1 de outubro de 2022


Dia da Liberdade de Imprensa


03/05/2010


A Associação Internacional de Radiodifusão (AIR), que representa mais de 17 mil emissoras privadas de rádio e TV em vários países, divulgou comunicado, nesta segunda-feira, 3, quando se comemora o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, em homenagem aos jornalistas mortos no exercício da profissão e aos veículos de comunicação de todo o mundo. “Nos solidarizamos com os jornalistas assassinados e perseguidos e com os veículos de comunicação que, apesar da hostilidade e perseguição de Governos autoritários, seguem exercendo sua tarefa de informar e comunicar com admirável determinação”, afirmou o Presidente da AIR, Luis Pardo. Também nesta segunda-feira, a ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) divulgou uma lista com nomes de políticos, chefes religiosos, organizações criminosas que, de acordo com a organização, colaboraram para a censura ao trabalho da imprensa e à livre expressão em 2009. Entre os citados, o Primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, os Presidentes do Zimbabué, Robert Mugabe, da Líbia Muammar Gaddafi, e do Iémen, Ali Abdulah Saleh. No ranking das organização criminosas, o grupo terrorista ETA, máfias italianas, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e os cartéis do tráfico de drogas no México.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012