Jornalista é morta a facadas no México. Assassino está preso


22/08/2014


jornalista morta Na última quinta-feira (21/8), a jornalista mexicana Marlén Valdez, do jornal La Última Palabra, foi assassinada em sua casa no município de Benito Juárez, localizado no México, informou o diretor da publicação Jesús Herrera Rábago. De acordo com o portal LaPrensa, a jornalista, de 20 anos, estava prestes a entrar em sua casa, quando o agressor invadiu o local arrastando uma mulher. Em seguida, agrediu as duas com uma faca. A repórter morreu a caminho do hospital. A outra vítima, de 19 anos, sobreviveu aos ferimentos. Os vizinhos tentaram conter a ação, mas também foram ameaçados. O jovem, que aparentava estar drogado, foi reconhecido e preso minutos depois por policiais da região. A identidade dele não foi divulgada. O diretor do La Última Palabra disse que a morte da jornalista foi por uma trágica causalidade e descartou que o ato esteja relacionado com o exercício de sua profissão, pois a repórter se dedicava em coberturas de informações locais e eventos esportivos. Marlén Valdez trabalhava há seis anos para o diário, que é distribuído principalmente nos municípios de Benito Juárez e Cadereyta. Em 2012, o jornalista Raúl Régulo Garza também foi assassinado na região ao ser confundido com um homem. * Com informações do Portal Imprensa

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012