Abraji lança curso gratuito sobre jornalismo local


17/10/2019


Com o objetivo de contribuir para a imprensa local, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) , com apoio do Facebook, está lançando o curso online ​Jornalismo Local Sustentável​, voltado para profissionais de comunicação ou que tenham projetos para empreender nesse setor.

Gratuito e aberto a jornalistas, o ​curso será realizado em oito semanas, entre 21 de outubro e 13 de dezembro de 2019. As inscrições podem ser feitas até o dia 18 de outubro de 2019.

Pesquisa feita pelo ​Atlas da Notícia​ mostra que há vastas regiões do país onde a imprensa local inexiste. Em muitos outros lugares, ela está em crise ou é dominada por grupos políticos ou religiosos.

O conteúdo será desenvolvido em quatro módulos: ​Jornalismo local de qualidade​; ​Territórios e comunidades​; ​Ferramentas digitais para jornalistas​; e ​Jornalismo economicamente sustentável​.

Nesses módulos, os participantes serão conduzidos por uma equipe de professores experientes para revisar os fundamentos do jornalismo; explorar novas linguagens como dados, podcasts e vídeo produzido com smartphones; dominar técnicas para analisar redes sociais e fazer gestão de comunidades de leitores; conhecer ferramentas digitais que darão produtividade ao trabalho jornalístico; entender como funciona uma empresa de mídia e seus modelos de negócios; e aprender a usar técnicas e ferramentas para medição de audiência.

Com coordenação acadêmica de Sérgio Lüdtke, o programa prevê componentes como Jornalismo de dados, Podcast, Vídeo, Storytelling, Questões legais na internet, Segurança Digital, além de Visão empreendedora, Modelos de negócios e Noções de tecnologia para jornalistas. Os conteúdos estarão disponíveis em formato de vídeo, texto e indicações de leitura complementar. O curso é uma parceria com o Facebook Journalism Project.

O formulário de inscrições e a lista de espera para estudantes estão disponíveis no ​site do curso Jornalismo local sustentável​. O número de participantes é limitado a 3 mil profissionais. Caso esse número não seja alcançado, a Abraji abrirá a participação a uma lista de espera criada para estudantes de jornalismo.

 

“Os artigos do site não refletem, necessariamente, a opinião da Diretoria da ABI”