Boechat fatura o bi dos mais admirados jornalistas


Por Edir Lima

03/12/2015


Ricardo-BoechatO jornalista Ricardo Boechat é o bicampeão do Prêmio “Os + Admirados jornalistas brasileiros”, concedido por Jornalistas&Cia e Maxpress.  Ele ganhou, no ano passado, praticamente empatado com Miriam Leitão, mas esse ano, com 20.460 pontos, disparou na liderança, vencendo, com mais de 7 mil votos, Caco Barcellos, que teve 13.170. A lista é completada por Eliane Brum, William Waack, Elio Gaspari, Miriam Leitão, Sandra Annenberg,William Bonner, Arnaldo Jabor e Xico Sá.

Eduardo Ribeiro, idealizador do prêmio, diretor de jornalismo da ABI e de Jornalistas&Cia e do Portal dos Jornalistas, ressalta que o prêmio veio num momento significativo para Boechat. Começou em agosto, quando sofreu um surto depressivo agudo no estúdio do programa que comanda na BandNews FM, que o levou a ficar por cerca de 15 dias afastado de suas atividades. Em novembro, Boechat passou por outro episódio traumático. Um exame preventivo detectou um câncer de pele na cabeça, que foi removido com uma microcirurgia.

Um imbróglio com o pastor Silas Malafaia, em junho, também chamou a atenção. Malafaia o acusou de falastrão e o desafiou para um debate para que ele “parasse de falar asneira”. Ao vivo, durante seu programa, mandou o pastor “procurar uma rola”, repercutindo em todo o País.

Eduardo Ribeiro acrescentou que, no dia 9 de dezembro, anunciará os vencedores regionais. Já a festa da premiação será realizada no dia 30 de março, em São Paulo.

“Será uma confraternização belíssima entre os premiados e os votantes”, observou.

Eduardo RibeiroO diretor de Jornalistas&Cia e do Portal dos Jornalistas disse que a experiência da Maxpress, especializada em assessoria de comunicação e tecnologia na área de organização e logística de prêmios e concursos, gerou confiabilidade no sistema e permitiu um rigoroso acompanhamento da eleição nos dois turnos de votação.

A eleição foi realizada em dois meses, com dois turnos de votação e participação de profissionais de todo o Brasil. Dos três mil jornalistas indicados na primeira fase saíram 347 finalistas.

Eduardo Ribeiro lembra que a ampliação do colégio eleitoral, que saltou de 3 mil em 2014 para 48 mil em 2015, se deve à inclusão dos próprios jornalistas entre os votantes.

Mais da metade dos indicados atua em televisão, principalmente na Rede Globo, incluindo a Globo News, que registrou 40 profissionais entre os cem vencedores.

Jornal impresso também foi destaque em número de ganhadores, com 35 profissionais: Estadão e Folha, com mais de dez indicações cada, seguidos de O Globo (seis) e Valor Econômico (três).

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012