Associação Brasileira de Imprensa denuncia violência contra repórter em Minas


22/09/2015


                                                             Rio de Janeiro, 21 de setembro de 2015

 

NOTA OFICIAL

A Associação Brasileira de Imprensa repudia a agressão sofrida pelo Jornalista Marlon Bruno do Jornal Folha de Minas que teve o rosto lanhado por cacos de vidro sexta-feira passada. A violência praticada pelos filhos de um vereador da cidade de Bocaiuva com a ajuda de dois desconhecidos foi cometida em represália às investigações e denúncias que a vítima fez contra o pai de dois dos agressores.

Marlon Bruno (Reprodução: bocaiuvamg.com.b)

Marlon Bruno (Reprodução: bocaiuvamg.com.b)

A ABI entende que atos desta natureza são inaceitáveis em um Estado com as tradições de Minas Gerais e exige do governador Fernando Pimentel providências enérgicas para que os culpados sejam punidos com o rigor da lei. Não se poder permitir que episódios de intolerância política que também representam uma ameaça ao livre exercício da profissão continuem sendo recorrentes no interior do Estado de Minas.

Em maio deste ano, na mesma região do Vale do Jequitinhonha, ocorreu um crime inominável que extrapolou as fronteiras do Estado e teve repercussão internacional: o jornalista Evany José Metzker foi torturado e decapitado e sua cabeça encontrada a cerca de 100 metros do corpo. Crimes contra profissionais de imprensa também representam uma grave ofensa à liberdade de expressão e informação, um insulto ao Estado de Direito, além de deporem contra a imagem de um País que se diz civilizado.

Domingos Meirelles

Presidente da ABI

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012