Aos Fatos publica guias para checar redes sociais


01/12/2016


noticia_6229_5261Africa Check, Agência Lupa, Agência Pública – Truco, Aos Fatos, Colombiacheck, Chequeado, Dogruluk Payi, FactCheck.org, FactCheckNI, Full Fact, Istinomer, Istinomjer, Observador, OjoPúblico, Pagella Politica, PolitiFact, South Asia Check, TheJournal.ie FactCheck, The Washington Post Fact Checker e Turkey and Facts são as agências de checagem que assinaram carta endereçada a Mark Zuckerbeg, CEO do Facebook, em defesa da adoção de critérios claros para identificar notícias falsas na rede social.

Baseado nas premissas do documento assinado em conjunto, o site Aos Fatos publicou seis diretrizes básicas para auxiliar “quem duvida e, sobretudo, quem não questiona o que é distribuído nas redes”. Na lista estão buscar fontes confiáveis, questionar, certificar-se de que no texto há referências, prestar atenção à linguagem, ver se o texto é assinado e se é possível contatar o veículo e observar que redes sociais são um começo, mas não a melhor fonte. Veja a íntegra.

Fonte: Jornalistas&Cia

 

A Diretoria decidiu reabrir o prédio da ABI de 07/07/2020 até 10/07/2020 das 9h às 17h, apenas com serviço de portaria, ascensoristas e funcionários da limpeza, seguindo protocolos mínimos:

– Uso de máscaras;
– Termômetro digital para medir a temperatura dos usuários do prédio;
– Distanciamento de 1,5 metros na portaria entre as pessoas para subir no elevador;
– Os elevadores só poderão levar no máximo 2 pessoas e levarão passageiros do 4° ao 8° andar, o acesso ao 2° e 3° andar será feito pelas escadas;
– Os elevadores terão um recipiente de álcool gel para ser utilizado e serão desinfetados a cada 2 horas ;
– Não poderá haver aglomeração em nenhum andar.

Antero Luiz Martins da Cunha
Diretor Administrativo