Câmera da Band sofre atentado no Maranhão


Por Cláudia Souza*

05/03/2014


 

Hilton Costa Brito( Foto: Reprodução Cenário MT.com.br)

Hilton Costa Brito (Foto: Reprodução Cenário MT.com.br/TV Globo)

O cinegrafista Hilton Costa Brito, de 36 anos, funcionário de uma afiliada da TV Bandeirantes, foi atingido por três tiros, dois na perna e um no abdômen, na tarde desta terça-feira, dia 4, em Pedreiras, a 245 quilômetros de São Luís, capital do Maranhão. Ele foi submetido a uma cirurgia no Hospital Nossa Senhora das Graças, e seu estado de saúde é grave.

De acordo com a delegada Silvana Carvalho, que investiga o caso, o câmera estava em frente à emissora onde trabalha para fazer imagens de blocos de carnaval, quando um veículo com três pessoas parou no local. Em seguida, um dos ocupantes do carro teria saído e efetuado os disparos contra o cinegrafista.

Natural de Chapadinha, município do Maranhão, Hilton estava trabalhando há um mês em Pedreiras, e, em substituição a outro cinegrafista, cobria o Carnaval como cinegrafista contratado temporariamente pela TV Atenas.. “Devem ter me confundido com alguém. Por que minha única explicação é essa. Os disparos são foram efetuados em minha direção mesmo, coisa que não entendo ainda, porque sou um cara que nunca me envolvi em brigas”, disse o cinegrafista”.

A delegada Silvana Carvalho informou que testemunhas do atentado e colegas de trabalho de Hilton foram convocados a prestar depoimento nesta quarta-feira, 5, na delegacia.

 Violência

Em nota, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) cobrou das autoridades maranhenses o esclarecimento do caso.

Leia abaixo a íntegra da nota da Abert:

“A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) manifesta seu repúdio ao atentado contra o cinegrafista Hilton Costa Brito, da TV Atenas, afiliada da TV Bandeirantes no Maranhão. O crime ocorreu na tarde desta terça-feira, 4, em Pedreiras, a 245 quilômetros da capital.

Brito foi atingido por três tiros enquanto aguardava, em frente à emissora, para fazer o registro de imagens de blocos de carnaval. De acordo com a polícia, um veículo estacionou próximo ao local, e um dos três ocupantes teria saído do carro e efetuado os disparos. Brito foi ferido em uma das pernas e no abdômen e encaminhado ao Hospital Nossa Senhora das Graças, onde segue em estado grave.

Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) manifestou repúdio, por meio de nota, ao atentado sofrido pelo cinegrafista: “É extremamente preocupante a escalada de violência contra jornalistas que, desde o início deste ano(2014), vitimou seis profissionais. A Abert apela às autoridades do estado do Maranhão para que apurem mais este crime, que não pode ficar impune.”

*Com informações TV Globo e TV Mirantes.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012