Alemanha: jornalismo digital avança e impresso estabiliza


18/12/2018


Pesquisa realizada pelo instituto Deloitte confirmou que a popularidade do jornalismo digital tem crescido, assim como o interesse de usuários por conteúdos pagos. Intitulado “Pesquisa de Consumidor de Mídia”, o levantamento é realizado a cada dois anos em vários países e seu conteúdo sobre a Alemanha foi disponibilizado recentemente. Outra informação importante é que depois de alguns anos de queda, o número de leitores de jornalismo impresso se estabilizou.

De acordo com o Laboratorio de Periodismo, para quase todas as faixas etárias, a principal fonte de conteúdo noticioso são as notícias abertas acompanhadas de publicidade. As publicações digitais são lidas pelo menos uma vez por semana por 44% dos alemães, sendo que entre os maiores de 65 anos essa taxa é 33%.

O público mais velho segue como o principal consumidor de jornais impressos. Entre todos os leitores de todas as idades, 34% disseram ler ao menos um jornal impresso diariamente, porcentagem superior à registrada dois anos atrás (33%).

Outro dado importantes do levantamento é que a partir dos 30 anos, a leitura de impresso é maior e a digital menor, apesar de essa distância estar se reduzindo.

No geral, 15% das pessoas que participaram da pesquisa disseram acessar algum conteúdo pago em publicações pelo menos uma vez por semana. Sistemas de paywalls mais brandos e programas que permitem acesso a determinado número de matérias gratuitamente agradam os internautas. A compra de artigos soltos também registrou aumento (de 10% em 2016 para 15% esse ano).

Fonte: Portal Imprensa

 

CONSELHO DELIBERATIVO APROVA ANISTIA

Com o pagamento do valor correspondente a três mensalidades (R$ 120), todos os associados que estão em débito com a ABI terão de volta os seus direitos associativos.

Participe desta campanha. Vamos reconstruir a ABI!