9 de agosto de 2022


ABI se solidariza com jornalista ameaçada por advogado de Bolsonaro


29/10/2021


A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) entrou em contato com a colunista Juliana Dal Piva, do Portal Uol, pondo-se à sua disposição para ajudá-la diante dos ataques que ela vem sofrendo de parte do advogado Frederico Wassef. O advogado, que trabalhou para o presidente Jair Bolsonaro, escondia o ex-PM Fabrício Queiroz, quando este estava foragido da polícia, numa casa de sua propriedade no interior paulista.

Queiroz é acusado no caso das chamadas “rachadinhas”, um esquema criminoso de desvio de recursos públicos no qual filhos do presidente estariam envolvidos.

Devido a matérias sobre “rachadinhas”, assinadas por Juliana, Wassef passou a enviar mensagens com ameaças à jornalista, afirmando que, se estivéssemos em outro país, “ela desapareceria e não iriam nem encontrar o seu corpo”.

Juliana fez uma representação ao Ministério Público de São Paulo, pedindo providências. Quer que Wassef seja impedido de contatá-la, intimidá-la ou ofendê-la por qualquer meio. Pede, também, uma retratação pública das acusações de que ela foi alvo e uma indenização de R$ 20 mil, que seria destinada ao Coletivo Favela em Pauta.

A ABI está participando de articulações com outras entidades da sociedade civil para que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) puna Wassef pelo seu comportamento.

“Não é tolerável em um Estado Democrático de Direito que pessoas proximamente envolvidas com a alta cúpula do poder maculem a honra e imagem de jornalistas e os ameacem por trabalhos investigativos realizados. O Brasil vive um agravamento das violações dos direitos de jornalistas e não podemos mais permitir que esses ataques e ameaças continuem ocorrendo sem nenhuma responsabilização”, afirmou a advogada Sheila Carvalho, que defende a jornalista.

O presidente da ABI, Paulo Jeronimo, por sua vez, reafirmou que tanto Juliana, como qualquer outro jornalista que seja ameaçado, pode contar com a solidariedade irrestrita da Associação que preside. “O clima de intimidação de jornalistas, estimulado pelo presidente da República, faz com que se multipliquem situações somo esta, nas quais a liberdade de imprensa é ameaçada. A ABI não vai se calar”, disse ele.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012