12 de agosto de 2022


Com Bolsonaro, 2020 é o ano mais violento para imprensa


26/01/2021


 

O ano de 2020 registrou 428 casos de ataques à liberdade de imprensa, segundo Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o ano mais violento desde a década de 1990. O relatório Violência Contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa no Brasil, publicado nesta terça (26), revela que de 2019 para 2020, o número dobrou. Eram 208 ocorrências, um aumento de 105%. Bolsonaro lidera as agressões.

Veja o relatório na íntegra

Relatório violência 2020

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012