17 de agosto de 2022


Entidades lançam biografia de José Aparecido de Oliveira


09/05/2017


Foto: Divulgação

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Ordem dos Advogados do Brasil/RJ e a Fundação Oscar Niemeyer promoverão, no próximo dia 15, o lançamento da biografia do político mineiro José Aparecido de Oliveira. O evento será realizado no restaurante Fiorentina, na Avenida Atlântica, 458 A, em Copacabana, às 19h.

Organizada pelo jornalista e escritor mineiro Petrônio Souza Gonçalves, o livro traz artigos, entrevistas, depoimentos e fotografias dos momentos mais marcantes da vida de Aparecido, que deixou um legado da maior importância e representatividade para o Brasil e vários países, pois foi dele a implantação e consolidação da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, irmanando países pela língua ao redor do mundo.

O livro

A biografia conta a trajetória de José Aparecido de Oliveira, desde a infância no interior de Minas até a criação da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, estruturada quando Aparecido foi embaixador do Brasil em Portugal. A edição teve o apoio cultural da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração – CBMM.

O livro aborda ainda as muitas facetas de Aparecido, que por mais de meio século exerceu o poder com influência determinante no Brasil. Poucos homens públicos exerceram por tanto tempo tanto fascínio no meio político, social e cultural do país, com tanta originalidade e personalidade.

José Aparecido dizia que um povo sem cultural é como um corpo sem alma. Ele foi o primeiro secretário de Cultura de Minas Gerais, no governo de Tancredo Neves, e o primeiro ministro da Cultura do país, no governo de José Sarney. Quando governador de Brasília, retomou o projeto original de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa e foi o responsável pelo tombamento da capital federal pela UNESCO, sendo Brasília a primeira cidade criada e tombada no mesmo século em todo o mundo. José Aparecido foi conhecido em vida como o ‘Zé de todos os amigos’.

O livro além de depoimentos traz artigos assinados por pessoas ligadas a Aparecido durante toda a vida.
Vale lembrar que foi de Aparecido o argumento final para Itamar Franco aceitar ser vice de Collor, quando Itamar desejava mesmo ser vice de Brizola. Esta e outras histórias estão contadas com detalhe no livro.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012