12 de agosto de 2022


Apocalipse de Verão, um curta premonitório


22/12/2020


“Apocalipse de verão”, um curta premonitório sobre “o sobrenatural do real”

Por Vera Saavedra Durão, jornalista, membro da Comissão Inclusão Social, mulher & Diversidade da ABI 

“Apocalipse de verão” é um curta da cineasta Carol Durão, que estreou em 2013, no Festival de Cinema de Tiradentes e já rodou por diversos festivais de cinema no Brasil e no exterior. O filme conta a história de Daniel, um menino de 8 anos, morador da Zona Sul, de férias, num Rio de 45 graus, praias lotadas. Ele vive entre o universo encantado de sua fantasia infantil e a realidade atormentadora, de uma cidade como o Rio de Janeiro, com sérios problemas ambientais e sociais. É neste contexto que Daniel fantasia seus monstros e amigos imaginários, mas o que ele jamais poderia conceber é que uma notícia que viria da TV, de algas tóxicas proliferando no mar e contaminando as praias, iria transformar completamente seu cotidiano, interrompendo suas férias, sua relação diária com a praia (com a natureza) e seu estar no mundo.

Em sua reflexão sobre “Apocalipse de Verão”, Carol afirma que “buscamos nessa ficção novas perspectivas sobre o que é tomado por real. É exatamente do lugar da normalidade que vem o fato mais estranho que interrompe as férias de Daniel. A intenção é trabalhar neste “gap” sutil entre realidade e fantasia. O sobrenatural não está na fantasia, mas sim no real. Quantas vezes a realidade nos pareceu sobrenatural? Oceanos completamente poluídos, ilhas de plástico, algas tóxicas: fatos que parecem inventados. Esperamos que o filme possa suscitar essas questões e inquietar seus espectadores”.

A seu ver, “o inesperado é o que espera nossa época, porque o que está aí falhou”.

A procedência dessa reflexão é corroborada pela chegadado vírus mortal que hoje atormenta o Planeta. Neste sentido, “Apocalipse de verão” é um filme premonitório.

Ficha técnica: Carolina Durão, carioca, formada em Cinema pela UFF (Universidade Federal Fluminense). Em 2007, diretora estreante, seu curta “Sistema Interno”  recebeu Menção Honrosa no 40o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e seguiu por diversos Festivais.

Em 2010 dirigiu o fragmento “Ficar parado cansa” que fez parte do longa coletivo “Desassossego, filme das maravilhas”, que passou no Festival de Rotterdam 2011. Entre os demais diretores do filme estão Karin Ainouz, Felipe Bragança, Marina Meliande e Helvecio Marins Jr.

Em 2011, ganhou o edital da RioFilmes/SEC/RJ para realizar o curta “Apocalipse de Verao”. que estreou na 16a. Amostra Tiradentes.

Na TV, Carolina Durão é diretora das séries “A Vila” (1a, 2a, 3a e 4a temporadas) com Paulo Gustavo; “Ferdinando Show, o Game” (1a temporada); “Ferdinando Show” (2a temporada) com Marcus Majella e “Truque de Humor” (2a temporada), no canal Multishow (Globosat).

Para web, dirigiu vídeos para o canal Porta dos Fundos e o documentário “Ferdinando.Doc: Por trás da Diva”.

Foi ainda diretora assistente dos longas “Um Tio Quase Perfeito 2” (H2O/ Globo Filmes/ Telecine), “Altas Expectativas” (Globo Filmes/ Vitrine/ Telecine) e “Uma Pitada de Sorte” (Globo Filmes/ Downtown)

Assista ao curta!

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012