Clube de Engenharia: evento em defesa da Amazônia dia 5


28/08/2008


Com uma tradição de 15 anos de luta em defesa dos interesses da Região Amazônica, o Clube de Engenharia do Estado do Rio de Janeiro promove, no próximo dia 5, das 9h às 17h, em sua sede no Centro do Rio (Av. Rio Branco, 124), um seminário para comemorar o Dia Nacional da Amazônia. De acordo com os organizadores, o evento terá a participação de autoridades e representantes de entidades civis que têm se dedicado a essa luta pela preservação.

A realização é da Divisão Técnica de Engenharia do Ambiente — coordenada por José Carlos Queiroz de Magalhães Castro — e das Divisões Técnicas de Recursos Naturais Renováveis (DRNR) e Recursos Hídricos e Saneamento (DRHS), com o apoio da Associação Brasileira de Imprensa, da Campanha Nacional de Defesa e pelo Desenvolvimento da Amazônia (CNDDA), do Movimento em Defesa da Economia Nacional (Modecon) e do Clube Militar do Rio de Janeiro.

A solenidade começa com a abertura oficial da Exposição da Amazônia, com entrada franca, no Salão de Exposições do 22º andar do prédio de entidade. Em seguida, às 10h, será formada a mesa-redonda com membros do Clube de Engenharia, da ABI, do Modecon, do Clube Militar, da CNDDA, do Greenpeace e do Crea, que debaterão o tema “Mudança do clima e mudança de vida: secas externas, inundações”.

Às 14h, após o intervalo para almoço, será apresentado o filme “SOS Amazônia”, da jornalista e ambientalista Paula Saldanha. Às 15h, retomam-se os debates com a formação de outra mesa-redonda, “A presença de ONGs na Amazônia e a soberania”, com a participação de Jorge Eduardo S. Durão, Diretor-executivo da Fase; Renata Moraes, da Convergência; e Rogério Jahara, da Inceden.

Fundo

Oficialmente, o Dia Nacional da Amazônia foi criado por meio do Decreto-lei nº 11.621, de 19 de dezembro de 2007, do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 1º de agosto de 2008, o Presidente da República tomou outra iniciativa para combater o desmatamento na região, assinando, no Rio de Janeiro, o Decreto de nº 6.527, que criou o Fundo Amazônia, cuja gestão e coordenação de aplicação de recursos será do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O ato foi publicado no Diário Oficial da União no último dia 4.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012