como regente e foi a primeira mulher e diretora musical a reger óperas da temporada do Theatro Municipal como Serse, de Handel e La Tragédie de Carmen, de Bizet/Constant. Regeu récitas das óperas Un Ballo in Maschera, de Verdi  e Fausto, de Gounod como assistente, além das óperas Os Contos de Hoffmann, de Offenbach e Orphée, de Philip Glass, além  dos espetáculos Armida (Handel), Arianna a Naxos (Haydn) e Pierrot Lunaire (Schoenberg).

DOMINGO

13 hs80 homenagens áureas: todos os domingos nesse horário, a cantora Áurea Martins reúne vários cantores que homenageiam  um nome do cenário musical. Serão 80 shows virtuais em homenagem as 80 anos de Áurea que não pode ser comemorado no ano passado, por causa da pandemia. Hoje, o homenageado será o mestre Elton Medeiros e a jornalista e cantora Tânia Malheiros será uma das participantes.

 

16hSérie Orquestras: Orquestra Sinfônica de Barra MAnsaDaniel Guedes, violino e regência. Link para compra de ingressoshttps://bileto.sympla.com.br/event/68210/d/102985. Ingressos: R$ 20 Presencial. PROGRAMA: Clóvis Pereira (1932) – Três peças nordestinas: No reino da pedra verde; Aboio; Galope.

O maestro e compositor Clóvis Pereira é dos grandes mestres da música nordestina, e a obra “Três Peças Nordestinas” é um dos grandes momentos na carreira deste mestre que trafega entre o erudito e o popular. Ele fez parte do Movimento Armorial criado por Ariano Suassuna em 1970. O frevo de rua também registra suas valiosas contribuições como compositor e arranjador. Ele produziu centenas de arranjos, o que lhe valeu o epíteto de “Caneta”, expressão utilizada no meio musical para reverenciar os maestros que ocupam o nível mais elevado na função de arranjador.  Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791) – Concerto nº5 em lá maior para violino e orquestra, K. 219:I – Allegro Apert; II – Adagio; III – Rondó. Tempo de Menuetto. Daniel Guedes, violino: Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791) –Sinfonia nº29 em lá maior, K. 201:I –  Allegro moderato; II –  Andante;III – Menuetto; IV – Allegro con spirito.

Sala Cecília Meireles segue o Protocolo de Segurança Sanitária elaborado pela FUNARJ, ratificado pela Secretaria Especial da Covid-19 do Estado do RJ e adotado pelo Governo do Rio de Janeiro, via decreto.

TEATRO

DIARIAMENTE

Qualquer horárioFarol de neblina–  Texto: Sérgio Roveri e Clarissa Campolia. Direção: Clarissa Campolina e Yara de Novaes. Com Fafá Rennó e Leonardo Fernandes. Diego e Sofia se encontram, misteriosamente, numa casa sem vizinhos ao longo de uma noite fria e encoberta pela neblina. Em qualquer horário. Gratuito, com transmissão no YouTube. 90 minutos. Até 12 de setembro.

Qualquer horário Cascavel.Texto: Catrina McHugh. Direção: Sérgio Ferrara. Com Carol Cezar e Fernanda Heras. O espetáculo acompanha Suzy e Jen, e suas conturbadas relações com James, um homem que cerca e controla as mulheres em sua vida. A peça foi gravada previamente. Gratuito, com acesso pelo Sympla. 50 minutos. 14 anos. Até 22 de agosto.

QUINTA-FEIRA

18h30 Festival de Teatro Virtual. A primeira edição do evento promovido pela Fundação Nacional de Artes (Funarte) exibe 25 espetáculos on-line de todas as regiões do paísSex: “Sapato busca Zapato”, com a Trupe dos Truões, montagem infantil sobre um sapato mexicano que procura seu par. Qui: “A casa de farinha do Gonzagão”, peça baseada na obra de Luiz Gonzaga. Qui e sexta. Gratuito, com transmissão pelo YouTube. Até 28 de outubro. A programação é alterada semanalmente.

SEXTA-FEIRA

18hs Mulheres nascidas de um nome – Direção: Claudio Torres Gonzaga. Com Angélica Rodrigues, Ana Terra Blanco, Catarina Saibro e outras. A montagem com 29 atrizes de diferentes países apresenta uma série de histórias protagonizadas por mulheres. Sex a dom, às 18h. Gratuito, por meio do YouTube. 90 minutos. Até 22 de agosto.

18hsMulheres nascidas de um nome. Texto: Claudio Hochman. Direção: Claudio Torres Gonzaga. Com Angélica Rodrigues, Ana Terra Blanco, Catarina Saibro e outras.A montagem com 29 atrizes de diferentes países apresenta uma série de histórias protagonizadas Até 22 de agosto. por mulheres. Sex a dom. Gratuito, por meio do YouTube. 90 minutos.

19hs Em nome da mãe : monólogo escrito e estrelado por Suzana Nascimento. Fala de conflitos do universo feminino ao contar, de uma perspectiva diferente, a história de uma mulher muito conhecida: Maria, mãe de Jesus. Aborda a jornada íntima da mulher pobre, jovem, solteira e grávida , tendo sofrido o preconceito de uma sociedade conservadora, patriarcal e machista. A história milenar aqui é contada por sua protagonista antes de se tornar a mãe do filho de Deus. Com realização do Sesc RJ, o espetáculo, gravado no Teatro Ipanema, será transmitido no canal da instituição no YouTube (youtube.com/portalsescrio) com apresentações gratuitas de sexta-feira a domingo. Até o dia 29 de agosto.

21hs Tormento .Texto: Eucir de Souza, Fernanda Viacava, Marcio Mariante e Rosana Stavis. Direção: Eucir de Souza. Com Fernanda Viacava, Marcio Mariante e Rosana Stavis. Numa reunião remota, um homem e duas mulheres se encontram. Eles não se conhecem. Aos poucos, entendem que já estão mortos e foram condenados ao inferno. Sex e sáb, às 21h. A partir de R$ 10, por meio do Sympla. 40 minutos. Até 28 de agosto.

SÁBADO

20 hs Entre lá e cá existe um lugar: Comédia melodramática inspirada na obra de Antônio Bivar, autor paulista que mesclava o humor e o absurdo sem perder a delicadeza. Texto: Antonio Bivar .Elenco: Ana Pires, Fernanda Carvalho, Jean Cruz, Julia Maryam, Luciano Sewaybricker, Luiza Pavam, Madson Melo, Mariana Zocchi, Natália Oliveira, Pedro Leão e Thamires Araújo. Direção: Renato Andrade. Sábados – até amanhã  Link da apresentação:  https://bit.ly/3q14bwZ/ www.jogocenico.com.br / Instagram: @jogocenico. Evento online via Zoom

21hsTeatro Com BolsoÀ procura de uma dignidade: com Sandra Pêra e direção de Ana Beatriz Nogueira, baseado em conto de Clarice Lispector. Conta a história de uma mulher, moradora do Leblon e frequentadora de eventos culturais, que sai para uma palestra e vai parar, por engano no estádio do Maracanã e, onde passa um longo tempo perdida entre os corredores escuros. O texto traz remas como sexualidade na terceira idade e a procura pela ´própria identidade.  Aos sábados e domingos, com o preço popular de R$10, com ingressos disponíveis na plataforma Sympla, assim como a exibição até o dia 26 de setembro. Gravado na casa da diretora.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012