30 de setembro de 2022


A fotografia e o instante único 


24/08/2021


Por Alcyr Cavalcanti, conselheiro da ABI, presidente da ARFOC

Panta Rei, Heráclito de Éfeso 

Tudo muda, tudo se transforma, as situações sociais são extremamente fluidas,  especialmente em  nossa época, em que as transformações se processam com extrema rapidez. O Universo está sempre em constante mutação e o fotógrafo procura o instante decisivo, quando os elementos  visuais e emocionais se unem em perfeita harmonia para expressar a essência da situação presenciada pelo homem e sua câmera.. Para isso, procuramos como ensina Henri Cartier-Bresson “colocar na mesma linha, a cabeça, o olho e o coração”. De todos os meios de expressão, a Fotografia é o único que fixa para sempre o instante preciso e transitório. Nós que somos  discípulos do mestre da nobre arte da Fotografia procuramos reunir em nossas imagens não somente um registro do dia a dia, mas eternizar momentos únicos, que não mais se repetirão. Em uma época em que proliferam as Fake News e as Fake Photos, nossas imagens vão procurar desvelar a verdade fugidia, por detrás das aparências. 

Veja abaixo as fotos selecionadas:

Residência ou Morte, foto de Luiz Luppi

Janio Quadros, foto de Erno Schneider

Ultimo Baile Teatro Municipal, foto de Alcyr Cavalcanti

Atropelamento, foto de Alberto Jacob

Anos de chumbo, foto de Evandro Teixeira

Bomba no Rio Centro, foto de Anibal Philot

Ronaldo x Barthez na final da copa de 1998 no Stade de France em Saint Denis, Frana, 12 de Julho de 1998. Foto Sergio Moraes

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012