29 de setembro de 2022

ABI pede cassação do deputado Douglas Garcia por novo ataque misógino à jornalista Vera Magalhães


Ao voltar a se solidarizar com a jornalista Vera Magalhães pelos ataques sofridos na noite desta terça-feira (13/09) por parte do deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos-SP), durante o debate entre candidatos ao governo do estado de São Paulo, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) se associa à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e ao Sindicato do Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (SJPSP) na exigência pela imediata cassação do parlamentar estadual e sua responsabilização judicial.

O ataque misógino desferido a uma profissional no exercício de sua profissão atinge diretamente todas as mulheres brasileiras, o que por si só evidencia a necessidade de um posicionamento das senhoras e dos senhores parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Ao mesmo tempo, as agressões verbais desferidas por Garcia demonstram seu despreparo para conviver com o estado democrático de direito, o que o impossibilita de atuar no parlamento, instituição onde a convivência democrática é exigência fundamental.

A reincidência desse parlamentar que possui extensa folha corrida, como demonstra a suspensão de suas atividades parlamentares (junho de 2020) por disseminação de fake news e ataques a instituições do Estado e a condenação judicial a indenizar suas vítimas (agosto de 2021) sinalizam que seus pares no parlamento não podem continuar se omitindo diante desses despautérios.

Garcia não tem condições de permanecer usufruindo, de forma indevida, do mandato parlamentar que lhe foi outorgado em um processo eleitoral garantido pelo estado democrático de direito que ele desrespeita contumazmente.

Diante de mais esta agressão criminosa as mulheres e à democracia – em uma repetição dos ataques desferidos a mulheres jornalistas pelo presidente da República – são necessárias atitudes enérgicas que não apenas punam o autor do atentado à jornalista, à liberdade de imprensa e à democracia, como ocorreu na noite de terça-feira, mas também desestimulem, de uma vez por todas, os fascistas da mesma espécie que imaginem ser possível intimidar e calar profissionais da profissão uma trincheira ao autoritarismo na sociedade brasileira.

Basta de ataque às mulheres!

Basta de ataques às jornalistas!

Democracia sempre! Ditadores, jamais!

A ABI cumprimenta o jornalista Leão Serva por ter tomado a iniciativa de sair em defesa de Vera Magalhães, retirando da mão do seu agressor a arma por ele utilizada para intimidá-la e, ao mesmo tempo, ameaçar a liberdade de imprensa.

 Rio de Janeiro, 14 de setembro de 2022

 Associação Brasileira de Imprensa – ABI

Vera Magalhães comenta ataque de deputado bolsonarista: “Absurdo e inadmissível numa democracia”, no canal UOL

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012