Brasil Econômico é o novo jornal de economia


12/11/2009


TD>

Lançado no dia 8 de outubro, circula no País um novo jornal de economia, cujo título é Brasil Econômico. Com tiragem diária de 50 mil exemplares, no formato berliner — à semelhança dos europeus do Le Monde, La Reppublica e The Guardian —, o jornal é impresso na cor salmão e pertence ao grupo português Ongoing, da família de luso-brasileiros Mascarenhas Vasconcelos, que é dona também do Diário Econômico e Semanário Econômico, em Portugal.

Com base na legislação brasileira, o empreendimento só foi possível por causa da dupla nacionalidade dos proprietários, que ficam responsáveis por 70% do capital investido no projeto editorial, enquanto que os 30% restantes pertencem à Ongoing, conforme informou o Portal Imprensa.

Uma das principais características do Brasil Econômico é que, segundo os seus editores, o seu projeto editorial foi elaborado para que o seu produto possa ser consultado com base em três plataformas de mídia, ou seja, o conteúdo jornalístico pode ser lido nos formatos impresso, on-line e telefonia móvel.

Com a saída de circulação da tradicional Gazeta Mercantil, a introdução no mercado brasileiro do novo jornal reaquece o segmento temático de jornais de economia, atualmente liderado pelo Valor Econômico, editado em parceria pelo Grupo Folha de S. Paulo e Organizações Globo.

Cerca de 70 profissionais, entre editores, repórteres, redatores, infografistas e fotógrafos trabalham na produção jornalística da redação do Brasil Econômico, com sede em São Paulo, além das sucursais do Rio de Janeiro e de Brasília.

O diretor de redação é o jornalista Ricardo Galuppo (ex-Veja), auxiliado pelo diretor-adjunto Darcio Oliveira e pelos editores-executivos Costábile Nicoletta, Fred Melo Paiva, Gabriel de Sales e Thaís Costa.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012