ABI e ONG homenageiam João Cândido em Porto Alegre


27/06/2016


 

LANÇAMENTO DA CONFRARIA JOÃO CÂNDIDO 004

Prudêncio, João Cândido Neto, Candinho, Domingos Soares e Jesus Antunes

A ONG movimentação formalizou, no último dia 24 de junho, a Confraria João Cândido Felisberto. Nesta data se se comemorou os 136 anos de nascimento de João Cândido, o Almirante Negro, líder da Revolta da Chibata.

As solenidades iniciaram com a colocação de flores no Busto do Almirante Negro João Cândido, no Parque da Marinha do Brasil, na capital gaúcha. O ato contou com presença do Mestre Griô Adalberto do Nascimento Cândido, o Candinho, filho caçula de João Cândido e funcionário da Associação Brasileira de Imprensa. Estiveram presentes também o diretor executivo da confraria Domingos Oscar Nunes da Luz, o Jornalista e Conselheiro da Associação Brasileira de Imprensa Jesus Antunes, João Carlos Agostinho Prudêncio, Rodrigo Soares Rodrigues e João Cândido de Oliveira Neto, Neto de João Cândido.

As comemorações prosseguiram no dia 25 de junho, na Sociedade Beneficente Cultural Floresta Aurora, o clube negro mais antigo do Rio Grande do Sul. O evento foi promovido pelo poeta e músico Rodrigo Soares Rodrigues – Vice-presidente do Clube Social Negro Floresta Aurora e Diretor Cultural da Confraria João Cândido

candinho 2

O busto de João Cândido na Clube Social Negro Floresta Aurora

A data foi comemorada também na Câmara Municipal de Vereadores de Porto Alegre e contou com representações da comunidade cultural, social e política do Rio Grande do Sul e do Brasil, como Eva Esperança Guterre Alves – Doutora de História da Memória da Presença do Negro em Porto Alegre; a professora Luci – Historiadora e escritora que escreveu sobre a biografia de João Cândido; o Jornalista Paulo Ricardo (Baiano) – escritor e pesquisador que escreveu sobre a vida de João Cândido, entre outras autoridades.

Para o presidente e fundador da ONG, João Carlos Agostinho Prudêncio, o gesto é um marco na preservação das lutas pelos valores históricos do Brasil. ‘Navegar é possível! Salve o Navegante Negro! Pois é, o dia 24 de junho de 2016 entra para a história como mais um marco das nossas lutas de preservação histórica dos nossos valores simbólicos de ancestralidade e territorialidade”, finalizou o jornalista.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012