6 de julho de 2022


Brasileiros em exércitos estrangeiros é o filme do Cineclube Macunaíma


29/03/2022


Cineclube Macunaíma exibe na ABI Soldado estrangeiro e faz debate sobre o filme

Soldado Estrangeiro, de José Joffily e Pedro Rossi, será exibido amanhã no Cineclube Macunaíma, a partir das 10h e até segunda-feira. O documentário acompanha três jovens brasileiros que vivem diferentes estágios de uma mesma escolha: fazer parte de um grande exército de uma nação estrangeira e desvendar as motivações individuais de jovens brasileiros que serviram ao exército israelense e dos EUA (Guerra do Afganistão) e à Legião Estrangeira.

Às 19h30, acontece o debate sobre o filme entre o cineasta Silvio Tendler, os diretores José Joffily e Pedro Rossi e a roteirista Isabel Joffily. A mediação é do jornalista Rodrigo Fonseca. Assista ao filme e o debate pelo canal da ABI no YouTube. Link:bit.ly/3uZn84f.

SOLDADOS

O filme, que estreou em dezembro de 2020, já participou do Festival É Tudo Verdade e do Docs MX – Festival Internacional de Documentário da Cidade do México, em 2019.

O primeiro personagem apresentado no documentário é o aspirante Bruno Silva, carioca da periferia do Rio de Janeiro, que junta todas as suas economias e parte para França, sem falar o idioma local, com a intenção de realizar o sonho de servir na Legião Estrangeira. Já o combatente Mário Wasser é um jovem da classe média paulista que serve ao exército israelense, em uma base militar na Cisjordânia. O terceiro brasileiro é o veterano Felipe Nascimento, que vive atualmente em Nova Iorque. Ele saiu do Brasil para servir como fuzileiro naval no exército estadunidense. O ex-combatente, que atuou na Guerra do Afeganistão, não esconde, no entanto, as marcas deixadas pela guerra.

“Em Soldado Estrangeiro uma certeza nos orientava: fazer um filme antibélico. Dúvidas de como fazer, onde ir e com quem conduzir a narrativa eram às vezes desconcertantes. Mas estávamos convictos do norte a seguir. Nossas teorias eram confrontadas a todo momento por Bruno, Mario e Felipe. Fosse para sair da Baixada Fluminense e melhorar de vida na Legião Estrangeira, defender ideias genéricas na Cisjordânia ou se afirmar como um veterano nos Estados Unidos, as escolhas dos três conduziam o filme para uma guerra estranha a nós, seus conterrâneos”, explicam os diretores José Joffily e Pedro Rossi, que retomam a parceria depois de Caminho de Volta (2015), longa que também retrata brasileiros vivendo no exterior.

Debate

Os convidados para o debate são:

José Joffily –é um diretor, roteirista, produtor e, eventualmente, ator brasileiro, nascido na capital da Paraíba, João Pessoa, 76 anos. De sua biografia constam 20 filmes como diretor e roteirista. Entre eles, Soldado Estrangeiro (2020), Dois perdidos numa noite suja (2002) e Quem matou Pixote (1996). Com esse último filme ganhou o Kikito de Ouro de melhor filme e melhor argumento no Festival de Gramado. No Festival de Brasília recebeu o Troféu Candango na categoria de Melhor Filme, por A Maldição do Sanpaku (1992), o Troféu Candango na categoria de Melhor Realizador/Diretor, por Dois Perdidos Numa Noite Suja (2003) e o Troféu Candango na categoria de Melhor Argumento/Roteiro, por A Cor do seu Destino (1986). No Festival de Paulínia, a Menina de Ouro na categoria de Melhor Filme, por Olhos Azuis (2009) e no  Festival de Anapólis (edição 2012) recebeu o Troféu Beto Leão na categoria de Melhor Diretor, por Olhos Azuis (2009).

Pedro Rossi – diretor, roteirista e montador. Entre seus filmes estão Rubens GerchmanSoldado Estrangeiro e Caminho de Volta.

Isabel Joffily – a diretora e roteirista dirigiu com Pedro Rossi o documentário Depois da Primavera sobre a adaptação de dois irmãos imigrantes sírios ao Brasil. Ela já disputou o Festival É tudo verdade (2015)

na categoria de curta-metragem com “Retrato de Carmem D” com seu pai,

José Joffily, que apresentou o longa-metragem inédito “Caminho de Volta”.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012