ABI condena reação de traficantes à jornalistas


21/11/2014


prediopeq

NOTA OFICIAL

A Associação Brasileira de Imprensa expressa sua repulsa e indignação diante da violenta agressão sofrida pelos jornalistas de O GLOBO, rebidos a tiros de fuzil  por traficantes do Morro da Rocinha, no Rio de Janeiro. A ABI  deplora que  episódios dessa natureza estejam se transformando em condenável rotina em áreas da cidade sob rígido controle policial. Não se pode permitir que profissionais de imprensa, no livre exercício de suas funções, continuem a ser vítimas de intimidações e ameças que comprometam o trabalho de informar a opinião pública que lhes é assegurado pela Constituição. O acesso à informação e a liberdade de imprensa, preceitos básicos do Estado de Direito, são pilares do regime democrático. A ABI exige que o Governo do Estado do Rio monitore esse episódio com o máximo rigor,  indentificando e punindo os responsáveis por mais essa violência praticada contra jornalistas, a fim de que seja entancado o processo de erosão que tanto compromete a credibilidade das instituições nos dias de hoje. As autoridades devem se convencer, de uma vez por todas,  que qualquer agressão à imprensa representa  também uma ameça à Democracia.

 

Domingos Meirelles

Presidente da ABI

 

*Postado por Raul Azêdo.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012