ABI saúda o Dia Nacional da Consciência Negra


20/11/2019


O vídeo em anexo, da cantora Agnes Nunes, sintetiza, de forma criativa e representativa da arte popular, a realidade cotidiana de milhões de afros-brasileiros e afros-brasileiras.

 

Com a sua divulgação, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), na comemoração do Dia da Consciência Negra, solidariza-se com a luta da população negra pela igualdade social e econômica.

Hoje, sabemos que entre os anos de 1500 e 1850, o Brasil recebeu cerca de 5 milhões de negros, trazidos em navios negreiros por traficantes de escravos. E, segundo dados levantados pelo “The Transatlantic Slave Trade Database”, este número representou 40% do total de cativos embarcados para a América.

Embora tratados como mercadorias e ferramentas de trabalhos, os escravos contribuíram, de forma profunda, para a construção da sociedade e da cultura brasileiras, nos mais diversos campos do saber.

Para a ABI, mais do que nunca, é hora de ações afirmativas voltadas para o resgate de uma dívida histórica com o povo negro. Somente assim, teremos uma sociedade realmente justa e igualitária, sem qualquer tipo de discriminação.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012